NESTA SEXTA-FEIRA (15/12) RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA LOURENÇO INNOCENTINI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;  

RADAR 3 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

Hoje, vamos falar de Sorocaba. É mesmo: Sorocaba. O prefeito de lá, José Crespo (DEM) protocolou na Câmara de Vereadores, com pedido de votação em regime de urgência, um Projeto de Lei que institui a contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública (CIP). 

A CIP 

Com isso, caso aprovado, o contribuinte sorocabano terá em sua conta de consumo de energia elétrica um acréscimo mensal que pode variar de R$ 4 a R$ 11,30 de acordo com os Kw/h consumidos. O projeto foi rejeitado na sessão de 22 de agosto. 

A CIP II 

Prevista pela Constituição, por meio da Emenda Constitucional 39/2002, a referida contribuição passou a ser aventada pelos municípios a partir de 2010, quando a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) determinou que o custo do serviço de iluminação pública fique a cargo dos municípios e não mais das distribuidoras de energia elétrica. 

Quando vereador foi contra 

Curioso é que, em Sorocaba, em 2013, Crespo era vereador. Na ocasião, foi contra a ideia da cobrança pela iluminação pública numa iniciativa do então prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB). Crespo chegou a apresentar um projeto para impedir a cobrança. 

Quando vereador foi contra II 

Em documento de justificativa, anexo ao projeto, argumentou, naquela ocasião, que a transferência da manutenção dos serviços de iluminação pública aos municípios era inconstitucional e não era "socialmente justa". A iniciativa foi rejeitada, mas a CIP também não foi encaminhada pela prefeitura diante da repercussão negativa. 

Mas e aqui? 

Tá bom, mas e São Carlos? Pois é: em 2008, a última campanha municipal em que saiu derrotado, Airton Garcia era um crítico contumaz de impostos. Dizem que, com o passar dos anos, o ser humano evolui e Airton Garcia mudou de ideia. 

Mas e aqui? II 

Num dos embates com o então candidato Oswaldo Barba fez a seguinte pergunta ao então candidato petista. Se sabia diferenciar taxa de tarifa. E Barba se embananou. Não respondeu à questão. 

Mas e aqui? III 

Como dizem: A política é como nuvem. Está em constante mudança. O problema é que nesse momento de crise, o contribuinte está farto de tantas taxas, tarifas, impostos... enfim!!! 

Mais uma creche em dificuldades 

Pais e funcionários do Centro Promocional de Menores Padre Teixeira estiveram na frente da Prefeitura de São Carlos e na Câmara Municipal protestando contra a ameaça de encerramento das atividades da entidade. 

Mais uma creche em dificuldades II 

Ele pediam uma solução contra o fechamento da creche, lembrando a promessa de campanha do prefeito Airton Garcia (PSB) que dizia em abrir uma unidade por mês na cidade. 

Mais uma creche em dificuldades III 

Após um tempo de manifestação, a presidente da entidade, Tereza Iato, colaboradores, funcionários e pais foram chamados para uma conversa dentro da Prefeitura com o diretor de convênios Eduardo Andreazi Moreira. 

Mais uma creche em dificuldades IV 

O colaborador Marcos Dias, que participou da reunião, falou que a Prefeitura garantiu que em breve retornará com o convênio. “A Prefeitura disse que já vai ser publicado no Diário Oficial a dispensa da licitação, o que nos coloca como classificados para renovação do convênio, e que 25 a 30 dias eles estarão já com os recursos em mãos fazendo o primeiro pagamento”, contou. 

Mais uma creche em dificuldades V 

Atualmente são 70 crianças de seis meses a quatro anos que são atendidas. Localizado na Vila Nery, o Centro Promocional de Menores Padre Teixeira tem um custo mensal que varia entre R$ 35 mil e R$ 40 mil. 

Sessão Extra 

Na noite de ontem, o presidente da Câmara, vereador Julio Cesar (DEM), afirmou que se a Diretoria de Convênios da Prefeitura enviar os projetos de subvenção até hoje a tarde, ele marcaria uma sessão extraordinária na sexta-feira, 22. 

Só na terça

Já a Prefeitura prometeu que todos os convênios serão enviados até sexta-feira. Aí, a destinação dos recursos será analisada pelos vereadores na terça-feira, 26. Vamos aguardar! 

Enquanto isso 

São Carlos de ponta cabeça, sem saúde, sem lazer, sem educação, sem segurança, ruas e mais esburacadas, sem moral na esfera Estadual e Federal e o nosso Legislativo, perdendo tempo em atacar a criticada exposição patrocinada pelo Banco Santander.  

Visita 

Não vamos escrever muita coisa sobre a visita do governador Geraldo Alckmin em São Carlos no último sábado. A única observação é  uma declaração (das várias que deu) falando sobre a limpeza da cidade. 

Visita II 

Alckmin é um brincalhão, só pode. São Carlos limpa? Faz tempo hein? Isso só prova que o governado está totalmente desatualizado das coisas de São Carlos. 

Vagabundo ? 

Deixa ver se entendi. Uma pessoa que prestou 30 anos de serviços a comunidade, defendendo a sociedade paulista na Polícia Militar, que é bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal, instrutor de tiro e autor de livros voltados para a questão da segurança, é chamado de vagabundo e baderneiro? É realmente tá tudo errado nesse país. 

Vagabundo ? II 

Passou da hora do vereador Leandro Guerreiro parar de chamar todo mundo de vagabundo. 

Transporte Coletivo 

A Suzantur que opera o transporte coletivo em São Carlos na modalidade emergencial notificou a Prefeitura sobre uma dívida de R$ 6,3 milhões. 

Transporte Coletivo II 

A notificação foi extrajudicial endereçada ao prefeito Airton Garcia (PSB) e nela está relatado que a empresa enfrenta sérias dificuldades porque não recebe o subsídio. 

Transporte Coletivo III 

Segundo a empresa o valor do subsídio mensal  seria de R$ 797 mil por mês e a empresa está a oito meses sem receber. A companhia diz que apenas o pagamento dos valores em atraso poderá suspender o iminente colapso do sistema. 

Até sexta-feira 

 

Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida. (Mahatma Gandhi). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 



Comentário(s) 

+7
Hamas | 21 Setembro 2017
Para quem levou a vida na dança , fica feio chamar os outros de vagabundo , quanto ao imposto ou taxa de iluminação , é uma piada ver Marquinho Amaral dizer que é contra , lembra da taxa do lixo do governo Rubinho e Mello? pois bem naquela época ele era a favor e votou pela cobrança , depois a justiça (que na época ainda existia) mandou devolver a grana para o contribuinte , agora vai dar uma de amigo da população? PMDB só quer grana nada mais.
+6
Observador | 20 Setembro 2017
A prefeitura tem que observar que a suzantur não tem contrato com a cidade. Está vencido desde Janeiro; lembrando ainda que o TCE julgou irregular, por N motivos, a sua contratação também aqui na cidade; visto existir um processo que tramita a passos de tartaruga na Vara da Fazenda Pública também contra a suzantur e o ex-prefeito. Ou seja, a prefeitura não pode pagar um subsídio a uma empresa que não tem contrato e que está aqui de alegre. Se a suzantur não está contente aqui, assim como os usuários não estão contentes com o péssimo serviço que ela está prestando, que vá embora. Será um favor para a população. São Carlos agradece.
+8
eleitor irritado | 20 Setembro 2017
A cidade está às escuras. Feia e perigosa, à noite. A prefeitura falida. Como resolver o "imbroglio"? Se o peemedebista de última hora e saudoso do psdb, Marquinho Amaral, é contra a taxa de iluminação pública, deve indicar a solução. Por que não pede ajuda aos de[...]dos do pmdb, que nunca destinaram nenhum valor das verbas parlamentares para São Carlos. Quanto a leandro, o falastrão, e paraná, o júnior, não se espere nada a favor do município. Estão fazendo campanha para de[...]do, ou prefeito. Aguardem!
+4
Mario | 20 Setembro 2017
Tragicômico ver em rede nacional o moleque marquito Amaral, o analfabeto retrógrado Leandro word dance, o assessor bêbado e o falso corretor e o prefeito picareta querendo agredir o de[...]do federal na campanha presidencial do santo pra presidente.Volta Altomani. Kkk