Nesta sexta-feira (17/11), os radares móveis estarão nas seguintes vias: 

RADAR 1 – Av. Morumbi (Centro/Bairro) velocidade máxima permitida de 50 km/h; 

RADAR 2 – Av.Dr. Heitor José Realli (Rodovia/Bairro) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 3 - Av.Dr. Heitor José Realli (Bairro/Rodovia) velocidade máxima permitida de 60 km/h.

A Câmara de São Carlos volta ao centro das discussões por duas ocasiões, mas o mesmo assunto: o transporte público. Em uma delas, os vereadores ficaram ‘nervosinhos’ porque um dos ativistas do transporte público despejou verdades na fuça dos nobres edis. Como sempre, a verdade dói.

Defesa

O ativista do Movimento Transporte Justo, Arthur Verdadeiro, pecou por ser verdadeiro. O jovem desafiou a discutirem com seriedade o transporte público. A maioria vociferou contra o jovem. Mas, espera aí: Tribuna Livre não é livre? Que deixe o sujeito expressar aquilo que bem entende. Depois, se não concordarem, que subam a tribuna e expressem suas opiniões. Ou a Câmara deseja opinião singular?

Expediente

Será que a Câmara que implantar a Tribuna Presa? Ou a Tribuna do Cabresto? Simplesmente, a Câmara de São Carlos pratica mais um pastelão, e nós pagamos por tudo isso.

Expressões

Como citamos no título, em mais um episódio a Câmara fica de cócoras. Desta vez para o prefeito Paulo Altomani. Leia o que o chefe do Poder Executivo disse ao programa do nosso amigo José Antônio Assumpção: “Eu penso nos usuários, se os vereadores pensam de forma diferente e dão prioridade a empresa Athenas Paulista, isso é problema dos vereadores, eles cuidam do legislativo, o prefeito do executivo, essa é uma função exclusivamente do poder executivo” 

Ajoelhados

O prefeito mandou outra no tornozelo dos vereadores. E disse que enfrenta a Câmara. “Enfrentando toda uma Câmara Municipal que defendia uma empresa que não recolhe o INSS e o FGTS dos empregados há muito tempo, enfrentei a Câmara, os vereadores e abrimos a contratação emergencial”. E a Câmara, está ou não está de cócoras? 

Acertados

No campo da política, Giuliano Cardinali deve ser o vice de Airton Garcia. Nos bastidores, já está tudo acertado. É bom dizer que este novo nome da política é genro de Dagnone de Melo e parente de um dono de imobiliária, que domina o mercado. Resta saber se o eleitor está disposto a ressuscitar o ‘melismo’. 

Vídeo

Em um vídeo o prefeito disse que não podia manter a empresa, pois a mesma estava irregular. Oras, ele a manteve por dois anos sem contrato. Não é um demagogo?

Vídeo II

É incrível a capacidade que Altomani tem de falar uma coisa e fazer outra.

Falando em falar

Esta semana recebemos vários emails de leitores que são servidores municipais, informando que o prefeito falou além da conta, de novo, durante evento realizado para professores no Hotel Nacional.

Falando em falar II

Primeiro ele disse que queria saber quem era a professora que o criticou nas redes sociais e cobrou a presença dela na sua frente, dizendo que não tinha medo de saias; depois fez piadinhas de cunho pornográfico e falando que quando era novo namorava tanto que acordava no outro dia todo inchado. “E outras besteiras que disse durante os minutos em que ele "falou" ou relinchou, sei lá”, diz um dos leitores.

Falando em falar III

Resumindo, o prefeito foi “de novo”  vaiado pelas professoras.

Inquérito

O ex-diretor de Finanças da Prefeitura, José Sérgio Monsignati, prestou depoimento de quase três horas nesta quinta-feira  ao delegado Geraldo de Souza Filho que investiga o crime de peculato contra os cofres da Prefeitura Municipal, ou como queiram “Escândalo dos Cheques”. A advogada de Monsignati, Daiane de Arruda Leite, irá tentar desclassificar o crime para peculato culposo, aquele em que o responsável não teve a intenção do ato.

Inquérito II

“Em tese, o meu cliente cometeu o ato sob forte emoção e coação. O secretário [José Roberto Poianas] sempre foi autoritário e dava ordens batendo na mesa. Outros funcionários presenciavam isso”, afirmou a advogada.

Inquérito III

Já o delegado Souza Filho, informou que Monsignati não se recusou a responder às perguntas e aparentemente foi bastante sincero nas respostas. Para o delegado o crime aconteceu e não restam dúvidas sobre os autores. “O que queremos saber é a exata participação de cada elemento, o que não muda o destino da investigação”, completou o delegado  linha dura da Polícia Civil de São Carlos.

Inquérito IV

Na próxima semana, o delegado pretende colher depoimentos do empresário Rinaldo Jordão e do ex-secretário da Fazenda  José Roberto Poianas. 

Absurdo

Parece que ninguém se atentou ainda, mas poderemos ter da noite para o dia em São Carlos, cerca de 1 mil famílias sofrendo por culpa de demissões. Seriam as famílias mantidas pelos 263 funcionários da Casa de Saúde que já anunciou o fim de suas atividades, mais 630 trabalhadores da Athenas que estão entregues a sorte.

Casa de Saúde

Falando em Casa de Saúde, ontem recebemos o relato de uma funcionária. Disse que estava indo trabalhar a troco da passagem e comida, isso porque uma médica pediu, Contou ainda que até as carnes que estavam na cozinha do hospital estava sendo levadas as escondidas. Triste fim desse hospital que atendeu por muito tempo e afinco a população são-carlense.

Bom final de semana

Um governo honesto dificilmente conseguirá governar bem, cercado de corruptos e hipócritas que só pensam em dinheiro do povo. A governabilidade tem que ser correta e honesta, com todos trabalhando e pensando no bem-estar do povo. (Adelmar marques marinho). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo