O PT de São Carlos tinha um mantra. A dívida era do Melo era a frase mais ouvida durante as gestões Barba e Newton Lima. Se a história dos bloqueios tem o seu lado sombrio por causa do vazio dos cofres públicos, ela serviu, talvez, para restabelecer uma verdade: a dívida não era do Melo.

Penalizações

Essa dívida é de um passado bem distante. Lá da década de 1960. Assim como várias prefeituras, Melo se viu obrigado a aceitar o parcelamento das dívidas pelo IGPDI mais 9% que, à época, não era tão draconiano como hoje.

Negócios

Na época, a dívida era de 31 milhões de reais. Com o passar dos anos, o índice ficou nada atrativo e os juros da dívida ferraram a Prefeitura. Justiça seja feita: a Prefeitura do PT pagou R$ 43 milhões e em 2006 conseguiu a liminar para reduzir de 600 mil para 158 mil reais o pagamento da dívida.

Judiando

Evidente que pagar 73 milhões de reais em uma tacada só – um ano – arranca o couro de qualquer administrador. E da pior maneira possível, descobriu-se que, num momento da história de São Carlos, o PT faltou com a verdade. A dívida não era somente do Melo e esse mantra, certamente, sepultou qualquer chance do ex-prefeito de São Carlos.

Ainda sobre a dívida

A Prefeitura já deixou de pagar, segundo dados oficiais: 2,9 milhões para a empresa que faz a coleta de lixo; 2,2 milhões para a Santa Casa; 2 milhões para a empresa que realiza a limpeza da cidade; Precatórios – 2,2 milhões; Energia elétrica - 1,1 milhão e 7,3 milhões em INSS do empregador.

Jiripoca vai piar

As medidas adotadas por Altomani podem provocar certa irritação dos aliados políticos. É que foram demitidos dezenas cargos de confiança da Prefeitura (mais de 60 somente hoje) e todos sabem que existem políticos da cidade que só conseguem formar a corriola de puxa-sacos e subservientes à base da troca por cargos.

Consequências

Há uma grande preocupação do grupo político de Altomani quanto às demissões de aliados. Ele sabe que logo após a publicação do Diário Oficial, do outro lado da calçada, os demitidos podem cair nos braços de Airton Garcia, que estará ansiosamente os esperando.

Que leva...

O Diário Oficial desta sexta-feira (24), trouxe dezenas de portarias de exonerações de pessoas que ocupavam cargos de confiança na Prefeitura Municipal de São Carlos. Entre os exonerados estão os secretários de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia Luis Antônio Panone e a da Infância e Juventude, Beatriz Aparecida Tolentino.

Que leva II

A saída de Panone não chama atenção nenhuma, já a de Beatriz sim. Sumida em sua pasta, ela ocupava a secretaria desde o início da administração do prefeito Altomani.

Que leva III

Para ver as portarias com os cargos de confiança exonerados nesta sexta-feira, clique aqui.

Bola dividida

Paulo Altomani falou cobras de lagartos na madrugada de quarta-feira, em seu Facebook. Atacou os "políticos profissionais" e fez algumas perguntas: O que este político já administrou? Fora da política onde teve carteira assinada? Quantos empregos gera em São Carlos? Falou até de duas viagens que o político faz por ano ao exterior.

Não acabou

Ele também falou de pós que fazem mal à saúde, como cocaína. Desta vez, o prefeito foi um gênio, afinal que é macho para vestir a carapuça?

Profissional

Na modesta opinião da coluna, a política precisa de dois políticos: o que tem profissionalismo para conduzir uma administração e o profissional para fazer articulações. Com amadores, a cidade para.

Descontente

O vereador Ronaldo Lopes tem dito por aí que pode abrir espaço para novos candidatos e que ele estaria disposto a voltar ao sindicato. Será?

Origem

A Câmara de São Carlos devolveu 130 mil reais à Prefeitura a pedido do prefeito Paulo Altomani para conter parte da crise financeira.

Destino

Esse dinheiro foi destinado à empresa Athenas Paulista para pagar o vale e o tíquete que estavam atrasados.

Lembrando

Numa reunião que aconteceu na terça-feira, no sindicato da categoria, os funcionários ameaçaram parar por 4 horas o transporte público. Com o pagamento, a história muda de figura.

Até quarta

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.(Clarice Lispector). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo