NESTA QUINTA-FEIRA (24/10) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIOS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

Ontem, uma polêmica permeou a discussão do transporte coletivo de São Carlos. Por felicidade, esta coluna, na última sexta-feira, mostrou a situação econômica e estrutural da Athenas Paulista, que está prejudicando os usuários. Por pura coincidência, no mesmo dia, a juíza Gabriela Müller deu o seu veredicto e determinou a elaboração da licitação num prazo de até 4 meses. Algumas situações precisam ser esclarecidas. 

Valores 

Disseram por aí que a Câmara daria um cheque em branco no valor de R$ 7 milhões. De acordo com as informações passadas no próprio Poder Legislativo, o subsídio de R$ 797 mil só será pago em 5 meses, uma vez que a juíza determinou, conforme citamos acima, que a licitação fosse feita dentro do prazo de 30 dias, tendo 4 meses para a conclusão. 

Pena 

É uma pena, sim, que a licitação seja coordenada pelo desastre de secretário Márcio Marino. O presidente da Rede, Laire Manfio, que já integrou o Conselho de Usuários, hoje pelo visto inativo, fez uma importante observação em sua rede social: “não teremos oportunidade de testar o programa de transporte coletivo que a USP estudou onde não se escolhia uma empresa e sim várias, dividindo a cidade em setores e fazendo com que a licitação do fretamento das linhas e não a concessão total do transporte, nessa modalidade da USP o custo da passagem poderia cair muito e beneficiaria o cidadão, no modelo de concessão será necessário que a prefeitura pague até mais subsídios à empresa para manter o preço menos caro”. 

Cachorros 

O vereador Ronaldo Lopes (PT) ficou contrariado com a matéria do jornal Primeira Página que questionou se o parlamentar é contra os funcionários da Athenas Paulista. Ele chamou a matéria de tendenciosa e falou que os trabalhadores conhecem a luta dele. 

Problema 

O problema é que atualmente, em função da crise financeira, a Athenas usa o subsídio para pagar o salário dos funcionários da Athenas. Se não tem esse dinheiro, não tem pagamento, o que é uma situação dramática. 

No pé 

Na mesma entrevista, Ronaldo Lopes disse que encontra muitas dificuldades para emplacar audiências públicas sobre o transporte coletivo. O posicionamento do vereador em adiar o projeto de concessão do subsídio não encontrou respaldo nem do seu companheiro de partido, Lineu Navarro, que reafirmou: sem o subsídio, a situação dos trabalhadores poderia ficar comprometida. 

No pé II

Outro que pegou no pé de Ronaldo Lopes foi Edson Fermiano, que não entendeu a postura do vereador, também sindicalista. Fermiano chegou a insinuar que o parlamentar não defende o trabalhador. O assunto é espinhoso, não acham? 

De novo

E hoje novamente os agentes de controle de endemias que fazem o serviço de nebulização em São Carlos, fizeram uma paralisação de protesto contra a Secretaria Municipal de Saúde. Eles reclamam que estão sem vale transporte para se deslocarem. 

De novo II 

Com a presença do sindicato dos servidores, eles queriam a presença do secretário de Saúde Marcus Petrilli. Mais uma vez o secretário, prometeu de ir e não foi, deixou a bucha novamente nas mãos da chefe de gabinete da Saúde, Luciana Caldeira e a diretora da mesma pasta, Cláudia Mazzuccio. 

De novo III 

Mais uma vez a situação ficou tensa entre sindicalistas e representantes da Saúde, mas depois de um tempo, chegaram a uma proposta para ser apresentada aos servidores.

 De novo IV 

Depois ao término da reunião, houve um desencontro de “opiniões” entre os sindicalistas e o vereador Lineu Navarro que também estava presente, mas aguardando uma reunião agendada com Petrilli para tratar do mesmo assunto. 

De novo V 

Resumindo, Petrilli deu os canos no vereador, nos sindicalistas e nos servidores. Até quando isso senhor secretário? 

Até semana que vem 

“Se Tiradentes soubesse que o Brasil, que pela Independência ele se entregou, lutou e foi traído mas nem por isso desistiu. Estivesse hoje, sendo dilapidado, roubado, ultrajado e envergonhado com tantos outros crimes, contra a nação e seu povo… Certamente ele teria pensado melhor, e não teria sido sacrificado com a morte há 223 anos.” (Gutemberg Landi)



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo