NESTA SEXTA-FEIRA (14/12/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA CORONEL JOSÉ AUGUSTO DE OLIVEIRA SALLES, PRÓXIMO AO SESI - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – RUA CORONEL JOSÉ AUGUSTO DE OLIVEIRA SALLES, PRÓXIMO AO SESI - BAIRRO/CENTRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA GETÚLIO VARGAS OPOSTO AO GINÁSIO MILTON OLAIO FILHO - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 M/H.

 

 

O jornalista Marco Rogério Duarte traz à luz uma das hipóteses da desistência do ex-prefeito Newton Lima da disputa eleitoral. Em seu Repórter Central, Marco mostra um outro lado da situação política do ex-chefe do Poder Executivo. Talvez não seja apenas a tranquilidade e a convivência com os seus familiares nos altos da Lapa, em São Paulo, que o levaram à desistência do pleito.

Improbidade

Segundo Marco Rogério, com base em dados de uma decisão judicial, Newton foi condenado em terceira instância por improbidade administrativa, também teve mantida a penhora dos seus bens e pode ter que pagar uma multa de até R$ 400 mil, o que pode ter causado a sua desistência de concorrer à sucessão municipal em outubro deste ano.

Critério

A contratação de uma empresa, a Criterium, para fazer pesquisa de opinião pública com suposto caráter eleitoral, botou Newton Lima numa enrascada. A sentença foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e recentemente ratificada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Como a condenação no TJ e no STJ são feitas por órgão colegiado, Newton Lima estaria enquadrado, também, na Lei da Ficha Limpa. O processo será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Penhora

Para piorar a situação do político, o Tribunal de Justiça de São Paulo negou, recentemente, recurso apresentado por Newton contra a penha de todos os seus bens, o que inclui um apartamento em São Paulo e um imóvel em Florianápolis.

Alegações

O petista tentou alegar à Justiça que o imóvel de São Paulo seria para sua residência e que o imóvel de Florianópolis teria ficado para sua ex-esposa, porém, o Ministério Público e também o Poder Judiciário não aceitaram a alegação de que Newton moraria no apartamento na capital paulista, uma vez que morava em São Carlos e depois, como deputado federal, vivia em Brasília, mesma residência que passou a ter como presidente da estatal Ebserh. Assim seus bens estão penhorados para garantir o pagamento de uma futura execução fiscal, que, segundo informações, com juros e correção, poderá chegar a até R$ 400 mil.

Ocasiões

Em outras ocasiões, Newton Lima falou sobre o processo. Ele negou que cometeu improbidade administrativa. Alegou aguardar com tranquilidade a decisão da Justiça, tendo a certeza de sua conduta proba e dos mais profundo respeito ás leis e à ética na gestão dos recursos públicos.

Focado

Pessoas ligadas à política dizem que Airton Garcia está bastante focado nas pesquisas eleitorais, que mostram neste instante uma situação confortável em relação a números, porém esquece o diálogo com o parlamento.

Focado II

De acordo com as pessoas que convivem nos bastidores da política, Airton estaria menosprezando o parlamento. Não pode esquecer que, sem a sintonia com a Câmara, não conseguirá governar. O prefeito Paulo Altomani é a prova disso.

Mudanças

O chefe de Gabinete da Secretaria de Serviços Públicos, Rikoff Aidar, foi exonerado na última terça-feira. Este humilde espaço não consegue entender a decisão da Prefeitura, uma vez que Rik era um dos mais fieis defensores do governo Altomani.

Incomodo

Segundo pessoas próximas de Altomani, os dedo-duro lambe-botas desta administração, ficavam, a todo o momento, colocando minhoca na cabeça do prefeito. Mais uma vez Altomani se afasta de pessoas que o defendiam com unhas e dentes. Desse jeito vai terminar sozinho.

Vitorioso

A atitude do prefeito de afastar Rikoff é bastante estranha, mas pode mudar alguns panoramas. Ficamos sabendo que Rik já está sendo flertado por vários partidos que buscam o seu apoio,  entre eles DEM, PP e  PSB. E tem mais, até o PT, ontem na sessão da Câmara ele recebeu elogios de pessoas ligadas ao partido.

Lugar

A Secretaria de Serviços Públicos registra o retorno de Claudemir Eleutério, o Nino, que saiu da gestão Altomani num primeiro momento por fatos que não foram bem explicados até hoje.

Mãos

Nino volta pelas mãos do Solidariedade, de Dé Alvim. Inclusive na reunião do partido que aconteceu no último sábado, Nino estava presente no Hotel Nacional Inn.

Bravo

Quem está revoltado com o vereador Ronaldo Lopes (PT) é Leandro Guerreiro, tudo por conta das charges que o artista idealiza e publica no jornal Primeira Página. Lopes diz que alguns desenhos são feministas e Guerreiro foi à Câmara e bateu boca com o vereador. Veja o vídeo.

Será?

Marquinho Amaral disse que comandará a Câmara com isonomia nos 30 dias de ausência do presidente Lucão Fernandes, sem rancor ao seu principal adversário político, o prefeito Paulo Altomani.

Drama

O que resta a esta coluna neste momento é pedir orações ao neto do presidente da Câmara, Lucão Fernandes. O jovem Samuel é um guerreiro e necessita de um milagre de Deus. A atitude do presidente da Câmara em se afastar do cargo para cuidar do neto é uma atitude digna, de homem de verdade.

De Corpo e Alma

Não temos ainda detalhes, mas a CPI da Corpo e Alma, deverá ter surpresas (se já não teve), tudo por um detalhe que passou despercebido pelos membros da comissão. Vamos aguardar e ver se tal fato se confirma.

Bom feriado a todos

No Brasil, quando o feriado é religioso, até ateu comemora. (Jô Soares). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo