OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO EM OPERAÇÃO NESTA TERÇA-FEIRA (23/4) NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA LOURENÇO INNOCENTINI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 2 - RUA LOURENÇO INNOCENTINI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 3 - RUA DR. MARINO DA COSTA TERRA (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 kM/H.

Esta semana o vereador Dimitri Sean (PDT) denunciou um possível ato lesivo ao consumidor. Ele disse que caixas de ligação de água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), que antes eram vendidas a R$ 15,99 hoje custam R$ 80 em lojas de material de construção.

Como assim?

O que também chamou a atenção do parlamentar é que o fornecedor da caixa é o mesmo que entregava à autarquia da Prefeitura. Dimitri quer a convocação de Benedito Marchezin, o presidente do SAAE, para esclarecimentos. “Agora, a população que quiser ligar a água só pode adquirir a tal caixinha no comércio varejista homologado pelo SAAE”, disse o vereador

Com assim II

Segundo Dimitri, a empresa que faz a caixa fica no Planalto Paraíso. O parlamentar apontou que um cargo político teria feito o lobby para o produto ser comercializado na loja.  “O interessante é que a empresa compra desse fornecedor do Planalto Paraíso e vende por um valor cinco vezes mais caro”, destacou.

Rocha

O vereador Sérgio Rocha (PTB), durante a discussão do tema, disse que a caixa plástica é sem vergonha e que deveria ser dada ao contribuinte, afinal de contas é o SAAE que fatura em cima.

Outro lado

O diretor presidente do SAAE, Benedito Marchezin, confirmou que o SAAE não comercializa, desde março desse ano, quando os estoques terminaram, a caixa de ligação de água. O usuário tem opção de adquirir o equipamento no comércio local e o SAAE faz a troca mediante solicitação.

Falando em SAAE

Surge um forte comentário (fofoca) de que o ex-secretário da Agricultura Deonir Tofolo, estariam de olho na presidência da autarquia. Só faltava essa agora não?

Falando nele

Deonir é visto todos os dias no quinto andar do Paço Municipal. Será que ele vai lá só para bater papo com os “velhos companheiros”.

Melou

E famílias interessadas na compra de terreno para a construção de moradias populares receberam em uma área na estrada da Babilônia tiveram uma notícia desagradável na noite de quarta-feira (10). Durante reunião no ICIB, membros do O Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano de São Carlos (Comdusc) apontou restrições para a aprovação desta área

Melou II

Estas famílias estavam desde o ano passado participando ativamente de reuniões de um programa liderado pelo deputado estadual Marcos Zerbini (PSDB) e coordenado aqui em São Carlos pelo vereador Rodson Magno (PSDB).

Como funciona

O projeto habitacional de Interesse Social é uma modalidade de compra coletiva para a implantação de um loteamento de interesse social por meio de uma associação sem fins lucrativos, constituída no município para este fim.

Como funciona II

A vantagem está na economia para o comprador, pois a pessoa poderá adquirir um terreno por cerca de 15% do que custa um terreno na mesma localização onde a associação compra a área. Podem participar pessoas acima de 18 anos e que não tenham casa ou terreno próprio. Também não há faixa de limite de renda familiar para participar.

A área

André Fiorentino afirmou que a área contempla 700 lotes. “Durante a execução do Plano Diretor, discutiu-se que parcela da área na região da Babilônia (Fazenda Sapé) poderia ser liberada para um distrito industrial e residencial, mas a área em que eles querem fazer os lotes tem restrições”, insistiu André Fiorentino.

Desanimou, mas não desistiu

O vereador Rodson lamentou o veto e disse que a meta agora é buscar outra área. “Mais uma vez, a resposta foi negativa. Agora, vamos procurar outra área e esperam que resolvam o mais rápido possível. Ninguém vai obter lucro com a compra dessa área. Ela é exclusiva para projeto de habitação de interesse social e nós vamos baixar o déficit habitacional. O que não podem é empurrar com a barriga”.

Boa ideia

O vereador Malabim (PTB) anunciou que em breve as Casas Lotéricas de São Carlos deverão instalar bebedouros de água para beneficiar os clientes apostadores e a população em geral que utilizam os serviços bancários desses estabelecimentos. A conveniência à disposição do cidadão deve-se ao projeto de lei de autoria do parlamentar aprovado nesta terça-feira (9) na sessão plenária da Câmara Municipal.

Boa ideia II

De acordo com o vereador, a norma tem por objetivo garantir mais comodidade e bem estar aos frequentadores das Casas Lotéricas e a necessidade foi vista quando se percebeu que existe nesses estabelecimentos uma significativa lotação e fluxo de cidadãos, contudo com pouquíssima condição e conforto quanto ao atendimento.

Se cumprir tá bom

Agora é ficar na torcida para que a Lei do vereador seja cumprida. Por exemplo, existe uma lei que limita o tempo de espera do cliente para ser atendido nas agências bancárias. Pergunta: Quem cumpre essa lei.

Cartel?

O vereador João Muller publicou em sua rede social uma relação dos postos de combustíveis hoje instalados em São Carlos. Atualmente são 81 postos. Agora fica a pergunta: Será mesmo que aumentar a quantidade de postos de combustíveis resultaria numa diminuição dos preços?

Plano de Saúde

E o tão sonhado plano de saúde para os servidores públicos municipais, deu um importante passo essa semana com a aprovação do processo que autoriza a Prefeitura Municipal em conceder mais este benefício para a categoria.

Plano de Saúde II

O plano de saúde irá abranger a todos os servidores públicos municipais e seus dependentes. Será oferecido um plano completo, um plano empresarial de acordo com as normas da Agência Nacional de Saúde (ANS).

Plano de Saúde III

O plano de saúde para os servidores públicos municipais não irá onerar os cofres públicos, será custeado pelo servidor, cabendo a Prefeitura Municipal apenas realizar a licitação para a definição da empresa que irá prestar os serviços na cidade.

Sonho antigo

Ponto para o Sindicato dos Servidores Públicos (SINDSPAM). Essa luta vem desde década de 90, quando o atual presidente Adail Alves de Toledo, ainda era magro, jogava bola lá quadra do quartel da PM e tomava cerveja Malt 90.

Agradecimento

Gostaria aqui nesta coluna, fazer um agradecimento em público ao assessor de imprensa da Câmara Municipal, Cirilo Braga que nesta sexta-feira (12), publicou no portal de notícias São Carlos Agora, um bonito artigo a respeito do jornalista Francisco Ribeiro (meu avô). Lindo texto, maravilhosa lembrança e uma forte emoção tomou conta deste colunista que não chega nem aos pés do velho Chico. Gratidão Cirilo!

Bom final de semana

“Para tirar os pés da lama, muitos enlameiam também as mãos”. (Ulysses Lemos Torres). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

+1
juvenal | 15 Abril 2019
Cesar te garanto que se privatizar o Serviço de saneamento de São Carlos você será o primeiro a reclamar do valor que virá para pagar na sua conta, privatização visa lucro e não bons serviços
Te aconselho a pesquisar na internet as cidades que foram privatizadas e o que esta acontecendo, leia mais, tenha mais conhecimento e não fale tanta besteira, vai estudar
+3
Aecim Pódemais | 13 Abril 2019
Segundo Dimitri, a empresa que faz a caixa fica no Planalto Paraíso. Pode uma empresa de montagem ou industrialização , no Planalto Paraiso? Quanto ao nobre edil que quer surfar na onda da habitação , só uma pergunta , Vai ser como o minha casa minha vida onde o governo federal (Caixa) , te vende uma casa , com terreno , e garante a documentação , por parcelas entre R$ 29,00 ate R$ 89,00 ?
-1
cesar | 13 Abril 2019
A melhor solução é privatizar o SAAE, exemplo foi a privatização da Telefonia, antes linhas caras, serviço péssimo e após privatizar, linhas gratuitas e serviço infinitamente melhor, com a privatização acabam os cabides de empregos dos políticos, melhorando o serviço e barateando os custos.
+1
Servidor | 12 Abril 2019
Belo negócio esse do plano de saúde. Nesse molde de concessão, aonde o servidor que vai pagar a mensalidade, a prefeitura não está cedendo nada. Negócio da China para a prestadora de serviço, afinal, se vou ter que pagar com desconto integral ou parcial no salário, então eu ainda não tenho opção de escolha. Se eu quisesse plano de saúde pagando do meu bolso eu também quero escolher a prestadora do serviço. Podem ficar com essa nhaca para vocês. E o Sr. Adail ? Batalhou tanto por isso ? Já basta essa besteira de desconto de cesta e ticket, porque poderiam pagar a diferença somente, querem nos empurrar mais essa.