NA QUARTA-FEIRA (21/08) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - Avenida João de Guzzi X Rua Marcos Vinicios de M. Moraes VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - Avenida Henrique Gregori (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - Avenida Henrique Gregori (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H. 

Sérgio Pepino, o presidente do SAAE, até o ano passado, batia no peito e de frente com o prefeito Paulo Altomani contra a privatização do SAAE. Aquietou-se. A cidade tornou a apresentar muitos vazamentos e os buracos abertos para o conserto permanecem a menos. O que acontece com o SAAE? Está sem dinheiro? Ou está forçando a barra para a privatização?

Intimadas

Segundo as informações que chegam à Ácidas, os servidores já estão percebendo algo estranho no ar e chegam a cobrar na cara dura uma postura de Pepino.

Estratégia

As informações que estão chegando para a coluna dão conta que o prefeito Paulo Altomani solicitou ao SAAE a discriminação de gastos na ordem de R$ 40 milhões. A estratégia seria mostrar que a autarquia apresenta gastos desnecessários e não tem condições financeiras de se manter, para voltar a defender a privatização.

Em 2016

O que podemos garantir é que a privatização não sai neste ano, mas alguns candidatos serão procurados com oferta de muita grana para defender esse objetivo se eleitos.

Sugestão

Não somos ninguém, mas aqui fazemos uma sugestão aos servidores. Que criem comissões no futuro, chamem os candidatos e os forcem a assumirem compromisso de não privatizarem o SAAE. Mesmo assim, a autarquia corre muitos riscos de parar na mão de poderosos.

À baila

Novamente, a história de maracutaia no sorteio de casas da Prohab volta à baila. Desta vez com o vereador Paraná. Até um dos filhos dele comentou sobre o caso nas redes sociais. “Infelizmente, triste e cruel para quem realmente precisa de uma casa para morar e acredita em uma pessoa que se intitula "homem de Deus", porém, que está investido em um cargo público e barganha casas populares por votos”

E continua

Dhony Oliveira ainda diz: “E para quem não acredita nas fraudes, os documentos, áudios e vídeos estão disponíveis para qualquer um que queira ver”.

Disputa

A disputa política no Aracy é algo para gigantes. Hoje o diretor da Prohab, Galvão, é tido como inimigo por vários grupos.

Tititi

Na terça-feira à noite estiveram reunidos Azuaite França, Dagnone de Melo, César Maragno, Cotrim e Marquinho Amaral. Seria essa a formação do balaio de gatos do século 21?

Caiu

A Rádio Jovem Pan News deixou as ondas da Realidade AM. Segundo informações, um programa de entretenimento posto no período da manhã não se enquadrava ao perfil jornalístico exigido pela emissora de São Paulo, que rompeu contrato.

Quem vem?

A Rádio Globo deve ocupar o espaço da Pan News. A Pan, diga-se de passagem, tinha programas interessantíssimos como o Jornal de Esportes, Esporte em Discussão e os Pingos nos Is, com Reinaldo Azevedo. Agora, a Globo trará para São Carlos o programa do Padre Marcelo Rossi.

 Senta aqui

Julio Cesar esteve conversando com o prefeito Paulo Altomani na terça-feira. Na segunda, ele foi a São Paulo conversar com Rodrigo Garcia e Aldo de Marchi, os caciques do Democratas. O moço está com moral e, pelo jeito, é ele quem dá as cartas no partido hoje em São Carlos.

Caminho

Ao que tudo indica, PC do B, PV, Rede, PRTB, talvez PDT, e PPL devem lançar candidato próprio. O nome mais indicado seria o do vereador Bragatto, que hoje se aproxima dos dois dígitos nas intenções de voto.

Aproximação

Com a saída de Robertinho Mori, o PV se aproxima novamente do médico Normando Lima. Normando teria um bom índice de votos para vereador. O filho dele, acredita a coluna, não tem a mesma pegada política do pai.

Isso não pode

Curioso alguns fatos que aconteceram no último sábado em São Carlos. Um jovem missionário evangélico, foi proibido de pregar a palavra de Deus na Praça do Mercado Municipal. O rapaz faz esse tipo de pregação desde o ano passado e nunca foi importunado. Para poder ser ouvido, ele usa uma caixa de som amplificada. 

Isso não pode II

Estranhamente no último sábado, esse missionário foi proibido de continuar pregando a palavra, por nada mais, nada menos do que o setor de fiscalização da Prefeitura Municipal. Até o secretário de tudo (Habitação, Obras, Trânsito, etc..., etc..., etc...) baixou lá para inibir o rapaz. 

Isso não pode III

Claro, acusado ele recebeu a notificação do fiscal e parou. Claro e de forma justa, ele postou no Facebook toda sua indignação com tal atitude. Mas...

Isso pode

No mesmo sábado no espaço da Oásis Eventos, aconteceu uma disputada formatura de uma universidade de Araraquara. Muita gente bonita, muita diversão, luzes e som, mas muito som alto ao ar livre.

Isso pode II

O pessoal começou no sábado a noite e na madrugada colocaram para funcionar um trio elétrico com o som “regaçado”  o último. Moradores dos bairros da zona oeste, como Terra Nova, Moradas I,II,III, Ipanema, Fehr, Araucárias, penaram para dormir.

Isso pode III

O som “regaço” rolou até às 7h20, quando talvez “eles” cansaram da noite. Agora pergunto. Tinha algum fiscal para verificar esse abuso lá? Claro que não. O senhor Márcio Marino, bem que poderia agir com o mesmo “rigor”, que agiu com o jovem missionário que estava atrapalhando apenas alguns vendedores de imóveis que estava lá na baixada do sábado de manhã.

Isso pode IV

E não é só isso. Vira e mexe, sai que a fiscalização e PM paralisaram festa A, festa B em repúblicas da cidade. Ótimo, mas porque essa mesma “Força Tarefa”, não baixa nesse tipo festa que tivemos na Oásis, na Cidade Aracy, onde bailes funks rolam soltos todo final de semana, para desespero do povo trabalhador daquela região. É né, é mais fácil “crescer” em cima de coitadinhos. Lamentável.

Isso pode V

O pessoal de São Carlos não pode fazer festa aqui, mas de fora pode. É pra rir ou chorar?

Desculpe-nos

A coluna foi publicada somente agora a tarde, por problemas técnicos em nossos servidores.

Até sexta

Tem pessoas que são tão hipócritas, mas tão hipócritas que o único lugar que não conseguem fingir é no banheiro, fazendo necessidades fisiológicas. Ali, são eles mesmos! (Wilson Vilella). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo