Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Joaquim Rodrigues Bravo
(Centro/Bairro)
50 km/h

Representantes da Comissão da Mulher Advogada da OAB São Carlos estiveram presentes na Reunião de Governo da Diocese na manhã desta sexta-feira, 15.  Estiveram presentes a Dra. Andréa Martos Valdevite, Presidente e Coordenadora Regional da Mulher Advogada da 9ª Região, Dra. Patrícia Paredes, Vice Presidente, e a Dra Maria de Fátima Cabral Doricci, integrante da Comissão.

O projeto nasceu por iniciativa da Comissão da Mulher Advogada da OAB São Carlos. E tem como objetivo levar conhecimento e esclarecimento acerca dos temas que tocam as mulheres de nossa sociedade.

 Após uma reunião realizada na Cúria Diocesana no dia 17 de agosto deste ano, 2017, com esta comissão, Dom Paulo Cezar Costa, nosso Bispo, pensou em ampliar este trabalho da 9ª Região da Comissão da Mulher Advogada, para todas as cidades da Diocese. 

“É missão da Igreja humanizar. E queremos fazer isso, também, através deste trabalho de conscientização e informação dos direitos das mulheres de nossa sociedade.” – Afirmou Dom Paulo diante da Presidência da Comissão da Mulher da OAB São Carlos, e dos padres que compõe o Governo da Diocese. 

A doutora Andréa Martos Valdevite, presidente da Comissão, apresentou o projeto aos padres, reafirmando a necessidade de que as mulheres possam ser esclarecidas de seus direitos e orientadas para garanti-los. 

“O objetivo não é favorecer ideologias pessoais, mas sim, garantir o direito das mulheres e das famílias na sociedade”- afirmou Dra Andréa; a Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil está dividida por regiões a 9ª Região, constituída pelas cidades de São Carlos, Araraquara, Ribeirão Bonito e Descalvado. 

Em reunião realizada em agosto, Dra Andréa conversou com Dom Paulo o desejo era que a Igreja pudesse somar forças neste trabalho de conscientização. Diante da urgência e da relevância deste trabalho o Bispo, juntamente com o Governo da Diocese, avaliou, na manhã desta sexta (15), ser importante que este projeto atinja aos homens e mulheres de toda Diocese, para a concretização disso, propuseram a formação de uma Pastoral da Mulher, com objetivo de construir relações humanas e humanizadora. 

Para a concretização destes trabalhos na Diocese Dom Paulo pediu aos Vigários Episcopais que pudessem levar as advogadas da Comissão nas reuniões de Vicariato para que os padres da Diocese também tenham conhecimento deste trabalho e possam discutir os meios para torná-lo acessível às pessoas de suas comunidades. Voltado para as doutoras Andréa, Fátima e Patrícia, Dom Paulo agradeceu e afirmou: “Estarei tranquilo se vocês realizarem este trabalho em nossa Diocese. A Igreja precisa estar presente neste meio, no qual humanizará homens e mulheres desta época”- concluiu.                

 

       



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo