NESTA QUARTA-FEIRA (16/01/19) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 –- Av. Henrique Gregori (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - Av. Henrique Gregori (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - Rua José Bonifácio x Rua 1º de Maio sentido (CENTRO/BAIRRO) - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 kM/H.

 

 

 

 

As sessões da Câmara Municipal estão cada dia mais parecendo com espetáculos circenses, devido às performances de alguns de seus vereadores. Ontem, não foi diferente. Desta vez os protagonistas foram os vereadores Leandro Guerreiro e Paraná Filho, ambos do PSB (Mesmo partido do prefeito, que deveria estar dando apoio ao mesmo, mas...). 

Duelo 

Guerreiro com seu jeito, apresentou vários cartazes (o que ele gasta de tinta de impressora não está no gibi), depois tirou o paletó preto do terno e por baixo estava com um paletó camuflado e começou a disparar 

Duelo II 

Ele afirmou que Paraná trama sua cassação do mandato, ao estar na Comissão de Ética da Câmara. Guerreiro ainda disse que o colega tinha distúrbio de comportamento de caráter e ainda relacionou 20 ofensas que Paraná Filho fez contra o prefeito Airton Garcia. 

Duelo III 

Por várias vezes, Guerreiro se referia ao colega parlamentar de “o pequenino”, arranco risos da platéia presente e até de outros parlamentares. De acordo ainda com Guerreiro, Paraná possui indicações de cargos políticos no Orçamento Participativo e na Secretaria de Agricultura. 

De costas 

Depois o vereador Paraná rebateu as críticas do colega. Fazendo seu “showzinho”, Guerreiro ficou de costas para Paraná que usava a Tribuna e por várias vezes, fazia gracinhas para delírio dos presentes. 

Contra-ataque 

Paraná Filho disse que Guerreiro não disse a verdade em nenhum momento e que o mesmo promovia os ataques contra sua pessoa a mando do empresário Marcos Santos (Dono do Jornal Primeira Página e da Rádio São Carlos e de mais um monte coisas). 

Na comissão de ética

Sobre o ingresso na Comissão de Ética, Paraná Filho disse que foi convidado “e nunca quis ser presidente” e que o presidente da Comissão, vereador Marquinho Amaral (MDB) era testemunha do que estava falando. 

Não será submisso 

Paraná Filho foi firme ao afirmar que não irá se submeter ao jornal Primeira Página, à Suzantur, à Realidade Transportes e ao empresário Marcos Santos. “Fico até chateado, porque ele (Leandro Guerreiro) recebe da Suzantur. Ele é o presidente da Comissão de Transporte que assistiu a maior crise no transporte, sentado, de braços cruzados. Esse rapaz acha que isso é um espetáculo. Não tenho o que falar. Ele elogiou o patrão dele, que é representante da Suzantur, do Primeira Página, da Rádio São Carlos, que se acha a pessoa mais honesta do mundo. Quem conhece a política de São Carlos na era Rubinho, sabe como começou”, disparou. 

Acusação 

Talvez desse espetáculo todo, a parte mais importante foi quando Paraná disse o motivo da atuação de Guerreiro: “Vocês sabem o motivo do nervosismo dele? ( Guerreiro). É porque o patrão mandou. Eu estou prestes a entrar no Ministério Público com uma representação sobre superfaturamento de transporte no município. Engraçado, em 2016 pagava-se R$ 2,4 milhões na remoção de pacientes; em 2017, foram R$ 4,7 milhões. Quem opera esse serviço é o patrão do serviçal aí. Eu entendo a revolta. Ele está a mando do patrão”. 

O mais interessante 

Depois desse espetáculo o que mais chama atenção disso tudo é que Leandro Guerreiro faz o que quer na Tribuna na Câmara. Sim, faz o que quer. Primeiro quando ele sobre na Tribuna o plenário lota, até os demais vereadores, voltam para seus lugares para ouvi-lo. 

O mais interessante II 

Ele fala o que quer e não é advertido em nenhum momento. Independente das palavras que saem de sua boca. Ele literalmente “zoa” de quase todo mundo que está ali e ninguém fala nada. 

O mais interessante III 

Ele está errado? Lógico que não. Se ninguém o repreende, ninguém adverte, todos assistem, sua linha de raciocínio e de atuação está correta, oras. 

O mais interessante IV 

Até o presidente da Casa, vereador Julio Cesar, que poderia fazer alguma coisa, não faz nada. Pelo contrário, em várias ocasiões dá risada da performance de Guerreiro na Tribuna. 

Monitoramento Área Azul 

Na semana passada teve destaque a notícia de que o carro com câmeras da Área Azul, havia deixado de circular pelas ruas cidade. O motivo segundo o secretário Coca Ferraz, seria algumas pendengas judiciais. 

