Imprimir esta página

E o ex-prefeito João Otávio Dagnone de Melo, entrou na mira dos vereadores na sessão desta terça-feira (03), após em seu programa de rádio, afirmar que os vereadores estavam usando as emendas parlamentares para se beneficiarem através da conhecida “emenda bumerangue”, prática considerada criminosa, onde um parlamentar recebe parte dos recursos destinados as entidades beneficiadas. A bronca dos parlamentares é que Melo, fez a acusação sem citar nomes.

Pauladas

Na sessão de ontem o ex-prefeito foi criticado pelos vereadores Moisés Lazarine, Robertinho Mori, Rodson Magno, Roselei Françoso, Sergio Rocha, Leandro Guerreiro, Gustavo Pozzi e Lucão Fernandes.

Pauladas II

Rodson disse que as denúncias eram levianas e sem provas. Gustavo Pozzi disse que o ex-prefeito colocou todos vereadores na mesma esteira e sob suspeita. Robertinho Mori mirou em seu discurso o atual vice-prefeito, Giuliano Cardinali, que também é genro de Melo. Roselei também criticou o genro do ex-prefeito.

Ex-presidente

Já o vereador Julio César Júlio Cesar argumentou que as denúncias de Melo contra Câmara, teriam ocorrido por atitudes que ele tomou quando era presidente da Câmara. Foi Julio quem cortou a publicidade da rádio do ex-prefeito. Ele ainda é autor da lei ficha limpa que impede Melo de ocupar um cargo na administração pública.

O presidente

Já Lucão Fernandes disse que o desvio de verba para merenda (da qual Melo foi criticado por Leandro Guerreiro) deveria ser conhecido como merenda bumerangue. “Recurso que deveria viabilizar comida para boca das crianças, mas foi para boca dele”, referiu Lucão a Melo.

Bateu doído

Mas foi Leandro Guerreiro quem pegou pesado. Durante pronunciamento do vereador Sérgio Rocha, Guerreiro pediu para reproduzir o áudio das denúncias de Melo e exibiu manchetes de jornais que acusavam o ex-prefeito de ser corrupto, como fraude de licitação, lavagem de dinheiro, desvio de verba na merenda. “Roubou R$ 40 milhões da merenda e da saúde, quem é você (Melo) para falar de um vereador”, questionou Guerreiro.

O que ele disse

Melo teria dito na rádio que vereadores e o Executivo estariam tramando esquemas com emendas parlamentares. Melo disse que a atual gestão Airton Garcia inovou as emendas bumerangue. “As emendas não estão sendo feitas para as instituições, algumas são, mas outras são diretamente para órgãos da própria prefeitura”, disse.

O que ele disse II

O ex-prefeito continuou... “O vereador faz uma emenda para a secretaria a, b ou c. Depois disso se trama nos porões da prefeitura a empresa que vai fazer o serviço, os percentuais de quando bate e quando volta”, dizendo, que existem situações de propinas nos serviços contratos pela Prefeitura de São Carlos, com as emendas parlamentares.

O que ele disse III

Melo disse ainda que vereadores ficam parte das emendas encaminhadas para as entidades. “Na boca pequena inventava uma entidade e ela devolvia para o vereador uma parte da emenda que recebeu. A emenda bate e volta”, finalizou. As acusações são graves e agora fica a pergunta: Quem irá apurar tudo isso?

Natal

Acho que tem gente na Prefeitura de São Carlos que não sabe que o natal é comemorado no dia 25 de dezembro. Os caras inventaram de fazer uma licitação de compra de enfeites natalinos.

Natal II

Os envelopes referentes a esse Convite deverão ser protocolados até às 14h da próxima quinta-feira, dia 5 de dezembro, na Divisão de Apoio a Procedimentos Licitatórios, na rua Episcopal, nº 1575, no 3º andar do Paço Municipal.

Natal III

O valor máximo fixado para a contratação será de R$ 110.048,33. A Praça da Igreja São Benedito, Praça XV de Novembro, Praça de Água Vermelha e de Praça Santa Eudóxia estão entre os locais previstos para receber a decoração. Todos os locais receberam mangueira LED branca, mangueira LED colorida, cordão de pisca multifunção, bastões snow, cascata com 400 LED cada de 10 metros, armados e árvore de natal de 6 metros.

Resumindo

Enquanto Ibaté dá um show de luzes com sua decoração, nós aqui, oferecemos “umas luzinhas” por cerca de 20 dias. É muito pouco. Mas também né, ninguém avisou o pessoal da Prefeitura que o natal é agora dia 25.

Incrível

Os secretários de Transporte e Trânsito, Coca Ferraz e de Fazenda, Mário Luiz Duarte Antunes, anunciaram na segunda-feira (02) que a Concorrência Pública da concessão para a exploração do sistema de transporte coletivo no município de São Carlos, fracassou.

Incrível II

Mário Luiz Duarte Antunes, secretário de Fazenda, disse que as empresas foram inabilitadas não somente pelo balanço financeiro. “Das 7 empresas que protocolaram propostas, muitas foram ficando pelo caminho. No final fizemos a análise contábil de duas. Aplicamos todos os procedimentos legais da Lei 8666, mas infelizmente não podemos mais seguir com a concorrência, o que é frustrante para o município. Para a Prefeitura seria importante anunciar uma empresa vencedora, mas temos que seguir todas as exigências da lei”, declarou Antunes.

Papel de pão?

E aí Coca, não foi o senhor que disse em alto e bom som que era fácil de resolver o problema desse edital? A gestão do prefeito Airton Garcia, vai acabar e essa novela irá continuar por muito tempo.

Frustração

Para o secretário da Fazenda Mario Antunes, não há previsão de que uma nova licitação termine até o final de 2020. “Pelo histórico de outras licitações, em outros municípios, eu chego a essa conclusão. Por isso volto a falar da palavra frustração. É pouco provável que (uma nova licitação) saia na administração do Airton Garcia”, disse.

Ela agradece

A Suzantur, uma empresa boazinha e preocupada com o bem estar da população de São Carlos agradece. Ela é tão boazinha e sabe do final desta novela mexicana, que adquiriu 20 novos ônibus para circular na cidade.

No container

O Posto Integrado de Segurança que será montado na praça do Mercado Municipal, está quase pronto, ela deverá ser montada até esta sexta-feira (06). O posto funcionará em um container. Cá entre nós hein, de quem foi a ideia? Um container em uma praça aberta, sei não...

Até sexta

Aguente firme! O dia da sua recompensa está chegando! Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.