NESTA TERÇA-FEIRA (19/11) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIOS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA TRABALHADOR SÃO-CARLENSE (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O secretário municipal de Trânsito, o super, mega e supimpa Coca Ferraz, mostra a cada dia seu lado político. Ontem na coletiva com a imprensa onde falou sobre o andamento das obras de revitalização do Calçadão da General, Coca mais uma vez foi um “bagrão ensaboado” ao falar sobre a abertura do Calçadão para o trânsito de veículos.

Flex

Todos sabem que o desejo de Coca e da própria Associação Comercial era pela liberação de veículos no trecho entre a avenida São Carlos e rua 9 de Julho. Só que a população não apoiava a ideia. Prevendo possíveis problemas políticos para o prefeito Airton Garcia na eleição do ano que vem, Coca foi um mestre e disparou que o projeto do Calçadão é “flex”, ou seja, contempla o pedestre, bem como serve também para passar o carro.

Flex II

“Essa é uma discussão que será feita depois, o projeto tem que ser assim para que uma ambulância que precise socorrer alguém ou um carro de polícia possa passar na região, os bombeiros possam ter acesso, à noite se poderia andar com carros, todavia essa é uma discussão que a sociedade fará depois que as obras forem concluídas”, ponderou Coca na coletiva.

Flex III

Olha na boa, apesar da crítica, precisamos admitir, Coca foi feliz na “saída flex”. Não tenham dúvidas que em breve o Calçadão estará aberto para o trânsito de veículos, ficando “fechado” apenas em datas comemorativas quando o comércio fica aberto até às 22hs. Particularmente nós aqui da coluna, achamos que deve liberar sim o trânsito.

Enchentes

Além das balelas costumeiras ditas por Coca, um outro ponto chamou atenção. Questionado por este colunista em relação a resistência das obras em caso de enchentes, o super-secretário disse que o novo piso que está sendo construído é de concreto e não de pedras que se soltavam facilmente. “Qualquer chuva com as pedras e se levantava tudo, agora o concreto tem resistência maior, o sistema de drenagem é transversal, canalizaremos toda a água de chuva que era jogada na calçada, aumentaremos em três vezes a capacidade de coleta de água”, finalizou.

Enchentes II

Coca também disse que novas galerias estão sendo implementadas para aumentar a vazão das águas pluviais. Bom vamos aguardar, as chuvas de final de ano estão chegando, como será o comportamento do Calçadão? Por enquanto só Deus e o Coca sabem...

Lixo

O vereador Marquinho Amaral (MDB), voltou a usar a Tribuna da Câmara para fazer novas em relação à empresa São Carlos Ambiental. O parlamentar criticou a estrutura da empresa que coloca em risco a saúde e integridade física dos funcionários.

 Lixo II

Marquinho fez um discurso inflamado, exibiu fotos etc..., mas o grave foi quando disse que  chegou a jogar chorume (que deveria ser tratado) a céu aberto e que muitas vezes, o lixo hospitalar teria sido jogado no aterro sanitário sem ser incinerado, pois o equipamento ficou meses quebrado. Essas informações segundo o parlamentar, foi passada por funcionários da empresa.

Lixo III

“Esses bandidos precisam ser colocados pra fora de São Carlos. A prefeitura está com uma bomba relógio na mão. Espero que a Comissão (que investiga denúncias contra empresa) possa puni-la", esbravejou Marquinho.

E a empresa?

Em entrevista ao ótimo Jornal da POP FM, o gerente da São Carlos Ambiental,Hanokh Yamagishi, rebateu as denúncias de Marquinho. “Nossas portas estão sempre abertas, não sei qual a motivação para isso, não é real o que foi falado”.

E a empresa? II

Para Hanokh a empresa presta bons serviços na coleta de resíduos em São Carlos, obtendo inclusive nota 10 na avaliação do Índice de Qualidade de Aterro de Resíduos (IQR), metodologia aplicada pela Cetesb desde 2012, com critérios de pontuação e classificação dos locais de destinação de resíduos sólidos urbanos. O relatório é divulgado anualmente, incluindo o resultado das condições ambientais e sanitárias dos mais de 600 municípios paulistas.

Quem tem razão?

Bom agora é esperar o relatório da comissão que apura essas denúncias. A mesma é composta pelos secretários Mariel Olmo (Serviços Públicos), Mateus Aquino (Comunicação), Mario Antunes (Fazenda) e tem Marquinho como convidado.

Patriota

Leandro Guerreiro é o novo presidente do Patriota em São Carlos. o anúncio foi feito na manhã de terça-feira (15), em Araraquara, em evento que contou com as participações do Presidente estadual da sigla, Ovasco Rezende, secretário-geral estadual Ronaldo Araújo além de Pedro Monteiro (presidente do Patriota em Araraquara e coordenador regional do partido), Jair Zangonini e Hiroshi (membros da coordenação nacional) e da secretária Sheila Alessandra Monteiro.

Patriota II

Guerreiro não escondeu sua empolgação com a entrada na nova sigla. “É um prazer estar aqui no Patriota, fui muito bem recebido. Não fui tratado como um politiqueiro qualquer, mas como um membro da família. Estou gostando muito do Patriota. Só tenho a agradecer ao partido e a todos os meus apoiadores por esse momento”, disse o parlamentar.

Denúncia

E o Ministério Público denunciou a servidora municipal comissionada Carla Campos, atualmente atuando como diretora na Fundação Pró-memória, por injúria racial contra duas funcionárias da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, na qual atuava como chefe de gabinete, em fevereiro desse ano. Para a promotoria, houve ofensa à honra das duas subordinadas, motivada pela cor da pele.

Denúncia II

A Prefeitura de São Carlos abriu sindicância para apurar o caso e Carla foi exonerada mesmo sem o processo de investigação ter sido concluído e um mês depois foi recontratada num cargo de confiança como diretora na Fundação Pró-memória de São Carlos, que também pertence à prefeitura.

Depois do barulho

Foi necessário protestos, barulho, discussões mas enfim a Câmara Municipal reconheceu um erro e acabou aprovando por unanimidade, nesta terça-feira (15), uma nova mudança na lei que regulariza o serviço de vans escolares na cidade. Com a alteração, a legislação volta a ter a mesma redação anterior a mudança ocorrida em abril e volta a permitir o transporte de adolescentes com mais de 12 anos.

Depois do barulho II

A proibição beirava o absurdo e estava explicito que o objetivo era beneficiar algum outro setor que explora o transporte na cidade e prejudicar os motoristas de Vans. Além da idade mínima para os estudante, outra mudança aprovada diz respeito à idade máxima do veículo. Desde a última alteração, o limite era de 8 anos e, agora, serão aceitas vans com até 12 anos de uso.

Depois do barulho III

A lei determina ainda que 10% das vans em operação sejam adaptadas ao transporte de deficientes físicos. O novo texto agora vai para a sanção do prefeito Airton Garcia Ferreira. Parabéns ao presidente da Coopervansc, Emerson Vergara, que bateu de frente com poderosos da cidade para conseguir as mudanças.

Fechando o cerco

Uma outra Lei interessante que foi aprovada ontem pelos vereadores é a que dispõe sobre a comprovação da origem dos materiais metálicos de cobre, bronze e fibra ótica e cadastro dos fornecedores no Município de São Carlos.

Fechando o cerco II

A lei vai atingir em cheio estabelecimentos que adquirem esse material. Como todos sabem hoje em dia não existe nenhum tipo de controle e esse material acaba se transformando em entorpecentes nas mãos de viciados.

Fechando o cerco III

A Lei municipal se assemelha a Lei que vigora em desmanche e lojas de peças automotivas usadas. É preciso registrar tudo o que entra e sai em um livro. Segundo o secretário municipal de Segurança Pública, a fiscalização será constante nestes estabelecimentos. A caneta “vai arder” em que não andar na linha.

Até sexta-feira

Não existe magia! São lágrimas e suor; Pode estar difícil, mas amanhã estará melhor...Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

+3
servidor | 16 Outubro 2019
Esta obra se der certo e for feita de maneira honesta, será muito boa, mas precisam ficar atentos nos pagamentos que serão feitos. Em relação a esta comissão formada por este pessoal, só pode ser piada né. Quem não conhece eles que comprem! hahahahahahahahahahahahaa hahahahahahahahaa
+2
cesar | 16 Outubro 2019
Resumindo, a cidade está abandonada sem executivo e legislativo, fazem o que querem e ninguém fiscaliza, semáforos a vontade, precisou um cidadão fiscalizar a compra de 100 e encomendaram mais 50, porque os edis estão começando a campanha e não tem tempo para a cidade, pare em rotatória, abertura do calçadão contra a opinião pública e com nosso dinheiro, em resumo abandono total, vamos tirar todos sem exceção na próxima eleição.
+6
Antenado | 16 Outubro 2019
Vamos supor que uma pizzaria qualquer fizesse uma pizza super faturada, com produtos vencidos, e serviçe para uma família qualquer. Essa família passa mal e faz uma denúncia no Procon. Em resposta, a pizzaria diz que montará uma comissão para apurar os fatos e verificar se houve superfaturamento nas compras e a qualidade da pizza. Aí ela monta uma comissão dentro da pizzaria, formada pelo Pizzaiolo e o gerente de compras da pizzaria, que aliás recebe por fora em cima desses produtos super faturados. Aí pergunto: algum bidu poderia dizer qual será a conclusão desse relatório final?
Sistema Organização Contabil