NESTA SEGUNDA-FEIRA (9/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA HENRIQUE GREGORI (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – RUA MIGUEL PETRONI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O PSDB junta os cacos em São Carlos, depois de uma derrota humilhante. Mesmo com a máquina pública em mãos, a tucanada amargou o quarto lugar na disputa eleitoral. E se tivesse mais um mês de campanha, corria o risco de ficar atrás de Dante Peixoto (PSOL), vamos combinar? Pois bem: agora a turminha quer arranjar um culpado para o fracasso. E encontraram no transporte público a justificativa.

Ah, vá!

Nestas duas semanas de um período sabático da coluna, estivemos em vários ninhos tucanos. E algumas aves, não de vistosa plumagem, disseram que clamaram para Altomani não tirar do circuito a Athenas Paulista.

Ah, vá! II

Sim, meus queridos, eles disseram que Altomani errou em mexer nesta ferida. E deu no que deu. Mas é sempre assim: se Altomani saísse vitorioso – nem com outra eleição isto aconteceria – esta mesma turminha iria atribuir ao sucesso da vitória ao transporte público. Como diria Paulinho Gogó: “quem não tem dinheiro, que conte história”.

Sentimento

O transporte público despertou um sentimento de ódio na população. Já não é fácil depender de coletivo para trabalhar ou realizar outras atividades. Imagine então passar pelos inúmeros transtornos das últimas semanas.

Acerto

A Suzantur acertou em distribuir senhas aos usuários. Aquelas filas medonhas em plena Avenida São Carlos chateava a qualquer cidadão legitimamente são-carlense.

Erro

Agora, é inadmissível a pressão psicológica a qual os passageiros estão passando. Motoristas mal educados que dão patadas nos usuários e usam do expediente da intimidação ao dizerem que não aceitarão mais o cartão BIS.

Relato

Segundo usuários do transporte público, eles são os menos culpados de toda esta confusão que acontece na cidade.

Licitação

O Tribunal de Contas pediu a suspensão do edital do transporte público. Nos bastidores da Prefeitura é que a licitação cairá no colo de Airton Garcia. Será mais um pepino a ser descascado.

Licitação II

Quem trabalha em administração pública crava: esse lenga lenga do transporte público perdurará por mais uns seis meses, tempo em que a Suzantur vai operar em São Carlos no contrato emergencial.

Reprodução

Para tranquilizar o usuário do transporte público – se isso é possível – Mauá e Santo André também enfrentam dores de cabeça, como noticia o jornal Diário do Grande ABC. Leia abaixo.

Reprodução II

Em meio a denúncias de redução da frota de ônibus municipais de Mauá, transferida parcialmente pela Suzantur para Santo André, conforme noticiado pelo Diário no início da semana, o prefeito e candidato à reeleição Donisete Braga (PT) tem se omitido sobre o assunto. 

Reprodução III

O petista, que no momento tem se dedicado à campanha eleitoral em que disputa o segundo turno, tem se negado a conceder entrevista sobre o tema, deixando evidente que as reclamações feitas por usuários sobre problemas operacionais dos coletivos que circulam no município estão em segundo plano.

Reprodução IV

Conforme denunciado pelo Diário na quarta-feira, passageiros de Mauá têm relatado maior tempo de espera em ao menos quatro linhas da Suzantur que operam na cidade. O problema no sistema de transporte público está diretamente relacionado à transferência de aproximadamente 20 a 30 veículos que circulavam em Mauá para a região da Vila Luzita, em Santo André, onde a empresa opera em substituição à Expresso Guarará, que enfrenta processo de falência. Histórias que se repetem. Só mudam os personagens.

Porta a porta

Penha disse que o transporte porta a porta está ‘quebrando a perna’ dos deficientes. Que pérola!

No TJ

O desembargador Marcelo Theodósio, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), negou, até o final do julgamento, a indisponibilidade de bens do prefeito Paulo Altomani (PSDB) em uma ação de improbidade administrativa por conta da contratação de cargos de confiança.

No TJ II

Na ocasião da propositura da Ação Civil Pública, o então promotor do caso, Luiz Carlos Santos Oliveira, indicou o bloqueio dos bens do chefe do Poder Executivo em até R$ 12,5 milhões. 

No TJ III

Em despacho do TJ-SP, “a decretação de indisponibilidade de bens é medida excepcional que somente pode ser aceita diante da certeza da ocorrência de atos de improbidade administrativa e, para tanto, necessária a observância de todos os trâmites processuais cabíveis à espécie”.

Até os bichinhos estão abandonados

Defensores dos animais de São Carlos, declararam nas redes sociais que a situação do canil municipal é caótica. O Diário Oficial desta semana trouxe a exoneração do diretor que a bastante tempo tocava a “casa” por lá. Dizem que os animais estão sem comida e que os tratadores que são terceirizados ficam alguns dias sem trabalhar pois não receberam da prefeitura. Segundo esses defensores existe no canil apenas três funcionários cuidando de 300 cães e 200 gatos e mais alguns animais de porte grande. 

Transporte Justo

O "Transporte Justo São Carlos" está convocando uma Assembleia Popular para o dia 22 de outubro de 2016. O evento consiste num debate de ideias e propostas, e tem por objetivo organizar a luta em defesa de um transporte coletivo justo e que respeite quem trabalha nele e quem o utiliza. Os organizadores esperam contar com a presença de todos. O evento será dia 22, sábado as 14 horas, na Praça Coronel Salles. Feito o registro!

Até sexta

 

O arrependimento é ineficaz quando as reincidências são consecutivas. (Marquês de Maricá). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo