Av. Getúlio Vargas
(sentido Centro/Rodovia)
60 km/h
Av. Getúlio Vargas
(sentido Rodovia/Centro)
60 km/h
Av. Comendador Alfredo Maffei
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h

O deputado federal Lobbe Neto, do PSDB paulista, levou para o plenário da Câmara Federal nesta quarta-feira, 09, uma cobrança sobre a correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). 

O parlamentar tucano cobrou o Ministério da Fazenda e a Receita Federal. “Faz um certo tempo que a tabela não é atualizada e quase que os brasileiros tiveram aumento no imposto de renda, fazendo com que o trabalhador deixe ainda mais dinheiro do que foi retido na fonte”, afirmou. 

Sobre o aumento da alíquota do Imposto de Renda, na terça-feira, 08, o presidente Michel Temer admitiu que existem estudos, mas disse que não há nada definido, porém, na manhã desta quarta [09], declarou que não haverá o aumento. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles também havia confirmado que o aumento da alíquota do IR estaria em estudo pelo governo. 

Lobbe foi enfático e afirmou que além de não aumentar, o Governo Federal precisa sim, corrigir urgentemente a tabela. “Como tudo há correções, precisa corrigir também a tabela do IRPF, principalmente, dos assalariados que pagam impostos, diuturnamente, nesse país”, cobrou o parlamentar. 

O tucano finalizou dizendo que se trata de uma medida justa e correta a ser tomada pelo governo com o trabalhador, particularmente, os de menor salário, que são os mais penalizados. 



Comentário(s) 

0
Leandro | 10 Agosto 2017
Tem, sim que, que aumentar a alíquota e criar alíquotas novas. E tem que tributar dividendos e aumentar a tributação de aplicações financeiras.

E corrigir a tabela do IR e acabar com impostos que encarecem o setor produtivo, como IPI, CONFINS e afins.