NESTA SEGUNDA-FEIRA (06/07) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 – AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na noite desta terça-feira (24), deixou quase todo o Brasil perplexo. Enquanto a maioria das autoridades sanitárias do MUNDO, fala uma coisa, ele fala outra. Mas não cabe aqui analisar as opiniões do Mundo, e sim o nosso aqui em São Carlos. Afinal em tempos de quarentena, tá difícil acompanhar os bastidores. Mas vamos lá. 

Insano 

O Secretário de Saúde de São Carlos, Marcos Palermo, em entrevista ao Jornal Primeira Página disse que não tinha o que comentar a fala do presidente. “Sem comentários. Apenas insano”, disse Palermo. 

Confiante 

Já o vereador Leandro Guerreiro veio a público nas redes sociais e reafirmou a confiança no Presidente. “Eu não deixo o camarada na mão, te apoiei e confio em você Bolsonaro”. De acordo com Guerreiro, muitas pessoas já enchem as mãos de pedras para tacar no presidente, pensando que são os “donos da verdade”. 

Confiante II 

Para Guerreiro, Bolsonaro falou com base em dados oficiais, “com todo tipo de pesquisas, e fala para o país voltar ao normal”. Queriam que ele falasse o que? Que vai morrer todo mundo?”, questionou. Guerreiro salientou a postura de Bolsonaro é correta, pois é isso que um grande líder tem que fazer, passar segurança para todos. 

Mesma língua 

Que dados oficiais e pesquisas que Bolsonaro tem que o seu ministro de Saúde não tem. O problema não é o excesso de confiança do presidente e a falta de confiança no Sistema Público de Saúde. Se na Europa que lá é primeiro mundo o bicho pega, imagine aqui, que para conseguir uma simples consulta é um verdadeiro calvário. 

Decreto 142 

Diferente da “Força” do Decreto 140, o Decreto 142, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (25), é só para “Inglês” ver. O Decreto que dispõe sobre a adoção de medidas, no âmbito da atividade industrial e da construção civil, de medidas temporárias de prevenção à disseminação do novo coronavírus (COVID-19), apenas RECOMENDA o fechamento imediato de algumas indústrias. 

Decreto 142 II 

A recomendação é de fechamento imediato de indústrias, exceto dos ramos farmacêuticos; alimentício; de bebidas; produtos hospitalares ou laboratoriais, alto forno; química; gás; energia; água mineral; produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como fornecedores e distribuidores. 

Decreto 142 III

O Decreto também recomenda a paralisação imediata de obras da construção civil, exceto obras de segurança hídrica, enchentes, nas áreas da saúde e manutenções emergenciais. 

Portanto 

Como é apenas uma recomendação, cumpre quem quer. E pelo jeito os empresários não irão cumprir não. 

Empresários 

Na segunda-feira (23) o Ciesp São Carlos divulgou uma notícia, anunciando a criação de um comitê de gestão de crise para analisar o cenário atual e definir medidas junto às indústrias da região. 

Pontos 

Na primeira reunião do comitê, ficaram estabelecidos os seguintes pontos:

- As indústrias da cidade e da região não vão paralisar suas atividades ou dar férias coletivas a seus colaboradores, por enquanto. 

Pontos II 

- Tendo em vista a diversidade de atuação das indústrias de São Carlos e região, é importante mantê-las em funcionamento para garantir a continuidade da cadeia básica de suprimentos nas áreas da alimentação, saúde e energia. 

Pontos III 

- Outro ponto importante é que 25% do ICMS que as indústrias recolhem retornam para o Município, portanto, se as indústrias pararem de faturar na região, o dinheiro não virá para os municípios mais à frente, abrindo-se um buraco no orçamento. 

Pontos IV 

- Os fatores econômicos para as indústrias estão sendo discutidos junto à FIESP/CIESP e o retorno desse trabalho já está surtindo efeito junto ao Governo; 

Pontos V 

- O intuito de todas as indústrias é proteger a saúde dos colaboradores e evitar o desemprego, mais um motivo para a manutenção das atividades industriais. 

Pontos VI 

- Vale ressaltar que as indústrias estão tomando todas as providências recomendadas pelos órgãos de Saúde para proporcionar a devida higienização e garantir segurança ao trabalhador. Além disso, o comitê ainda discutirá a ampliação desses procedimentos, conforme a necessidade. 

Números confusos 

A Santa Casa começou esta semana a divulgar em seu site um quadro com números de pessoas internadas com problemas respiratórios no hospital. O problema que os seus números não batem com os que são divulgados diariamente pelo Subcomitê de Comunicação da Prefeitura Municipal que é responsável pela divulgação dos números oficiais do COVID-19 em nossa cidade. 

Números confusos II 

As divergências nos números, ou a forma da divulgação, confundem ainda mais a já confusa população. Não seria mais responsável, concentrar as informações apenas no Subcomitê de Comunicação da Prefeitura que até aqui vem realizando um ótimo trabalho? 

Brechas 

Essas divergências servem apenas para produzir ainda mais Fakenews. Fica a dica! 

Estrutura 

O nosso sempre bem informado João Muller, divulgou em sua rede social que São Carlos “tem poucos leitos de UTI, poucos respiradores, médicos doentes vendo o cidadão comum chegar e não ter a estrutura necessária para salvar um ente querido. São 25 leitos de UTI públicos e 44 privados”. A preocupação excessiva do Governo Municipal é justamente essa. A estrutura é pequena se o “bicho pegar”. 

Estrutura II 

Muller ainda escreveu: “Por isso, seremos rigorosos nas ações de isolamento social. Não podemos atingir a curva máxima dos casos de Coronavírus em São Carlos, ou seja, próximo de 300 pessoas precisando de internação, com estimativa de 26 mortes”. É alarmante realmente. 

Fiscalização 

A Força-Tarefa criada para fiscalizar o cumprimento do decreto 140 determinando que apenas estabelecimentos essenciais à sociedade continuem de portas abertas, divulgou nesta terça-feira (24) um balanço das ações que estão sendo realizadas por toda a cidade. 

Fiscalização II 

Constituída pela Guarda Municipal, Polícia Militar, Vigilância Sanitária, Procon e fiscais municipais. 340 estabelecimentos foram fiscalizados e 168 fechados. Outros 74 estabelecimentos foram notificados e cinco interditados. Um estabelecimento foi autuado pela Vigilância Sanitária por ausência de farmacêutico e outro por reincidência à orientação ao Decreto 140. A Força Tarefa ainda através da GM atendeu a 565 solicitações e ou denúncias e realizaram 1883 orientações através do telefone 153. 

Fiscalização III 

Agora por qual motivo a “Força Tarefa” tem que andar pela cidade em comboio, sirene ligado, etc...Por acaso as viaturas da GM, PM, Fiscalização, Procon e até Defesa Civil, estão indo atrás de perigosas quadrilhas ou de pequenos transgressores do Decreto? 

Tirando isso 

Excluindo toda essa ostensividade “militar” a Força Tarefa vem realizando um grande trabalho e merece os nossos aplausos. Além da atuação, ainda existe o risco de estarem expostos ao vírus. Não fiquem bravos com a crítica sobre a ostensividade ok? O trabalho está sendo 10. Parabéns. 

Até sexta 

Cansado de gente que tem acesso a informação e escolheu ser burro. (Andrew Amaurick). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

leitor assíduo | 27 Março 2020
Decreto que recomenda, não é decreto, é recomendação. Quem terá sido o jurista que orientou o prefeito a publicar essa heresia jurídica? Algum concursado da procuradoria municipal, ou qualquer daqueles oportunistas que não prestaram concurso e foram apadrinhados por políticos sem nunca provar competência ou saber jurídico?
Cesar | 26 Março 2020
Força tarefa para chutar "cachorro morto", porque não tem força tarefa para coibir tráfico, roubos, jogos, etc, ninguém tem coragem e isso é reflexo do comando; o Presidente apenas orientou que após o isolamento, quem não morreu infectado vai morrer de fome por estar desempregado.
O fofoqueiro | 25 Março 2020
Leandro é burro pra c****. A ração que ele recebe do sócio das banheiras ambulantes de 6 rodas tá fazendo mal pra a saúde mental dele. Coitadinho.
Patriota | 25 Março 2020
Porque será que a embaixada americana pede o retorno imediato dos cidadãos americanos no Brasil ?
O Trump faz o cara daqui de bobo da corte.
Aécim Podemais | 25 Março 2020
Não é de se espantar que vermes apoiem vermes esse ignorante politico o Leandro Amaral que de guerreiro não tem nada , assim como seu ídolo um não sabe nada de Brasil o outro de São Carlos gente desqualificada , me diz o que o Bozo fez de bom para a nação ? ou Leandro Word Dance para São Carlos ? se gritaria resolvesse alguma coisa , o governo seria num hospício , pense bem o que essa laia te oferece como resultado de politicas publicas , que lucro eles deram para a sociedade . Melhoram sua vida ? Pense bem .