NESTA SEXTA-FEIRA (07/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA RUI BARBOSA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

Bomba, bomba, bomba...Um áudio que começou a circular por grupos de whatsapp na manhã desta sexta-feira (01), caiu como uma bomba no Paço Municipal. Trecho de uma conversa entre o secretário municipal de Saúde, Marcos Palermo e o presidente do SINDSPAM, Adail Alves de Toledo, expõe uma ferida que arranha bastante o prefeito Airton Garcia. 

Bomba, bomba, bomba 

Na conversa, Palermo pede ajuda para o presidente do sindicato dos servidores, para que possa fazer alguma intermediação junto a secretária de Gestão Pessoal, Helena Antunes, para que seja feito o pagamento do adicional a jornada noturna de trabalho e horas extras aos profissionais da saúde. 

Bomba, bomba, bomba II 

Palermo diz que Helena não pagou as horas devidas relativas ao mês passado. “Olha presidente, é adicional noturno, jornada noturna e hora extra, não pagou, não é justo isso viu presidente, não é justo isso, me perdoe”, diz Palermo ao presidente Adail. 

Bomba, bomba, bomba III 

Em outro trecho ele diz que se a secretária Helena não pagar os valores devidos, os servidores irão parar. “Se ela não pagar segunda-feira, para tudo viu doutor (Adail), não tem jeito, os servidores tem razão cara, não é justo isso”. 

Todo mundo bravo 

Palermo diz ainda que toda a classe, isto é médicos e servidores estão insatisfeitos e desabafou. “Tem lugar que está dando gratificação aos funcionários da saúde e segurança, aqui não paga nem o que tem de pagar, pelo amor de deus pô, o que eu falo para os funcionários”. 

Apanhando 

Marcos Palermo disse que essa situação está lhe tirando o sono e que está apanhando desde a madrugada. “Eu estou apanhando desde as três horas da manhã Adail, não sou eu, não sou eu que faço a folha (de pagamento) eu procuro fazer as coisas mais certas possíveis, o senhor sabe disso entendeu, agora não é justo isso, não é justo, nós estamos aqui ó, feriado trabalhando, domingo trabalhando, sábado trabalhando e o que eu vou falar para o meu servidor, para o cara que trabalha comigo?”. 

Só faltava essa agora 

Se já bastasse a falta de material de trabalho para esses profissionais, surge agora mais essa novidade. Falta de pagamento de horas extras. E não é a primeira vez que isso ocorre neste ano. Lamentável a postura da doutora Helena, que aparentemente nos faz parecer que está pouco “ligando” para a situação dos servidores da saúde em época de pandemia.

Tá muito P. da vida 

Conversamos por telefone com Palermo nesta sexta, e ele confirmou tudo e disse mais, que colocava seu cargo a disposição, mas jamais ficaria contra o servidor. Ele ainda criticou “bastante” a postura da “Doutora Helena”. 

Guardas também 

E não é só a Saúde não. Recebemos a informação de que muitos Guardas Municipais estão enfrentando problemas semelhantes. 

Tá bravo com Hospital de Campanha 

O vereador Marquinho Amaral, voltou a usar a rede social para manifestar toda sua indignação sobre a montagem do Hospital de Campanha da Prefeitura Municipal, a ser instalado no ginásio de esportes Milton Olaio Filho. 

Tá bravo com Hospital de Campanha II 

O vereador fez ainda uma série de questionamentos sobre em que situação se encontra a montagem do referido hospital. “O tempo passou, muitas divulgações foram feitas, visitas técnicas realizadas e postagens de propaganda anunciando as conquistas feitas, em redes sociais diversas, até nas oficiais. Mas confesso, não sei se o hospital está funcionando. Alguém sabe? Funcionará?  O projeto e a infeliz ideia de construir ali o grande Hospital de Campanha continua?  Já temos leitos lá?  Já está atendendo?  O protejo de fazer ali o hospital foi abortado e não divulgado, ou continua?”, escreveu o parlamentar. 

E os colegas? 

Ele também fez cobranças aos seus colegas da Câmara Municipal. “Meus nobres e queridos vereadores da comissão, estou errado? A visita de vocês no pseudo Hospital de Campanha como foi? De lá para cá as coisas finalizaram, o hospital já funciona?” 

Outro lado 

O secretário de Saúde, Marcos Palermo, disse que a infraestrutura do Ginásio Milton Olaio Filho está preparada e que se necessário a Secretaria de Saúde emite a ordem de serviço para que a empresa terceirizada realize a montagem de leitos. 

É só dele 

Hoje a coluna é só do secretário Marcos Palermo. Mais uma dele. Em entrevista concedida a Radio Sanca na manhã da última quarta-feira (29), Palermo disse que São Carlos poderá receber pacientes da capital paulista, cujo sistema para enfrentamento do Coronavírus, está prestes a colapsar. “Provavelmente São Paulo entrará em colapso nos próximos 10 dias e não terá leitos e segundo informações virão esses pacientes para cá”, informou.   

É só dele II 

Não se sabe ainda como será essa transferência e se ela realmente irá acontecer. O governo do Estado já abriu essa possibilidade para transferir pacientes para centros médicos do interior, onde a pressão por atendimento em decorrência do coronavírus ainda não é tão forte quanto na região metropolitana. 

Não gostou 

Quem não gostou muito dessa declaração foi o vereador Roselei Françoso que está acompanhando todas as reuniões que trata da pandemia em São Carlos. 

Não gostou II

Roselei comentou: “Pois é, nós temos uma boa estrutura, temos médicos, enfermeiros, leitos, medicamentos e respiradores sobrando.... aliás nós somos a capital da tecnologia... entendo à necessidade de ajudar ao próximo, mas precisamos criar as reais condições pra isso, pousar de super herói agora pode não ser muito bom, a não ser que realmente asseguramos todas condições pra isso”. 

Bom final de semana 

Uma máquina pode fazer o trabalho de cinquenta pessoas comuns. Nenhuma máquina pode fazer o trabalho de uma pessoa extraordinária. (Elbert Hubbard). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

*NOTÍCIA RELACIONADA: 

Secretário de Saúde diz que servidores podem parar a partir de segunda-feira



Comentário(s) 

leitor irado | 03 Maio 2020
Qual a posição do prefeito de fato édson ferraz sobre o desabafo de marcos palermo? Por que não se esmera em resolver essa vergonhosa pendência. Será que faz caixa para a campanha de vice pelo fisiológico mdb? Aírton, o omisso, e helena, a sumida, não têm direito à omissão. Precisam determinar e fazer o pagamento aos profissionais da saúde. Vergonha? Vergonha! O ferminano, também, não ajuda. O quarteto parece não ter nenhum comprometimento em relação ao equacionamento dessa urgente questão. Se houver paralisação na saúde, esses quatro deverão ser responsabilizados criminalmente. Cadeia neles!