NESTA SEGUNDA-FEIRA (12/11/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA LOURENÇO INNOCENTINI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 - RUA LOURENÇO INNOCENTINI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H. 

RADAR 3 - RUA DR. MARINO DA COSTA TERRA (CENTRO/BAIRRO) – VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Bom vamos lá. Nesta semana de folia o comentário continuou sendo o transporte público de São Carlos. Nem com o carnaval rolando o caos instalado na cidade deixou de ser notícia e comentada. Agora foi a informação de o empresário Miguel Cimatti iria emprestar cerca de 30 ônibus para a Prefeitura completar a frota dos ônibus da Suzantur. 

Pois bem 

Muitas dúvidas surgiram após esse anúncio. Um deles é de como ônibus que estão penhorados pelo banco para pagar as dívidas que a empresa tem com seus ex- trabalhadores, podem ser “emprestados”? 

Outra

Miguel Cimatti por sua vez disse que iria emprestar os ônibus que estão parados, vinculados ao banco pelo fato dele ser o fiel depositário da frota. Ele falou que não podia vender, mas podia emprestar os carros ao município.

No túnel do tempo 

Lá atrás, antes dessa história de Suzantur começar o Ministério Público, através da promotoria de Defesa do Consumidor, ajuizou ação civil pública apontando que o serviço de transporte público urbano prestado pela então Athenas não era adequado, especialmente porque utilizava ônibus velhos, desconfortáveis e inseguros. 

No túnel do tempo II 

Naquela época o contrato de concessão celebrado entre a Prefeitura e a Athenas Paulista, previa que a idade média da frota não poderia ultrapassar 4 anos e os veículos não poderiam ter mais de 10 anos. Igual deveria ser agora. 

Mas... 

A média de idade da frota na época da Athenas era muito superior ao limite de 04 anos. A concessionária utilizava 54 ônibus (de 103 existentes) com mais de 14 anos de uso; e alguns com mais de 21 anos de fabricação. 

Alguém explica 

Bom o que queremos entender com tudo isso é o seguinte: Como ônibus que eram velhos, impróprios e que colocavam em risco a população em 2016, podem depois de dois anos, voltar a circular como se nada tivesse acontecido. 

Vai deixar 

O Ministério Público e a Justiça, como vai se comportar diante essa “afronta”? Vamos esperar. Se aceitar, fica outra pergunta: Do que valeu a ação impetrada no passado e tanta investigação que culminou no fim da prestação de serviços pela Athenas? Perguntas, perguntas e perguntas. 

Enquanto isso 

Ontem à tarde, os pontos de ônibus estavam lotados de passageiros e faltando coletivos nas ruas. Os usuários tinham de esperar de uma a duas horas para embarcar em algumas linhas. 

No ponto 

Revoltado com essa situação o vereador Leandro Guerreiro foi na tarde de ontem ao ponto de ônibus ao lado da Câmara Municipal ouvir a população.

No ponto I 

Guerreiro ligou para o celular do prefeito Airton Garcia e entregou o aparelho ao povo. A orelha do prefeito deve ter ficado pouco quente não? 

Pra piorar 

Na madrugada desta sexta-feira os vereadores Leandro Guerreiro, Dimitri e o presidente da Câmara Júlio Cesar, foram até a frente da Suzantur para fazer a contagem dos veículos que deixavam a garagem. Eles chegaram por volta das 3 da manhã. Segundo os vereadores apenas 58 ônibus estão circulando e já no início da manhã quatro estavam quebrados pelas ruas de São Carlos. 

É multa 

Vale lembrar que a partir de hoje (16) a Prefeitura é obrigada pela Justiça a colocar 104 em circulação, inclusive o Porta a Porta (transporte de cadeirantes). Caso não consiga a multa diária é de R$ 10 mil por dia. E agora quem poderá nos defender... 

UBER adiado 

Por 15 votos a 5, o Plenário da Câmara Municipal decidiu pelo adiamento, por duas semanas, da apreciação do Projeto de Lei de autoria do vereador  Chico Loco (PSB), que propõe revogar a Lei Municipal nº 17.713, que dispõe no âmbito do Municipal sobre a proibição do uso de carros particulares cadastrados em aplicativos (UBER) para o transporte remunerado individual de pessoas. 

A proposta 

A pauta que deveria ser apreciada em discussão na sessão de ontem se fundamentava na inconstitucionalidade da lei que foi aprovada e sancionada em janeiro do ano passado. Proposta para regulamentar aplicativos de transporte  na cidade está em tramitação na Casa. 

Detalhe

No plenário da Casa haviam vários taxistas. Será que essa presença, “incomodou” os parlamentares ou “amarelaram” mesmo? 

Boa vereador 

O vereador Sérgio Rocha (PTB) realizou neste sábado (10) um mutirão com uma equipe de amigos para limpeza da calçada da CEMEI Octávio de Moura no Jardim Cruzeiro do Sul, o local contava com grande quantidade de inservíveis e mato. 

Boa vereador II 

O local estava uma vergonha e antes de colocar a mão na massa, Rocha solicitou o referido serviço para a secretaria competente, mas... 

Boa vereador III 

Lógico que teve gente que achou que o vereador quis aparecer, etc..., etc...Vale lembrar que desde a administração passada o vereador Sérgio Rocha, sempre disponibilizou dos caminhões e funcionários de sua empresa, para prestar este tipo de serviço para a comunidade. 

R$ 600 paus 

O vereador Lucão Fernandes (MDB), trouxe a tona na sessão de ontem, um dado que pouca gente sabia. Os cemitérios municipais, administrados pela Prefeitura de São Carlos, recebem anualmente quase R$ 600 mil pagos pelos munícipes em taxas pelos serviços de sepultamento, exumação, entre outros. 

R$ 600 paus II 

E foi em cima deste levantamento que Lucão sugeriu para que a Prefeitura utilize tal valor para custear a manutenção dos próprios cemitérios. Há anos os três cemitérios municipais (Santo Antônio de Pádua e Nossa Senhora do Carmo em São Carlos e o de Santa Eudóxia) são alvos de críticas por parte dos munícipes e moradores do entorno, que reclamam da falta de manutenção, mato alto, insetos, escorpiões e baratas, entre outros inconvenientes. 

33 mil sepulturas 

Lucão revelou que atualmente existem cerca de 33 mil sepulturas nos três cemitérios. Sendo cerca de 30 mil no Nossa Senhora do Carmo, 2500 no Santo Antônio de Pádua e 500 no cemitério de Santa Eudóxia.  “Não percebemos um esforço da Prefeitura em utilizar as taxas que são pagas ao Cemitério para custear a própria manutenção do local, minimizando os problemas para a população”, disse o parlamentar. 

Só faltava mais essa 

O vereador Roselei Françoso (Rede) apresentou na Câmara Municipal nesta quinta-feira (15) um requerimento solicitando à Prefeitura informações a respeito do PROVIM – Programa Vida Melhor – desenvolvido pelo Salesianos São Carlos. O parlamentar relatou que recebeu reclamações de pais de alunos atendidos afirmando que o programa seria interrompido por falta de repasse de verba da Prefeitura.

Só faltava mais essa II 

O PROVIM – Programa Vida Melhor – da Rede Salesiana de São Carlos existe desde 2001 e tem por objetivo oferecer proteção social a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco, por meio do desenvolvimento de suas potencialidades, bem como favorecer aquisições para a conquista da autonomia, protagonismo e cidadania, mediante o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. 

Só faltava mais essa III

 Atualmente o programa atende 550 alunos, entre crianças e adolescentes, provenientes dos bairros: Cidade Aracy I, Cidade Aracy II, Antenor Garcia, Jardim Gonzaga, Cruzeiro do Sul, São Carlos VIII e Santa Maria. Como destacou Roselei, o programa atende os bairros de maior vulnerabilidade, tirando crianças e adolescentes das ruas e protegendo-os dos riscos a que estariam sujeitos.

Bom final de semana

 Confiar não é saber tudo sobre alguém, é não precisar saber. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo