NESTA SEXTA-FEIRA (07/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA RUI BARBOSA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O anúncio da última terça-feira de que a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, montaria o covidário a partir do próximo mês, no Ginásio Milton Olaio Filho para receber pacientes com síndrome gripal, criou uma nova polêmica na área política.

Discórdia

Nesta quinta-feira o vereador e presidente da Comissão de Saúde Elton Carvalho (Republicanos) se posicionou contrário a instalação do “covidário” no ginásio. Na visão do parlamentar, instalações do antigo pronto socorro seria uma opção muito mais adequada.

Discórdia II

Com relação a utilização do ginásio Milton Olaio, Elton questionou a distância das instalações que, segundo ele, penaliza principalmente pessoas que residem em bairros periféricos, ou seja, tornando necessário muitas vezes o uso de transporte coletivo e, possivelmente, a necessidade de fazer uso de até dois ônibus para cada trecho de deslocamento.

Custos

“Na minha visão, mais uma vez, a decisão de instalar um “covidário” no Milton Olaio é equivocada. Além das dificuldades de acesso, eu acredito que a necessidade de custos com instalações, equipamentos, climatização, entre outros, será muito mais alto”.

Relembrando

Na reunião realizada no dia 7 de julho no auditório da Santa Casa de São Carlos, foi cogitada a possibilidade de instalar-se containers junto as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Segundo Elton, seria uma decisão mais acertada.

Na Pop

Interessante foi ouvir a entrevista do secretário Marcos Palermo hoje no jornal da POP. Com a presença do vereador Elton no estúdio, Marcos tentou se isentar de quase tudo e disse que por conta da pandemia, situação nunca enfrentada por essa geração, tudo é novidade.

Manda ou não manda?

Oras secretário, já estamos a quatro meses nessa pandemia e o senhor pelo visto não aprendeu nada. Afinal o senhor manda ou não manda na pasta. Basta vez a situação do ginásio. Um rio de dinheiro já se gastou naquele local e até hoje não foi utilizado.

Bonzinho

A sorte de Marcos Palermo é que do outro lado estava o vereador Elton que é bonzinho. Se pega um Marquinho Amaral pela frente, seria destruído com base nas declarações dadas nesta manhã.

Gastos

Ah, Palermo também falou sobre o uso de containers. Disse que cada container custaria aos cofres municipais algo em torno de R$ 6 mil. Se houvesse essa preocupação com gastos desde o início da pandemia, não teríamos gastado tanto no ginásio não é?

Cego em tiroteio

Falando em Marquinho Amaral, ele fez duras críticas pela rede social sobre essa questão também. “A Prefeitura Municipal, mais perdida do que “cego em tiroteio”, cada dia fala uma coisa sobre o destino do MENTIROSO e PSEUDO HOSPITAL DE CAMPANHA. Agora estão falando, após gastos DUVIDOSOS e desnecessários na “reforma” do próprio público, que ali será instalado um COVIDÁRIO” escreveu

Cego em tiroteio II

Marquinho disse ser contra a instalação do Covidário no ginásio. “A Prefeitura, de maneira irresponsável e MALANDRA, está tratando a questão com muita incompetência, amadorismo e com intenções extremamente suspeitas e visando justificar gastos de milhares e milhares de reais em um local inadequado, insalubre e sem as mínimas condições estruturais, de higiene e segurança para atender pacientes.

Novos leitos UTI

A partir do mês que vem São Carlos passará a contar com 20 leitos UTI/SUS para tratamento da COVID-19. Serão 10 leitos na Santa Casa e 10 no Hospital Escola. Araraquara possui 51 leitos, mais que o dobro de São Carlos. Já os leitos enfermaria/SUS são 68 no total em São Carlos. São 24 na Santa Casa e 44 no Hospital Universitário. Araraquara atualmente possui 95.

Exames PCR

Até o último dia 21 de julho 3.481 pacientes passaram pelas unidades de saúde de São Carlos com síndrome gripal realizaram o teste PCR, desses 2.615 tiveram resultado negativo para COVID-19, 669 apresentaram resultado positivo e 197 pessoas ainda aguardam o resultado.

Positivo

Um membro do alto escalão da Secretaria Municipal da Agricultura, testou positivo esta semana para COVID-19. O funcionário em questão tinha acesso com todos os servidores da pasta e na cozinha piloto que abastece os restaurantes populares e fornecem lanches a outros servidores.

Positivo II

Um certo temor rondou a secretaria após a confirmação. Porém diferente do que é feito em empresas privadas, a Vigilância Epidemiológica (VIGEP) não agiu com a rapidez necessária, segundo informações obtidas pela coluna.

Testagem

Por exemplo a testagem em massa dos servidores daquela unidade não foi realizada até o momento. Segundo apurado, apenas alguns servidores realizaram o teste e o fizeram por conta própria.

Resposta

Em contato com a Secretaria de Comunicação, a coluna foi informada que a VIGEP esteve realmente ontem na Secretaria de Agricultura e Abastecimento e afastou 5 pessoas com síndrome gripal, dois servidores públicos e 3 funcionários da empresa terceirizada que presta serviço no local. Eles foram encaminhados para unidades de saúde para coletar material para fazer o teste PCR. A VIGEP ressalta que fez a orientação para os demais servidores que não apresentam sintomas e está fazendo o monitoramento, se necessário mais pessoas passarão pela testagem do tipo PCR.

