NESTA SEXTA-FEIRA (15/12) RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA LOURENÇO INNOCENTINI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;  

RADAR 3 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

Dois assuntos vão ferver o caldeirão nas próximas semanas e meses em São Carlos. Um deles já está com a água bem quente, que a situação do terreno do Santa Maria, uma área de 240 mil m² alvo de uma renúncia fiscal de R$ 5 milhões. Sobre esse assunto, circula pelos bastidores que a procuradora jurídica Caroline Garcia Batista, já falecida, em 2006 apontava por não considerar a área como rural, o que poderia dar problema. Dito e feito. O caso virou essa polêmica toda.

É, não é

Outras informações apuradas dão conta que, quando havia um incêndio na área justificavam à justiça que o terreno era área rural. Depois, para loteamento, falavam que a área é urbana. Se é urbana ou rural, pouco importa. O que interessa é que o vereador Bragatto vai entrar no Ministério Público contra essa polêmica.

E a limpeza?

Bem, sobre a limpeza recebemos a informação de mais um possível problema que pode pintar em breve. É que a Prefeitura, que tinha uma licitação em curso para contratar a substituta da JLS Serviços, preferiu 'abandonar' o processo e contratar outra empresa, a quarta  colocada no certame, com um contrato emergencial

Vencedora

A vencedora foi a SC Service Terceirização Ltda, por R$ 2,910 milhões. Ela prestaria, por esse valor, serviços em 135 postos durante um ano. Dançou. A Prefeitura fez um contrato emergencial com a quarta colocada para prestar o mesmo serviço. A Prefeitura alega que tomou essa atitude porque o contrato estava 20% abaixo do valor previsto em licitação, o que poderia dar problema, como o que ocorreu com a JLS. Prever o futuro é muita presunção, viu!

Abafa

As denúncias do vereador Roselei Françoso sobre a compra de materiais escolares, que apontam para um prejuízo de quase meio milhão de reais aos cofres públicos (veja aqui) sofreu a maior operação abafa antes de ser encaminhada ao Ministério Público.

Abafa II

A Câmara de São Carlos trabalhou para que o vereador esperasse mais um pouco antes de encaminhar a denúncia ao Ministério Público, mas quando tudo parecia estar definido, o prefeito Paulo Altomani vai ao Cemei Osmar Stanley e diz que o parlamentar, sem citar o nome, mas indicando que seria Roselei, é 'viúva do PT'

Abafa III

Roselei Françoso, precavido, recebeu a fala do prefeito, que foi gravada, fez uma carta de repúdio ao prefeito e segunda-feira levou a denúncia ao Ministério Público.

Abafa IV

Na coletiva de quarta-feira, Roselei deixou claro que, independente da fala do prefeito, encaminharia a denúncia ao MP e afirmou que não alerta mais Altomani, que não reconhece os apontamentos das falhas e o culpa pela falta de uniformes na Rede Pública.

Articulação

Essa articulação política do governo Altomani é uma beleeeeeeeeza, como diria o narrador Milton Leite. Segundo os vereadores da base, o único que se salva da articulação política é Júlio Soldado, mas uma andorinha apenas não faz verão.

Porrrrcaria!

Aqui 'roubamos' uma palavra usada pelo vereador Lineu Navarro para criticar a cabeça da articulação do deputado Newton Lima: uma porrrcaria! Se falta gestão na Secretaria de Planejamento do Altomani,como dizem os vereadores, falta gestão no gabinete do deputado federal do PT.

PorrrcariaII!

As cabeças pensantes e os articuladores políticos do deputado, sofrem com a truculência e falta de educação de uma cidadã, que não cumpre compromissos básicos. Comenta-se que pequenos prestadores de serviços do PT, pessoas que trabalham pelo mandato do deputado, estão sem receber R$ 500 mensais de ajuda de custo. Temos exemplos, mas não vamos citar para não expor os trabalhadores.

Definido

Na inauguração da pavimentação de uma rua de Santa Eudóxia, o prefeito Paulo Altomani disse que vai conceder o reajuste de 10% aos servidores. Engraçado que, num primeiro momento, a Prefeitura ofereceu apenas os 5,68% do IPCA. A pergunta é: quem está fazendo teatro nessa história?

Depois da marmita...

O vereador Roselei Françoso, que há 15 dias denunciou que uma ambulância saía de Santa Eudóxia para buscar 4 marmitas em São Carlos, rodando 140 km/dia, recebeu  a informação de que a Prefeitura não está pagando o fornecimento de combustível ao posto do distrito.

Desabafo

"Como mal pagadora (a Prefeitura), prefere transportar combustível em galões oferecendo risco a quem transporta, contrariando a legislação vigente por transportar em veículos impróprios do que pagar o proprietário do único posto de combustível no local. Já estou protocolando na Câmara um requerimento para saber de fato o porque a   prefeitura não pagou o combustível, se tinha empenho? Qual o consumo médio?"

Por hoje é só

"Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá." (Ayrton Senna). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo