Rua Lourenço Innocentini
(sentido Centro/Bairro)
50 km/h
Rua Lourenço Innocentini
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h
Rua Padre Teixeira
(sentido Centro/Bairro)
50 km/h

São Carlos vive uma disputa sem precedentes pelo poder. E essa batalha acontece nos bastidores da Câmara. De um lado, o vereador Julio Cesar (DEM). Por duas vezes, ele foi o mais votado de São Carlos e pleiteia, com razão, a Presidência do Legislativo . No outro lado, temos um grupo que, comenta-se, está ligado ao ex-prefeito Dagnone de Melo (PSD) e que tenta emplacar um novo candidato. 

Comentário II 

Se de fato Dagnone de Melo está por trás da negociação, o discurso que ele prega, de que vai ajudar apenas o governo de transição e que não indicará cargos ao governo, é cascata. 

Experiência 

Dagnone de Melo é um político experiente, mas está se desgastando frente aos boatos. Ou fatos. Como prefeito de São Carlos por 10 anos, deveria saber que articulação para a Mesa Diretora da Câmara deve acontecer na Câmara. E não na Bento Carlos. 

Articulação 

Quando escrevemos que Melo articula a Mesa Diretora da Câmara, somos cautelosos e impomos condicionais. Mas o sempre corajoso Leandro Guerreiro (PSB) revelou esta semana, no programa Fala São Carlos. Melo o chamou para uma reunião e disse que a Câmara não poderia eleger Julio Cesar presidente. 

Fiotinho 

Roselei Françoso (Rede) cai em descrédito quando assina um documento de apoio a Julio Cesar e revê a decisão. Roselei teria mudado de opinião porque ofereceram a presidência da Câmara? 

Desculpa 

Roselei disse por aí que retirou a assinatura porque não achava correto apoiar Julio Cesar por conta da Associação Corpo e Alma.

Desculpa II 

A desculpa é esfarrapada. Se houve alguma participação de Julio Cesar por que o relator da CPI, vereador Bragatto (PV), candidato a prefeito com o apoio de Roselei, não apontou o parlamentar no relatório? 

Omisso 

Roselei, será que houve omissão do seu aliado político Bragatto? Vamos aguardar... 

Bom final de semana e feriadão 

Há pessoas que amam o poder, e outras que têm o poder de amar. (Bob Marley) Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 



Comentário(s) 

-14
Oraculus Carlensis | 28 Outubro 2016
essa camarilha que foi eleita em 02 de outubro vai nos fazer sentir saudades daquela que vai deixar o Palacete Euclides da Cunha no próximo dia 31 de dezembro.Esperem e verão
+23
oráculo político | 28 Outubro 2016
A guerra pelo poder é nojenta, mas a mídia não pode tomar partido. Deve comentar, denunciar e cobrar respeito do político à cidadania que traduz todos os direitos do cidadão e do eleitor. Por outro lado, também, não tem o direito de omitir-se, quando há evidências de irregularidades. A principal delas, na câmara municipal, refere-se à suspeita de mensalinho pago a vereadores de aluguel. Cabe à mídia honesta e independente verificar, investigar e denunciar os corruptos. Omitir-se é o pior dos caminhos, que somente os covardes e coniventes trilham. Espera-se da mídia local o mínimo de coerência e dignidade no trato dessas questões que envergonham os cidadãos de bem.
+18
Não entendi o Título | 28 Outubro 2016
Pelo que saiba democracia se faz por meio da discussão entre ideias diversas. O comportamento do autor desta coluna está me levando a crer que, o mesmo, está completamente comprometido com a eleição do Julio César para a Presidência da Câmara. Gostaria de saber do autor da coluna: - O senhor acha realmente que é uma desculpa esfarrapada não apoiar alguém, em virtude do mesmo ser investigado em uma CPI ?
+15
Coluna Estranha | 28 Outubro 2016
Acho muito estranho a postura desta coluna:
Por que nunca questionaram que a lista foi assinada no dia seguinte à eleição?
Por que a coluna nunca questionou a capacidade do antigo Secretário de Paulo Altomani para ocupar o cargo de Presidente do Legislativo?
Por que a coluna nunca questionou, quem foi o mentor e responsável por ter feito a referida lista de apoio ao Julio um dia após a eleição?
Por que a coluna critica os vereadores que não querem seguir na lista do cabresto?
Por que a coluna não abre o jogo, e diga que há um acordo dos mentores da lista, para que daqui há dois anos o Presidente seja o Marquinho Amaral?
Com tantos vereadores novos, será que não tem nenhuma cabeça nova capaz de assumir ou ao menos de pleitear referido cargo?