Nesta sexta-feira (17/11), os radares móveis estarão nas seguintes vias: 

RADAR 1 – Av. Morumbi (Centro/Bairro) velocidade máxima permitida de 50 km/h; 

RADAR 2 – Av.Dr. Heitor José Realli (Rodovia/Bairro) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 3 - Av.Dr. Heitor José Realli (Bairro/Rodovia) velocidade máxima permitida de 60 km/h.

Um abraço a todos. Depois de um merecido descanso para recompor as energias, estamos de volta. E assunto não falta nesta cidade. O primeiro, para variar, é o mais recente de todos: a tentativa de compra da casa em que morou o saudoso professor “Mário Tolentino”.

A compra

Em setembro de 2006, o então prefeito Newton Lima (PT) comprou o Hotel Azouri Plaza, na rua Episcopal. Na verdade, ele trocou a conta do funcionalismo pelos investimentos. O Banco do Brasil gere a conta.

Quanto custou?

Naquela ocasião, o prédio, com cinco andares, auditório e estacionamento que cabe ao menos uns oito carros, custou R$ 6.032.822,00, dos quais R$ 3.089.320,00 para a aquisição do prédio, R$ 267 mil no projeto da reforma e R$ 2.676.502,00 para a reforma física.

Mais

A cesta de recursos para as reformas do futuro Paço Municipal era formada por R$ 2 milhões do Banco do Brasil, que seriam doados à Prefeitura após negociações junto ao banco e o compromisso de manter a movimentação financeira, a manutenção das contas correntes e a realização de aplicações; R$ 100 mil da CPFL; e o restante era da Prefeitura, incluindo os recursos já investidos na aquisição do prédio.

Mea culpa

 É evidente que depois de 9 anos, a inflação corroeu este valor, a valorização imobiliária foi estratosférica, mas o que move o prefeito a insistir na compra de uma casa que, duvidamos, cabe a secretaria de Educação por UM MILHÃO E MEIO DE REAIS?

Situações

Duas situações chamaram a atenção na discussão deste projeto na Câmara: o vereador Ronaldo Lopes disse que um ex-vereador ligado intimamente ao prefeito, faz a corretagem do imóvel. Estaria agindo em interesse de quem? A quem interessa a compra e a venda da casa?

Falimentar

O vereador Marquinho Amaral trouxe uma outra informação. Diz que o proprietário da casa, um grupo de investimento imobiliário forte na cidade, que tem residenciais suntuosos e luxuosos, está em processo de concordata, por isso força a venda da casa.

Necessidade

Enquanto a cidade convive com a ‘buracaiada’, o prefeito está preocupado com a compra de uma casa. Que situação deplorável. Uma outra questão que necessita ser debatida é que o PMDB é o fiel da balança e promete dar trabalho à administração Altomani a partir de agora.

Votos

O PMDB encabeçou a derrota acachapante de Altomani na Câmara. Votaram contra o governo, Ditinho, Freire e Laíde. Se Lucão pudesse votar, uma vez que ele é presidente da Câmara, certamente votaria contra.

Votos II

Também votaram contra Altomani: Penha, Paraná, Júlio César, Lineu, Marquinho, Ronaldo, Roselei e Bragatto.

Bastidor

Nos bastidores da votação, dois vereadores trabalharam em prol do governo: Dé Alvim e Edson Fermiano. Isso demonstra que ambos estão afinados com o governo, afinal o PR, segundo Gustavo Pozzi, está com Altomani e não abre.

Pepino

O cartão Ecopag voltou a dar problema entre os comerciantes, que reclamam do atraso no pagamento. A empresa diz que a Prefeitura ainda não repassou os recursos.

Privatização

No dia 27 de janeiro, vai ocorrer mais uma audiência no Tribunal de Justiça para discutir a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) sobre o artigo 128 da Lei Orgânica do Município (LOM).

Privatização II

O prefeito quer derrubar o artigo para privatizar o SAAE. Na primeira audiência, o desembargador Antônio Carlos Malheiros pediu vistas ao processo.

Conversinha

Dizem que Waldomiro Bueno (Governo) quer derrubar Moisés Rocha (Comunicação). Antes disso, Waldomiro precisa aprender a fazer articulação política. Ele é ridículo neste assunto. Na terça-feira, a Prefeitura sofreu derrota no projeto da Casa Mário Tolentino  porque em vez de ‘orquestrar’ a votação junto aos vereadores, fica preocupado com viagens.

Tom

A votação deu o tom do ritmo da Câmara em 2016. Pelo menos por enquanto. Quem pensa que a votação do projeto de reestruturação passará fácil, tire o cavalinho da chuva.

A quem possa interessar

Senhor dos Anéis. Queremos saber os gastos do Legislativo com aluguéis e ponto. Não é nenhum ‘fake’ que vai jogar o nome da coordenação deste site na lama. Jogue com honestidade para conosco. Obrigado!

Até sexta

“A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse à primeira vez”. (Friedrich Nietzsche). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo