NESTA SEXTA-FEIRA (25/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

Falta de sensibilidade é o que faltou a diretoria do Sincomercio que cobrou uma taxa de R$ 250,00 dos comerciantes que abriram suas lojas no feriado do dia 11 de junho (Corpus Christi). Se já não bastasse os prejuízos com as enchentes e a pandemia do Coronavírus, o sindicato dos patrões, presidido por Paulo Gullo, deu esse presente de grego aos seus associados. 

Sincomercio II 

No dia 9 de junho, o Sincomercio emitiu um comunicado comemorando que havia chegado a um acordo com o Sindicato dos Empregados do Comércio de São Carlos e Região (Sincomerciários), assinando aditamento à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), autorizando o comércio de produtos não essenciais de São Carlos e Tambaú, a funcionar no feriado de Corpus Christi. O aditamento autorizava as lojas a abrirem na quinta-feira (11), por quatro horas, de forma opcional, mediante adesão que deveria ser feita via site. 

Boleto 

Depois do feriado, veio a surpresa. O boleto em nome do Sincomercio, cobrando a taxa de R$ 250,00. Segundo conta nem o site da entidade e tampouco no aditamento da Convenção Coletiva, constava que os estabelecimentos pagariam uma taxa para abrir no feriado. 

Outro lado 

Em reportagem publicada pelo jornal Primeira Página, o Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos (Sincomercio) esclareceu que a adesão para trabalho em feriado é opcional e suas regras estão acordadas em Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2019 – 2020, assinada entre o sindicato patronal (Sincomercio) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de São Carlos e Região (Sincomerciarios). 

Outro lado II 

Faltou bastante compreensão e compaixão do presidente Paulo Gullo com os seus associados. 

Shopping 

O Shopping Iguatemi também vendo pisando na bola com os lojistas ali instalados. Após o decreto de quarentena, que promoveu o fechamento das atividades não-essenciais, inclusive do conjunto de lojas, a administração decidiu suspender as cobranças de aluguel e condomínio dos lojistas. 

Shopping II 

Com a flexibilização da quarentena a administração do Shopping Center retomou a cobrança do aluguel e condomínio, porém adotando um critério bastante controverso: há uma política de desconto no valor do aluguel e condomínio, baseada na categoria econômica da loja. De acordo com comerciantes, esse tipo de cobrança está beneficiando lojas maiores, que estariam obtendo um desconto maior no pagamento do aluguel e condomínio, do que lojistas menores. 

Que loucura é essa SAAE 

Causou espanto a emissão de contas de água do SAAE neste mês. Os valores saltaram de forma absurda e claro a população protestou e com toda a razão. Na terça-feira o problema veio a público através do vereador Edson Ferreira (Republicanos) que denunciou, na sessão o abuso nos valores da conta de água que chegam a 2.419% de aumento. As reclamações que chegaram até o vereador vieram de diversos bairros, como Novo Mundo, Jardim Beatriz e Jardim Hikare. 

Enxurrada de reclamações 

Após a denúncia na tribuna da Câmara o vereador recebeu, por meio das redes sociais e seu gabinete, mais casos de moradores de outras regiões da cidade também com valores abusivos. 

Mais de 2 mil % 

Um dos casos é de um consumidor que em maio pagou R$ 16,61 e em junho a conta saltou para R$ 401,00, um aumento de 2.419%. 

Projeto de Lei 

Durante a sessão, Ferreira apresentou um projeto de lei que dispõe sobre o parcelamento do excedente e que a média não seja acumulativa para que não haja alteração na tabela de preços, evitando assim, valores tão altos e fazendo correção nas contas já enviadas aos consumidores. O projeto está tramitando pelas comissões e na próxima sessão poderá ser votado. 

Reunião 

Na quarta-feira (24), o vereador fez uma reunião com o presidente do SAAE, Benedito Carlos Marchezin, e um técnico com a finalidade de buscar uma solução para os casos registrados. 

Reunião II 

Na reunião ficou definido que os munícipes que se sentirem lesados devem enviar para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. a leitura atual do hidrômetro e o código CDC da conta para revisão. 

Estranho 

O curioso nessa história toda é que em abril o SAAE divulgou uma nota esclarecendo que em virtude da pandemia e para conter a disseminação da COVID-19 no município, estava alterando o método de cobrança do consumo das contas mensais considerando os valores médios de consumo dos últimos 6 meses registrados nos históricos de leituras. 

Boa Entrevista 

Hoje o pré-candidato a prefeito pelo PSOL, Djalma Nery, deu uma interessante entrevista ao jornal da POP. Djalma que por pouco não ocupou uma cadeira no Legislativo as últimas eleições, mandou bem no bate papo com os jornalistas Fábio Taconelli e Nei Santos. 

Boa entrevista II 

Com a não candidatura do ex-prefeito Newton Lima o nome de Djalma sem dúvida é bastante interessante para liderar uma frente única da esquerda de São Carlos. Só precisa do PT local aceitar ou será que o partido vai continuar apostando sendo o “sempre do contra”?

Aulas 

Através de um vídeo divulgado na quarta-feira (24), o secretário municipal de educação Nino Mengatti afirmou que ainda estuda a possibilidade de retomar aulas presenciais na rede municipal. Para ele a ação é impraticável neste momento. 

Aulas II 

O vídeo foi uma resposta ao pronunciamento do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que informou a volta gradativa das aulas a partir de setembro.

Aulas III 

Pelo o que foi declarado pelo governador Dória e o comportamento do vírus no interior do estado, as aulas esse ano já era. 

 Bom final de semana 

Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. (Cynthia Kersey). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 



Comentário(s) 

0
leitor indignado | 26 Junho 2020
Muitos comerciantes extorquidos pelo sincomercio na taxa de R$ 250,00 não faturaram esse valor no dia de corpus christi. Ficaram no prejuízo para encher o cofrinho da pelegada. O comerciantes instalados no iguatemi deveriam unir-se para não pagar o valor exagerados que lhes é cobrado. O shopping que judicialize a cobrança e espere a decisão judicial. O saae faz cobrança abusiva dos consumidores, porque o custeio da máquina é alto com funcionários ganhando muito para trabalhar pouco, principalmente na área [...]istrativa, além do desperdício de quase 50% da água tratada, cujo prejuízo é repassado para a população. Todos esses absurdos relatados precisam e devem mudar.