Contas aprovadas

O Tribunal de Contas do Estado emitiu parecer favorável à prestação de contas do prefeito Airton Garcia do ano 2018. Na ocasião reconheceram-se definitivos os seguintes resultados contábeis: Aplicação no Ensino: 27,56%; Recursos do FUNDEB aplicados no exercício: 100,00%; Aplicação na valorização do Magistério: 80,07%; Despesas com Pessoal e Reflexos: 50,10%; Aplicação na Saúde: 25,55%; Transferências ao Legislativo: 4,15%; Execução orçamentária: déficit 1,12%. Muito bom!

Mais recursos

Mesmo sendo cidades semelhantes em números de habitantes e de recursos, Araraquara sempre leva vantagem quando o assunto é repasses de verbas do Estado e União. Quer ver?

Mais recursos Federal

Até Junho o Governo Federal repassou para Araraquara para o enfrentamento do COVID-19 o valor de R$ 13.135.402,41. Já São Carlos recebeu R$ 8.621.774,06

Mais recursos do Estado

Já o governo do PSDB do senhor João Dória repassou para a Morada do Sol até Junho o valor de R$ 2.162.402,00, já São Carlos, cidade considerada “tucana” o valor repassado foi de R$ 1.995.320,00.

PT

E olha que Araraquara é administrada pelo Partido dos Trabalhadores...

Doações

O painel COVID-19 do Tribunal de Contas traz diversas informações interessantes. Uma delas é as doações em insumos e dinheiro que os municípios paulistas já receberam durante a pandemia.

Doações II

E novamente comparando São Carlos e Araraquara, obtivemos os seguintes resultados. A Prefeitura de São Carlos recebeu R$ 361.985,44, enquanto que em Araraquara a generosidade foi bem maior, R$ 4.132.728,22.

Os casos por lá

O boletim de Araraquara desta quinta-feira aponta que a cidade tem 1.536 casos confirmados de COVID-19 com 16 mortes confirmadas. Já por aqui estamos com 1166 casos confirmados com 19 mortes.

Novos pontos

A Prefeitura Municipal pretende gastar cerca de R$ 300 mil na aquisição e instalação de 30 novos abrigos de ônibus na cidade. O edital de abertura do Pregão Presencial (16/2020) foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira. 

Novos pontos II

O anexo VI do edital especifica o valor unitário de cada abrigo (R$ 9.996,93) e o preço total (R$ 299.907,90).

Tá carinho hein

R$ 10 mil em cada ponto não é muita coisa não? Só para ter uma ideia, o ponto que consta no edital é semelhante ao que a Associação dos Moradores do Jardim Araucária instalou no bairro recentemente. O custo de cada ponto foi de R$ 6 mil, segundo apurou a coluna.

Dá nada não

Mas afinal o que é R$ 10 mil em um ponto. Por aqui o pessoal gasta R$ 900 mil em dois na baixada do Mercado e com direito a um poste no meio.

Banheiro público

Puxa vida de quem foi a infeliz ideia de construir um banheiro na praça dos Universitários em frente a USP. Segundo o ativista Ivan Amaral o custo dessa obra realizada pela Prefeitura Municipal é de R$ 16 MIL. Curiosamente o banheiro está sendo construído atrás de uma lanchonete. Vale lembrar que em 2017 a Praça foi adotada pelo Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (CEPOF), do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP).

Mais barato

Bom esse valor está até mais barato do que foi gasto na reforma do banheiro do Canil Municipal realizado em 2018. A mesma custou a bagatela de R$ 25 mil. E olha que só deram uma “garibada”.

Quem avisa amigo é

O pré-candidato a prefeito Deonir Tofolo o expert em orçamento, poderá ter problemas em breve com a Justiça Eleitoral se continuar indo regularmente em um programa de rádio para dar entrevistas sobre sua empresa que patrocina o referido programa.

Quem avisa amigo é II

O detalhe é que ele fala apenas 30 segundos da empresa e o restante do tempo faz a sua campanha o que ainda não é permitido nos meios de comunicação. Quem avisa amigo é!

Bom final de semana

Sem pressa, tá? É aos pouquinhos que a vida vai dando certo e que nós vamos nos tornando melhores. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

Pupo | 28 Julho 2020
Porque não investir esse dinheiro no hospital escola assim quando terminar essa pandemia já fica pronto pra tratar as. Pessoas que precisam
Fofoqueiro | 24 Julho 2020
Eu só sei que o berreiro tá com processos até na garganta por conta da ração vencida que estão dando pra ele dentro do jornal kkkkk
leitor assíduo | 24 Julho 2020
O vereador Élton Carvalho está corretíssimo. O quase hospital de campanha foi anunciado no pior dos espaços públicos. O ginásio Mílton Olaio não serve para esse fim. Há outros interesses em jogo. Marcos Palermo não manda na secretaria. Quem manda é o Édson Fermiano. Édson Ferraz sempre lhe foi submisso. Todos os secretários pagam pau para o Fermiano. Aírton Garcia só nomeia quem Fermiano aprova e ele só aprova quem lhe presta reverência. É a eminência parda da gestão Aírton.