Imprimir esta página

Na semana passada uma notícia divulgada pela Prefeitura, causou certo barulho na cidade em especial aos ambientalistas. O corte do Ipê roxo localizado no cruzamento das ruas XV de Novembro com José Bonifácio. 

O corte do Ipê II

Após avaliação solicitada pela Associação para Proteção Ambiental de São Carlos (APASC) e realizada por especialista da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/Piracicaba) e pela Coordenadoria do Meio Ambiente, o Ministério Público de São Carlos recomendou a retirada da árvore.

O corte do Ipê III

Segundo o laudo, o exemplar que possui aproximadamente 45 anos e apresenta problemas estruturais com sério comprometimento de tecido vegetal. As avaliações dos técnicos também apontaram problemas como inclinação acentuada e sinais da presença de cupins e brocas.

No passado

Vale lembrar que a alguns anos, uma árvore do mesmo porte caiu e causou danos na mesma rua XV e outra na rua 13 de Maio, matou um pedestre.

Quase nada Meio Ambiente

O assunto em questão pode ser pequeno, irrisório diante de tanta crise presenciada na cidade, mas o corte de um ipê, árvore imune de corte por sinal, chama a atenção ao descaso do poder público à arborização urbana.

Quase nada Meio Ambiente II

Faço um desafio a você internauta. Tente encher os 10 dedos da mão com 10 árvores plantadas ao longo de 10 quarteirões da avenida São Carlos?

Quase nada Meio Ambiente III

Tirando as praças públicas como a da Santa Cruz, Catedral e do Cemitério, a arborização urbana da cidade é péssima e não vimos nenhuma política pública que incentivasse de fato o plantio de árvores.

Quase nada Meio Ambiente IV

O IPTU verde, por exemplo, concede quatro por cento de desconto para o contribuinte que mantiver árvores no terreno de casa ou à beira da calçada, mas parece que os nossos políticos se acomodaram em relação a este tema. Iniciativas da prefeitura, se elas existem, são poucas mal divulgadas.

Sujeira pra todo lado

Lamentavelmente o que vimos pelas ruas é uma cidade suja, descuidada e sem preocupação dos administradores públicos em embelezá-las. O próprio poder público é um desmazelo só quando se trata de meio ambiente.

Sujeira pra todo lado II

Depois das intervenções do Ministério Público, até hoje não sabemos se há uma coordenadoria de Meio Ambiente na cidade. Pedir um diagnóstico das árvores, muitas delas centenárias, fica impossível diante do desmonte.

E o Futuro?

A cidade que não consegue cuidar do essencial, que é a preservação do meio ambiente, quer o que para o futuro?

Cor da Gravata

O vereador Leandro Guerreiro, lançou na última sessão uma nova forma de demonstrar o “humor” durante os trabalhos no Legislativo. Cores de gravatas. ' Quando visto a gravata preta é bom os adversários políticos ficar preparados, a pancada (chicote no lombo) vem sem piedade''.

É só o começo da novela

A Prefeitura de São Carlos publica no Diário Oficial do Município desta sexta-feira (21), como anunciado pela Secretaria de Comunicação no último dia 14 de julho, a suspensão para adequação de alguns itens, e concomitantemente nova Concorrência Pública de abertura do processo licitatório, do tipo maior valor de outorga, que vai definir a empresa para operar o sistema de transporte coletivo nos próximos 10 anos renováveis por mais dez.

É só o começo da novela II

Foi necessário suspender e publicar novo edital já que no publicado anteriormente, por equívoco de redação e edição, foi mantido o item 03.09 que estabelecia que “Durante a concessão, o município de São Carlos instituirá subsídio ao Sistema de Transporte a fim de assegurar a modicidade da tarifa paga pelos usuários”, porém o município não prevê o pagamento de subsídios para a concessionária, o que está especificado no item 03.01: “O serviço de transporte coletivo prestado pela Concessionária será remunerado pela receita tarifária arrecadada por meio da cobrança da tarifa fixada pela Prefeitura Municipal”.

É só o começo da novela III

Um internauta ao comentar a matéria divulgada pela Prefeitura neste portal, resumiu bem toda essa questão do edital:  "Essa reedição do Edital do Transporte mostra a falta de competência e a irresponsabilidade dos que se dizem responsáveis tanto pela secretaria dos transportes, quanto pela prefeitura... Isso porque já passaram quase 8 meses de administração, e esse edital está tentando sair a mais de anos... Isso é uma vergonha e falta de honradez com os cargos que ocupam..."

Arriscar

Na nossa modesta opinião todo esse imbróglio em torno do transporte público em São Carlos, terminará sabe como? Com duas empresas explorando os serviços. Aguardem!

Mais uma obra

Esse imbróglio é mais uma “maldita herança” deixada pelo Governo do Maestro Altomani.

Boa ideia

Queremos ressaltar aqui a importante iniciativa do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio) de São Carlos. A partir da próxima segunda (24) sua sede será um ponto de entrega secundário para o descarte de pilhas e baterias portáteis, recolhidas pelo comércio. Assim, sindicatos e comerciantes participam da logística reversa, evitando riscos à saúde e promovendo a preservação do meio ambiente.

Boa ideia II

O comerciante de pilhas e baterias portáteis (ponto de entrega primário) pode descartar quantidades de até 10 kg no Sindicato. A partir daí uma empresa especializada fará a retirada desses produtos e promoverá a destinação final ambientalmente adequada.

Bom final de semana

Eu achava que a política era a segunda profissão mais antiga. Hoje vejo que ela se parece muito com a primeira. (Ronald Reagan). Fale conoso: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.