Monitoramento Área Azul II 

Na verdade o que ocorreu foi o que relatamos na coluna Ácidas da Política do dia 02 de fevereiro deste ano (veja aqui). Ela esbarrou na resolução do CONTRAN 532/2015 que é quem regulamenta esse tipo de autuação. Nela consta quatro requisitos mínimos e obrigatórios para que a Administração Pública considere a fiscalização por vídeo monitoramento. 

Monitoramento da Área Azul III 

São elas: 

1º É obrigatório que as infrações flagradas sejam referentes às normas gerais de circulação e conduta (estabelecidas no cap. III do Código de Trânsito Brasileiro e tipificadas no cap. XV); 

2º É obrigatório que a autoridade ou agente autuador informe no campo "Observações" Do Auto de Infração que a fiscalização se deu por vídeo monitoramento; 

3º A autuação deve ser ON LINE, ou seja, ao vivo no ato do cometimento, não podendo ser lavrado o Auto de Infração com filmagens gravadas e arquivadas; 

4º É obrigatória a sinalização informando a fiscalização por vídeo monitoramento no local onde houver a atuação. 

Monitoramento da Área Azul IV 

Pelo que fomos informados naquela época, dos quatro requisitos, um deles ainda não ocorria em São Carlos. A que trata de que a “autuação deve ser ON LINE, ou seja, ao vivo no ato do cometimento, não podendo ser lavrado o Auto de Infração com filmagens gravadas e arquivadas. É este o real motivo do carrinho dedo-duro, por ora, ir bater botas em outra cidade. 

O único

O vereador Robertinho Mori (PSDB), trouxe a tona essa questão novamente na sessão de ontem, só confirmando o que havíamos divulgado em fevereiro na coluna. 

Que história é essa? 

O vereador Marquinho Amaral (MDB) fez duras críticas ao secretário da Educação Nino Mengatti na sessão de ontem. O parlamentar diz que o secretário araraquarense está mais preocupado em ficar na Capital, engajado na reeleição do governador Márcio França. 

Que história é essa II 

Mengatti que cuida de uma pasta bastante complicada, deveria vir a público esclarecer essa história. 

Escola no Araucária 

Na manhã desta segunda (21) a Prefeitura de São Carlos, por meio da CPL abriu os envelopes da Concorrência Pública que definiu a empresa que vai adaptar o alojamento das obras do Jardim Araucária para receber uma Escola Municipal de Ensino Básico. A vencedora foi a empresa K2 Construções e Serviços Ltda, pelo valor de R$ 1.370.999,00. Em 2019 o Jardim Araucária terá uma escola de ensino básico. O bairro tem 697 unidades habitacionais e uma Associação de Moradores bastante atuante. 

Em São Paulo 

O prefeito Airton Garcia esteve esta semana participando, junto com o Secretario Municipal de Educação, Nino Mengatti, do primeiro encontro oficial de prefeitos da região com o Secretário Estadual de Educação, João Cury Neto. Na ocasião, ele entregou ofícios com os projetos das creches de Água Vermelha e Planalto Verde. Vamos aguardar... 

Nas entrelinhas 

O vereador João Muller (MDB), publicou em sua rede social, um vídeo onde ele aparece ensinando a descascar uma mandioca. O vídeo é bastante interessante, para quem não sabe descascar. 

Nas entrelinhas II 

Muller mostra mais uma vez que é um dos poucos políticos desta cidade apto a “descascar mandiocas” de Governo que bate cabeça, como a do prefeito Airton Garcia. 

Raio-X Saúde 

A Câmara Municipal realiza nesta quinta-feira (24), das 18 às 21h, na sala das sessões do Edifício Euclides da Cunha, uma audiência pública destinada a realizar um “raio X da Saúde Pública Municipal”, conforme solicitou o vereador Lucão Fernandes (MDB) – presidente da Comissão de Saúde da Casa e o Sindicato dos Servidores Públicos (SINDSPAM). 

Raio-X Saúde II 

Segundo Lucão, o objetivo da audiência é “identificar problemas e pontos falhos e construir propostas e possíveis soluções para esses problemas”. Ele pondera que a saúde pública de São Carlos vem apresentando diversas limitações que atinge tanto os usuários do serviço quanto os próprios funcionários públicos. 

Raio-X Saúde III 

Vamos ver quantos servidores da Saúde irão comparecer nesta importante audiência pública. 

Até sexta 

É preciso trabalhar e vejo que não se fala quase senão em política que é as mais das vezes guerra entre interesses individuais. (D. Pedro II). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo

Fóvea
Sistema Organização Contabil