NA TERÇA-FEIRA (14/07) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 – AVENIDA GETÚLIO VARGAS (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA DRº HEITOR JOSÉ REALLI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 – RUA DRº MARINO DA COSTA TERRA (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Precisamos ser realistas neste momento em relação aos estragos e prejuízos provocados pelas chuvas desde o início do ano. Muito se fala da “ajuda” que virá do Governo do Estado e Federal. Não duvidamos que alguma coisa chegará, mas o que será enviado. Vamos aqui tentar entender a situação de São Carlos com o restante do Brasil, comparando a situação da cidade conforme a “Classificação de Risco” utilizado nos atendimentos a pacientes com problemas de saúde.

Explicando

A classificação de risco é uma ferramenta utilizada nos serviços de urgência e emergência, voltada para avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento. Segue protocolos mundialmente utilizados e deve ser realizada por um profissional devidamente capacitado.

Explicando II

São cinco divisões. Caso gravíssimo, Muito urgente, urgente, pouco urgente, e não urgente. Abaixo vamos dar a visão (na nossa modesta opinião)

Gravíssimo

Essa é a classificação que comerciantes e moradores que de alguma forma tiveram enormes prejuízos por causas das enchentes. Alguns ativistas também que nunca viram tanto água, ficam apavorados em suas transmissões ao vivo.

Muito Urgente

Essa é a classificação que o prefeito Airton Garcia enxerga os problemas. Afinal de contas em sua administração fez muito pouco para aliviar os prejuízos e agora leva porrada de tudo que é lado. A ministra Damares também vê da mesma forma os estrados das chuvas em sua cidade.

Urgente

Aqui podemos relacionar o diretor da Defesa Civil Pedro Cabalero que a décadas avisa que as intensidades das enchentes irão causar mais prejuízos. Mas ninguém dá “bola” pra ele infelizmente. Aqui também relacionamos alguns secretários municipais (Muller, Peronti, Olmo e até o ministro Ferraz).

Pouco Urgente

Governo do Estado que enviou para São Carlos uma equipe da Defesa Civil Estadual para seguir protocolo e prometeu enviar algo, mas isso só depois de atender outros municípios “mais pobres que a Capital da Tecnologia” e que tiveram prejuízos bem maiores que São Carlos.

Não Urgente

Governo Federal. Apesar da boa intenção da ministra Damares, o presidente Bolsonaro deve estar preocupado com estados que sofrem muito, muito, muito com as enchentes. Estados e cidades de Minas Gerais e Espirito Santo, onde o rastro destruição é visível, além dos desabrigados e das mortes já ocorridas.

Cidade Rica

Os políticos de São Carlos vendem a cidade como uma “Oásis”, rica, poderosa, imponente etc...A cidade realmente é tudo isso e muito mais, o problema é a maneira que ela acaba sendo administrada.

Cidade Pobre

Aí quando ocorre problemas com as enchentes, a cidade muda o perfil, sem dinheiro, sem estrutura, sem condições para administrar os seus problemas. Esse é o raio-x da cidade. Uma pena.

Agora tem tudo

Foi necessário levar porrada de tudo que é lado, para o secretário municipal de Saúde, Marcos Palermo consertar a besteira que fez em inaugurar a USF do Zavaglia sem nada para atender a população.

Agora tem tudo II

Em dois dias a unidade foi equipada e abastecida com tudo o que precisava como num passe de mágica. Não seria mais fácil ter inaugurado a USF na segunda ou na terça-feira aos invés da sexta (31 de janeiro)?   

Curiosidades do Trânsito

A Prefeitura Municipal abriu um Pregão Presencial (03/2020) para contratação de empresa especializada na prestação de serviços técnicos para o fornecimento de Sistemas de Gestão de apoio, fiscalização, infra-estrutura para processamento de dados de tráfego e autuações, instalação e manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos e sistemas, bem como a disponibilização e operação de software para o processamento, devendo haver também o fornecimento de recurso humano e materiais necessários, visando o apoio técnico à Gestão do Trânsito no Município de São Carlos realizado pela Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), de acordo com as atribuições.

Curiosidades do Trânsito II

O valor estimado neste contrato é de R$ 420 mil e esta contratação se faz necessária para registrar, processar e gerenciar todo processo referente às multas de trânsito lavradas no Município de São Carlos, tendo em vista que esse serviço é imprescindível para dar continuidade às atividades que são executadas pela Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

Bravos com razão

O amigo Henrique Afonso de André o Cebola fez um desabafo dias atrás nas redes sociais, sobre o recape e rápida atuação do SAAE na sequencia. Ele escreveu: “É impressionante que os gestores do SAAE não considerem a informação que a cada dois meses há um vazamento nessa via. Os próprios funcionários sabem disso e dizem que o encanamento não aguenta, mas nada podem fazer além de remendo. A solução definitiva cessaria os constantes buracos abertos... mas a quem interessa isso? Sem buraco aberto não tem gasto com diesel, com brita, com tubos... dinheiro e água circulando à alta pressão faz bem para muita gente, e seguimos pagando a conta”.

Bravos com razão II

O pior que isso vem ocorrendo com frequência, parece até de propósito, o recape passa e o SAAE vem logo atrás.

Mexeram na cratera

Calma, calma, calma. Alguém mexeu na cratera existente desde o governo Altomani no cruzamento das ruas Francisco Possa com Emilio Mario Ribas no bairro Santa Felícia. Sim mexeram. Tiraram os três cavaletes plásticos que havia no local e colocaram quatro cones e cercaram com uma fita zebrada.

Mexeram na cratera II

Detalhe o recape passou pela rua Francisco Possa na semana passada, o SAAE ao invés de arrumar a cratera, faz de conta que ela não existe. Ficou lindo, asfalto novo do lado do buraco velho....

Nadando em dinheiro né?

O SAAE poderá perder recursos na ordem de R$ 29 milhões que viriam para o munícipio a fundo perdido. Em dezembro de 2017, portaria do Ministério das Cidades autorizou o início dos repasses dos recursos para o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) iniciar a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Monjolinho.

Nadando em dinheiro né II?

O motivo apontado para a perda dos recursos é a demora do SAAE para a readequação do projeto apresentado para a realização da obra, a pedido da Caixa Econômica Federal. O presidente do SAAE, Benedito Marchezin, informou que a readequação do novo projeto foi enviado para análise do banco apenas em dezembro de 2019.

Putz...

Marchezin disse que houve uma morosidade, por conta de questões burocráticas, para que o SAAE conseguisse firmar contrato com o engenheiro José Roberto Campos, a fim de realizar as mudanças exigidas. Campos foi o responsável pela realização do projeto inicial da ETE, inaugurada em 2008, ainda no governo Newton Lima. Lamentável não...

Sonhador

Na noite de terça-feira (28) o pré-candidato a Prefeito de São Carlos Deonir Tofollo juntamente com o Publicitário João Miras, Coordenador de estratégia política Júlio Soldado e os advogados Paulo Diniz e Irineu Diniz, promoveram o encontro com cerca de 60 pré-candidatos a vereadores.

Sonhador II

Logo após o anúncio da Amazon, de que a companhia investiria cerca de R$ 1 bilhão em desenvolvimento de data centers no estado de São Paulo nos próximos dois anos, o Secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto já iniciou as movimentações para que São Carlos seja uma das cidades contempladas com o investimento. Seria uma conquista do Conexicidades quer custou aos cofres públicos cerca de R$ 1 milhão em festas?

Desprezo

Na segunda-feira ocorreu uma reunião dos comerciantes, no auditório da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), eles estão insatisfeitos com as respostas do poder executivo no combate às enchentes e na morosidade em recuperar os estragos da última enchente na região central.

Desprezo II

Estranhamento a Prefeitura para essa importante reunião não determinou a presença dos secretários de Serviços Públicos, Mariel Olmo, e de Obras Públicas, Reginaldo Peronti. No lugar deles estiveram presentes o secretários de Habitação, João Muller, e de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto que entende tudo de enchentes e pelo diretor presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Benedito Marchezin.

Tá difícil

Não estamos conseguindo entender os últimos comportamentos do prefeito Airton Garcia. O homem agora em encontros para tratar de assuntos sérios, só fica fazendo piadinhas ou trocadilhos. O pior que as piadinhas são tão sem graça.

A Praça

Na próxima segunda dia 10 de fevereiro a Prefeitura Municipal abrirá os envelopes das empresas interessadas em adquirir a Concessão de Boxes do Mercado Municipal para instalaçao da "Praça da Alimentação”.  São 04 boxes que poderão explorar a atividade de alimentação(gastronomia) do lado interno e externo do Mercado Municipal, com alvará especial de funcionamento aos sábados, domingos e feriados com horário estendido.

A Praça II

O secretário Muller é uma dos mais entusiastas com o “negócio”. Ele diz que é “uma ótima oportunidade de negócio”. Na rede social Muller foi questionado sobre o ótimo negócio. Já que a região sofre constantemente com as enchentes do Gregório.

Bom negócio

“Mesmo com 167,8 mm de chuva no dia 12/01 não houve estragos ou graves enchentes dentro do Mercado Municipal. O local da Praça de Alimentação terá um piso (deck) elevado para mesas e cadeiras de 40 cm. Ou seja, no local da Praça de Alimentação nem com chuva de 170 mm haverá prejuízos com enchentes. Além do que neste ano novas obras estruturantes serão executadas para combate as enchentes. Repito, grande oportunidade de negócio pra ganhar muito dinheiro”, escreveu Muller em sua rede social.

Container

Só não tivemos prejuízos dentro do Mercado Municipal porque o container da Guarda Municipal que Muller instalou na frente do Gregório, seguiu para o lado oposto do mercado, se fosse para a porta, o que poderia ter acontecido hein?

Container II

Falando nesse monstrengo, depois que ele foi arrastado pelas águas e todos os seus equipamentos também, a única coisa que fizeram foi colocá-lo de volta na frente do rio. Ele continua solto, apto a navegar pelas enchentes futuras e abandonado no coração comercial da cidade.

Bom final de semana

O amor é o único evento mais importante que Deus jogou na atmosfera. O resto é balela. (Li Ferreira). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 



Comentário(s) 

0
cesar | 07 Fevereiro 2020
Só reclama de falta de recursos, 8 milhões em multas de trânsito, fora 3 milhões que não foram pagas, totalizando 11 milhões na fábrica de multas e fica a pergunta, onde está o dinheiro e a prestação de contas das multas. Será que um dia teremos uma campanha educativa no trânsito e não apenas punição, radares escondidos, agentes (PM,GM) arrecadando. Quando tivermos ver..dores imparciais e independentes.
0
Saocarlense | 07 Fevereiro 2020
Cadê o depuatdo federal ou estadual de São Carlos nessas horas, o Lobbe(de quem não sou fã como politico) mas é de São Carlos e por isso votei nele é candidato e os caras votam no Flavio Bolsonaro, tem que chorar de arrependimento mesmo.