NESTA SEXTA-FEIRA (13/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – Rua Rui Barbosa (CENTRO/BAIRRO) vELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 kM/H; 

RADAR 2 – Avenida Francisco Pereira Lopes (usp/ shopping) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 – Rua Miguel Petroni (rodovia/centro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

A pergunta é pertinente e acreditamos que em partes ela tem razão. E não é só contra São Carlos. O prefeito Airton Garcia nesta sexta-feira em entrevista a rádio DBC deu a entender que está de saco cheio com o Tribunal de Contas.

TCE Contra

O caso mais recente foi a dos uniformes escolares. Em 24 de maio, o TCE recomendou a suspensão do processo até a análise dos conselheiros. Foram seis os itens contestados, entre eles o prazo pequeno para apresentar amostras, omissão de subcontratação parcial, participação de cooperativas no certame, entre outros questionamentos.

TCE Contra II

No dia 18 de maio a Prefeitura foi notificada pelo Tribunal referente ao recebimento de uma representação por parte da advogada Daniela da Silva Batista que solicitou ao Tribunal exame prévio do processo nº 18.607/17, que dispõe sobre contratação emergencial para a exploração e prestação de serviço de transporte de passageiros por modo coletivo no município. Devido a essa representação o recebimento das propostas que seria nesta sexta-feira, das 9h às 10h, no Paço Municipal, foi suspenso, permanecendo assim até que o Tribunal profira decisão final sobre o caso.

TCE Contra III

Vira e mexe o Tribunal cancela ou suspende as licitações. Agora fica a dúvida. Se faz certo, está errado. Se faz errado está errado. Se não faz também está errado. Então o que fazer?

TCE Contra IV

Agora é importante frisar que toda ação do TCE é provocado por pessoas interessadas nas licitações e pregões em abertos. Muitas dessas “pessoas”  têm o único propósito de “melar” os negócios da Administração. Veja a questão do Tapa Buracos, só agora a licitação deu certo e finalmente o contrato com a vencedora será assinado em breve.

Esses golpistas

A mente humana nos surpreende. Sempre. São Carlos e região ficaram surpreendidos com a tentativa de golpe que poderia render mais de um milhão de reais a três ou quatro pessoas e um prejuízo a quatro seguradoras. Os amadores do estelionato se deram mal. Não contavam que a polícia descobriria a trama que envolvia uma moradora de rua, que talvez na inocência acreditou na bondade de um agente funerário e confiou todos os documentos. Só não contavam com a astúcia da polícia, que descobriu a arquitetura do mal e abortou o golpe. 

E que golpe

O golpe do caixão foi desbancado, mas quem garante que tantos outros não foram bem sucedidos, com pedras que dão volume a caixões espalhados pelos cemitérios do país?

Pois é

Desgraçadamente, os golpes permeiam as rotinas das seguradoras. Basta fazer uma rápida busca na internet para descobrir histórias mirabolantes. Os espertinhos só não contam que as seguradoras investem pesado em apuração antes de pagar os beneficiários de seguros.

Pois é II

Informar endereço errado do local onde seus carros passam a noite ou mentir o perfil do motorista para obter desconto e pagar menos no seguro, é fato corriqueiro para as empresas seguradoras. Porém, algumas pessoas passam dos limites do bom senso para garantir o recebimento de indenizações fraudulentas.

Mentira tem perna curta

As companhias seguradoras, já muito habituadas a lidar com clientes mentirosos, revelam casos inacreditáveis de alguns segurados – que foram descobertos - através de investigações e laudos de peritos e especialistas.

Mentira tem perna curta II

Veja só: Os casos chegaram a ser divulgados na revista Exame. O proprietário de uma BMW3301 decidiu jogar seu veículo em uma ribanceira, porém, o carro não capotou como planejado.

Mentira tem perna curta III

Para simular o “acidente”, o dono resolveu destruir toda a lataria do carro com uma marreta. Conclusão: o amassado não era compatível com um capotamento, e a carroceria, continuou sem arranhões.

Mais uma mentira

E o dono de uma Mercedes Classe c que resolveu bater o seu próprio carro num poste e alegar que sofreu um acidente. A seguradora, desconfiada do caso, fez vistoria no veículo e, dentro do sistema de escape, achou um casulo de borboleta. Especialistas concluíram que o carro estava encostado, no mínimo há 2 meses, caso contrário, o inseto não sobreviveria às altas temperaturas do motor.

Outra

Considerado o golpista número 1, o dono de uma oficina comprou uma Ferrari F430, já com a intenção de aplicar o golpe do seguro. Ele usou, por alguns meses, o carro e depois começou a desmontá-lo para vender as peças.

Cara de Pau

Relatou à seguradora que teve o carro roubado e recebeu o valor total do carro, da seguradora. Comprou outro veículo idêntico e repetiu todo o processo. Porém, a fraude foi descoberta, quando solicitava (pela quarta vez) o pagamento do seguro, por “roubo” de sua Ferrari.

Até corsinha

E o proprietário de um Corsa Classic que decidiu furar o cárter do veículo, batendo-o em uma pedra. Motivo: O motor fundiu por falta de troca de óleo. Casos de negligência não são cobertos pelo seguro. A falta de provas, da troca de óleo, e investigações resultou na descoberta da fraude.

Sepultou

E um mineiro que enterrou seu Fiat Uno no quintal de sua casa, e informou à seguradora que o  veículo havia sido roubado.  Somente a partir de uma denúncia anônima, que a fraude foi descoberta. O carro foi resgatado em perfeito estado.

Fogo

E outra que achou que colocar fogo em seu carro, um Gol 2000, seria uma boa ideia, para se livraria das 38 parcelas que ainda restavam, para quitar o financiamento. A mente brilhante ainda achava que receberia o valor total do veículo. Porém, além do carro, ela queimou as próprias pernas. Em depoimento à polícia, disse ter sido atacada com ácido, por um criminoso, ao tentar impedir a ação. O problema é que peritos comprovaram que suas queimaduras não tinham nada a ver com ácido, e sim com fogo.

“Quem ama doa, quem recebe agradece”

Esse é o lema da Campanha do Agasalho 2017 encabeçado pelo Fundo Social de Solidariedade de São Carlos. Na última quarta-feira (31) a primeira dama e presidente do Fundo Social, Rosária Mazzini, se reuniu com a imprensa local e deu detalhes da campanha que teve início no dia 30 de março e prossegue até 15 de Julho.

“Quem ama doa, quem recebe agradece” II

O encontro foi super agradável a primeira dama passa uma simpatia muito grande e muita transparência em seus atos. Ela disse que a expectativa é arrecadar 80 mil peças até o dia 15 de julho.

“Quem ama doa, quem recebe agradece” III

A primeira dama disse ainda que podem ser doadas roupas de frios em geral, como cobertores, roupas, cama, mesa e banho que estejam em bom estado e limpo, para adultos e, principalmente, crianças.

Caixas

As doações podem ser depositadas em caixas que estão colocadas no Paço Municipal, Câmara Municipal, Serviços Integrados do Município (SIM), Escolas Municipais e Estaduais e no Fundo Social. Os interessados em fazer doações maiores como empresas, por exemplo, podem entrar em contato com a prefeitura para o transporte. O Fundo Social de Solidariedade fica na rua Rotary Club, na Vila Marina, 205, próximo ao Hospital Universitário. Outras informações pelos telefones (16) 3371-4057 ou 3372-0064.

Falando nisso

Outro secretário que “vai indo bem” é o da Comunicação, o jovem Mateus de Aquino. Com uma equipe super reduzida ele vem dando conta do recado. Sempre prestativo e educado, ele vem mantendo um bom relacionamento com os órgãos de imprensa.

Falando nisso II

Esse humilde colunista há tempos não se sentia tão bem na sala dos prefeitos, como na reunião da última quarta-feira. O “ar” estava leve, descontraído e tranquilo. Mesmo com a presença do prefeito briguento, que chegou depois para acompanhar a primeira dama.

50 anos

Encerramos a coluna informando que A Casa do Caminho, Instituição Espírita Cristão, completa neste dia 04 de junho 50 anos de fundação e vai comemorar essa importante data até o final de 2017. Criada originalmente como centro espírita e abrigo de idosos carentes, a Casa do Caminho foi uma das primeiras construções daquela região da cidade, na época já denominada Tijuco Preto.

50 anos II

Hoje, a instituição cuida das instalações a Creche Meimei, onde mais de 70 crianças passam o dia todo brincando e recebendo não apenas cuidados, mas educação e orientação para o crescimento pleno.

50 anos III

Além disso, dois grupos que atendem famílias necessitadas de ajuda material e moradores em situação de rua tem sua sede na Casa do Caminho, no preparo de alimentação, coleta de mantimentos e também na recepção e doação de roupas e calçados.

Primeira comemoração

Neste sábado (03) a entidade fará a primeira comemoração reunindo voluntários, atendidos pela Casa do Caminho, espíritas de toda a cidade e simpatizantes, além dos vizinhos, para contar um pouco da história da instituição e como ela funciona hoje. Nos próximos finais de semana a Casa do Caminho fará novamente festa junina reunindo as famílias das crianças matriculadas na Creche Meimei e palestras nas tardes de sábado.

Muito Obrigado

 

Esse colunista tem um carinho gigantesco por essa Casa Espírita e por todos que lá trabalham de forma voluntária. Parabéns a Instituição e muito obrigado por tudo o que já fizeram a diversas pessoas encarnadas e desencarnadas! Até semana que vem!



Comentário(s) 

+3
cesar | 07 Junho 2017
Os competentes da cidade, querem mostrar para o TCE que 2 (dois) mais 2(dois) são 5 (cinco),eles não vão aceitar,faz a licitação correta e pronto. O Boné em relação a saúde quer nos mínimos detalhes, devido sua lisura; tem que ser com tudo correto.
+4
Aécim Pódemais | 07 Junho 2017
Airton Garcia nesta sexta-feira em entrevista a rádio DBC deu a entender que está de saco cheio com o Tribunal de Contas. Pois é prefeito quem manda não ser tucano? olha o ex-prefeike da cidade pintou e bordou e ninguém encheu o saco dele , olha o Aécio Alckmim , Serra , FHC roubam ate merenda de criança e ainda tem vistas grossas dos tribunais e ainda tem a grande mídia
para salva-los da opinião pública.
+4
Replay | 06 Junho 2017
É vdd q as vezes acontece de alguem querer parar a licitação, mas o TCE só suspende se estiver errada...então é melhor fazer certo e parar se mimimi. Qto a essa do transporte, se o prefeito e os secretarios começarem resolverem logo, vao pelo mesmo caminho do anterior...
+1
Uma verdade | 06 Junho 2017
Olha eu acho o trabalho do prefeito tem sido bem fraquinho> Contudo quanto a sua fala em relação ao TCE ele possui absoluta razão. Inicialmente, o Tribunal, sem o mínimo de requisitos autorizadores, defere a suspensão de licitações, por precaução. O pior muitas vezes solicita, alterações sem possuir competência para tanto. Nesse sentido cabe destacar que do TCE é única e exclusiva de verificar a legalidade dos atos, sem adentrar ao mérito, pois o exame de conveniência e oportunidade cabe ao gestor. Mas estamos no país do vale tudo