NESTA SEXTA-FEIRA (18/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - AVENIDA TRABALHADOR SÃO-CARLENSE (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

Para quem achava que a primeira semana útil do ano seria calma, devagar, pacata, caiu do cavalo. Devido as enchentes a classe política da cidade, protagonizou “grandes momentos”. O mais épico sem dúvida foi a desastrosa viagem de uma comitiva de vereadores até o Palácio dos Bandeirantes, conforme citamos na coluna passada. Mas o outro grande momento foi a entrevista do prefeito Airton Garcia no programa Fala São Carlos apresentado pelo radialista Antônio Carlos Tucura.

Quem tem razão?

Com a presença do presidente da Câmara, Lucão Fernandes o radialista Tucura propôs para que o prefeito Airton Garcia fizesse um empréstimo de R$ 15 milhões para uma obra que aumente a vazão das águas na rotatória do Cristo, e assim minimizar as enchentes na região da rotatória do Cristo e na baixada do Mercado Municipal.

Quem tem razão II?

O valor de R$ 15 milhões seria o praticamente o mesmo que foi pleiteado pela comitiva são-carlense ao secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi na última terça.  

Água no feijão

Aí vem o prefeito por telefone e disse que não tinha tomado conhecimento dos pedidos que foram entregues no Palácio dos Bandeirantes. E disse mais, que as obras propostas no encontro na região da rotatória do Cristo não resolveria os problemas com as enchentes. “Olha Lucão, quando tudo mundo quer ajudar, isso é muito positivo. Agora a informação que eu tenho, que esse problema da enchente necessita de muito mais dinheiro, conforme projeto do professor doutor Swami Villela, da USP, de três anos atrás, irá custar R$ 600 milhões”, disse Airton.

Água no feijão II

Para Airton a obra poderia minimizar o problema, não resolver: “Não podemos passar para a população a mentira de que R$ 15 milhões irá resolver o problema das enchentes de São Carlos. Qualquer coisa que você fizer irá ajudar o problema, então, Tucura e Lucão, a sugestão de vocês é positiva, mas não podemos passar essa mentira para a população que esse valor irá resolver o problema das enchentes”.

O técnico

O prefeito deu uma de técnico na entrevista: “Para fazer a barreira na rotatória do Cristo, como proposto por vocês, precisa ter uma altura de 16 metros, para que não chegue água na região do Mercado Municipal. A rotatória do Cristo tem um desnível de 16 metros em relação a baixada do Mercado Municipal, então, é necessário um espelho de 16 metros de altura, senão vai alagar a região Central de São Carlos”.

Nem Cristo sabe...

A entrevista de Airton veio na contramão de tudo o que foi explicado no Palácio dos Bandeirantes pelo secretário João Muller e pelo o engenheiro André Fiorentino. Sendo assim fica a pergunta: Quem tem a razão?

Oportuna

Foi muito oportuna a nota que o diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), através de seu presidente Erick Silva, divulgou esta semana, falando sobre as enchentes na cidade.

Oportuna II

A nota cita que o problema é antigo e a solução é complexa. Lembrou que nas gestões petistas – Newton Lima (2000-2008) e Oswaldo Barba (2009-2012) – as ações e obras de combate às enchentes foram colocadas em prática de maneira inquestionável.

Oportuna III

Em 12 anos, foram investidos R$ 22,4 milhões nas regiões dos córregos Monjolinho e Gregório em canalizações, contenções de margens, aprofundamento da calha dos córregos e construção de pontes. No Varjão, o problema foi eliminado. Também foram reconstruídas 20 pontes em concreto, substituindo as antigas de lata.

E depois

Bom depois dessas obras todas ao longo desses 12 anos, nada mais foi feito. A descontinuidade dessas ações pela gestão Altomani (2013-2016) e o pouco que se fez na atual gestão Airton acabaram contribuindo decisivamente para o estado de destruição dos últimos dias.

Recursos

A nota lembrou (é importante lembrar) que Barba, por exemplo, deixou recursos, projeto e área conquistada para a construção do piscinão no CDHU. A gestão Altomani simplesmente não executou. Na Rotatória do Cristo, além do projeto e dos recursos conquistados junto ao DNIT para o alargamento da passagem do córrego Mineirinho, as gestões petistas deixaram dinheiro em caixa para o aumento da vazão do córrego Mineirinho (Santa Felícia) sob a avenida Francisco Pereira Lopes. Pasmem, essa obra também não foi executada pela gestão Altomani

Estudos

O Plano de Macrodrenagem tão citado nos últimos dias pelo prefeito Airton Garcia, mapeou problemas e apontou soluções. Em muitos pontos esses problemas foram solucionados, mas em outros somente ações continuadas poderiam trazer algum alívio ou eliminar definitivamente o problema o que não ocorreu nos últimos anos.

Enfim

A nota citou as obras e ações realizadas pelas gestões petistas ações não continuadas pela administração do ex-prefeito Altomani. Entre elas a duplicação do viaduto da Praça Itália (R$ 10 milhões) com obras essenciais de drenagem da região da Lagoa Serena e CDHU da Vila Izabel e alagamento da passagem do córrego Monjolinho sob a linha férrea na Rotatória do Cristo.

Como seria?

E se não fosse essas intervenções durante os governos do PT, o que poderia ter ocorrido com a região da baixadas com as últimas enchentes na gestão Altomani e Airton?

Bom trabalho

E quem vem trabalhando muito são as equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos. O pessoal e os terceirizados seguem atendendo as áreas atingidas pela forte chuva do último sábado (4/1), quando choveu 120 mm e 22 pontos da cidade ficaram alagados. 

Bom trabalho II

As equipes de forma ágil vem realizando os serviços de limpeza, recolhimento de galhos e árvores, varrição, roçada mecanizada e manual e tapa-buraco nas vias de maior fluxo e que foram prejudicadas pela última tempestade. 

Caixa no vermelho

Tem hora que o pessoal da Prefeitura bate cabeça nas declarações. O prefeito está com uma tara em comprar o prédio da Faber, disse que as contas da Prefeitura estão em dia, blá, blá, blá. Mas por causa das enchentes uma informação veio à tona esta semana.

Caixa no vermelho II

O secretário João Muller disse em várias ocasiões esta semana que a Prefeitura fechou 2019 com um déficit de R$ 40 milhões. Apesar de ser uma informação importante, parece que pouca gente deu bola para isso.

Concluída

E terminou as obras do Centro de Convivência do Idoso do Jardim Zavaglia. A obra é considerada como uma das principais do governo Airton Garcia. A mesma foi possível graças a uma entre a Prefeitura e Tenda Atacado. O acordo foi homologado pelo promotor público Flavio Okamoto. Foram investidos cerca de R$ 1,7 milhão.

Futebol

Ontem à noite cerca de 300 atletas de escolas de futebol diversas, embarcaram para a cidade de Echaporã, onde participam da Copa São Paulo de Futebol de Base. Rio Training, Ajax, Flamingo e Paulistinha seguiram até a longínqua cidade com apoio da Secretaria de Esportes comandada pelo primeiro ministro Edson Ferraz que retornou de uns dias de descanso.

Cultura

E no dia 02 de Fevereiro abrindo as atividades do projeto Circuito Arena 2020, ocorrerá mais uma grande apresentação da banda Vinil 78. Desta vez a banda trará o melhor do flash brega na praça do Kartódromo. A dupla Ferraz / Caromano promete uma programação bem bacana para este ano.

Destaque

A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) está entre as maiores Associações Comerciais do interior paulista e conta com mais de 2 mil associados. Parabéns ao seu presidente José Fernando Domingues o Zezão que vem fazendo um ótimo trabalho frente a Associação.

Bom final de semana

Nós somos quem escolhemos ser... Por isso, escolha! (Homem-Aranha). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

+1
Hamas | 13 Janeiro 2020
Conforme projeto do professor doutor Swami Villela, da USP, de três anos atrás, irá custar R$ 600 milhões”, disse Airton.O prefeito tem razão quanto ao valor das obras contra enchentes R$ 15 milhões não faz nada a não ser endividar a cidade ainda mais.Ontem à noite cerca de 300 atletas de escolas de futebol diversas, embarcaram para a cidade de Echaporã, onde participam da Copa São Paulo de Futebol de Base. Rio Training, Ajax, Flamingo e Paulistinha seguiram até a longínqua cidade com apoio da Secretaria de Esportes comandada pelo primeiro ministro Edson Ferraz. Quer dizer que tirar São Carlos da copinha na verdade foi picuinha essa competição ninguém sabe o que é , mas temos eleições , esse tipo de evento é ótimo para levar uma grana por fora.
+2
leitor desconfiado | 13 Janeiro 2020
As gestões petistas até fizeram um bom trabalho. Seriam melhores, se parte dos recursos embolsados pelos corruptos fosse utilizado em benefício da população brasileira. A fortuna apropriada resolveria muitas mazelas nacionais, até as enchentes de São Carlos. Quanto a altomani, como se poderia esperar algo construtivo de um gestor sem plano de governo e que apostava em despreparados como júlio soldado para secretário? Aírton surpreende, já que nada se esperava dele, mas sua atuação é meramente pontual. O próximo prefeito deve comprometer-se com as soluções desses problemas, apresentando projeto para solucioná-los e mostrar claramente de onde virão os recursos para implementá-lo.
+6
Tô Ligado | 10 Janeiro 2020
No dia dia disseram que sábado dia 4 choveu 47mm, ai alguém anunciou 60mm, agora estou lendo aqui que foi 120mm, acredito em quem? Depois outra quem votou no PSDB(Altomani) para tirar o PT(Barba com o newton de dep federal) em 2012, foi muito b.. infeliz> Bom seria fazer o mea culpa.