Av. Comendador Alfredo Maffei
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Av. Henrique Gregori
(sentido Bairro/Shopping)
60 km/h
Av. Henrique Gregori
(sentido Shopping/Bairro)
60 km/h

O SAAE está repleto de cargos de carreira competentes, mas estão encostados na autarquia, ou por serem considerados do grupo do Cotrim ou petistas. São técnicos que sabem detalhes minuciosos de toda a rede de abastecimento de água de São Carlos. Mas a inquisição raivosa da atual gestão rotulou essa turma de petistas e encostou a turma em um canto qualquer. Hoje existem pessoas pouco ou nada experientes no comando dos serviços e quem padece é justamente quem não tem nada a ver com bandeiras políticas. O pobre contribuinte. Agora cá entre nós, será que essa sucessão faz parte de planos mais ousados, como a privatização? Vamos refletir?

Até você

Lamentável a declaração do presidente do SAAE, Sérgio Pepino dado a Rádio Intersom FM esta semana. Dizer que a reclamação da falta de água no Aracy era coisa de gente do PT é pra acabar hein senhor Pepino? O senhor não tem perfil semelhante a do prefeito Altomani, que sobe em uma carreta e fica soltando um monte de coisa em microfone, sem contar as coletivas.

Até você

Quero acreditar que foi um relapso que já passou não é mesmo Pepino? Você é gente boa.

Cadê a crise?

Foi aprovado pela Câmara de São Carlos um crédito suplementar que trata de R$ 34 milhões, referentes à sobra de grana nos cofres públicos. Claro, parte desse dinheiro será empregado para amenizar a questão dos bloqueios de recursos, que atingem aproximadamente R$ 20 milhões, mas revelam que as finanças não estão  mal do jeito que o prefeito Paulo Altomani pinta aos quatro cantos da cidade.

O que é esse recurso?

Esse recurso trata-se de uma sobra com base na estimativa orçamentária de 2014. É bom lembrar que a peça orçamentária do ano seguinte, é fechada entre os meses de agosto e setembro.

Sobras

Com base na estimativa fechada em 2013, as finanças públicas apresentam um saldo positivo de R$ 34 milhões, logo surge a pergunta: mas cadê a crise?

Valores

Desses R$ 34 milhões, R$ 15 mi devem ser empenhados justamente para a questão dos bloqueios; outros R$ 3 milhões devem ser empenhados à saúde e mais uma parcela será destinada ao pagamento dos servidores.

Mais

Lembrando que o secretário Poianas falou, em audiência pública, que a Prefeitura deve apresentar um saldo positivo de aproximadamente R$ 55 milhões. Agora, duas perguntas surgem: cadê a crise? Será que a Comissão Anticrise não detectou essa situação, antes de propagar a tão 'grave crise'?

Será ?

Luciano Arantes saiu da Comunicação. Isso não é novidade para ninguém. Mas o mais triste da sua substituição por Moisés Rocha, segundo informações foi saber que ele foi comunicado da saída enquanto estava em um leito hospitalar. É uma situação lamentável, tendo em vista que Arantes está com Altomani há 20 anos.

Licitação

Informações obtidas com exclusividade pela coluna dão conta que o edital para a contratação da empresa de publicidade da Prefeitura está pronto desde janeiro de 2014, mas está engavetado em uma das salas da Prefeitura.

Carreira

Esse edital, inclusive, foi muito bem elaborado por dois servidores de carreira, ou seja está isentos de qualquer vício, se é que vocês nos entendem.

Perguntas

Por que o tal edital não saiu da gaveta até hoje? Será que há uma interferência de um publicitário com forte grau de influencia e parentesco com membros do primeiro escalão de governo?

Você sabia?

O Orçamento da Comunicação para 2015 é de R$ 5,633 milhões. Ué, mas cadê a crise? É um orçamento bem maior que a comparação com o ano passado.

Estopim

Um dos estopins da crise entre governo e Câmara é a agilidade de tartaruga da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano na liberação dos Habite-ses. Um empresário do ramo de calçados está enfrentando sérios problemas na liberação do documento e corre o risco de perder investimentos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Estopim II

A agilidade de tartaruga da secretaria faz com que empreendimentos demorem de três a quatro meses para a aprovação. A única exceção é o caso da aprovação da área que visa trazer à cidade a fábrica de medicamentos da Orygen.

O passado...

Essa história nos foi contada por um servidor público municipal com mais de 35 anos de serviços prestados à população e, coincidentemente, contada pelo radialista Juquita em seu programa matinal na Intersom FM, que termina com a seguinte moral da história: sem Câmara Municipal como parceira não se governa a cidade.

... manda lembranças

Na administração Vadinho de Guzzi, no final da década de 1980, dois grupos dominavam a política da cidade. Do prefeito Vadinho, com o vice Ademir de Oliveira, Caio Martins, Vicente Botta e Lucas Perroni Júnior e o grupo do Xavierzinho, pai de Marquinho Amaral.

Mal

A administração ia de mal a pior, inclusive com denúncias envolvendo questões pessoais do prefeito da época.

Cartas na mesa

Em certa ocasião, Vadinho e Xavierzinho reuniram-se. Na mesa, documentos que comprometiam a administração do prefeito da época. Se não mudassem peças do governo da ocasião, Vadinho seria cassado.

Resultado

Vadinho cedeu e mudou as peças do governo. Samuel Amaral, filho do diretor da Câmara, foi para a chefia de Gabinete. Outros membros do governo da época também romperam, entre eles o vice-prefeito Ademir de Oliveira, que depois fez uma série de denúncias.

Já vi esse filme

Será que esse filme está prestes a se repetir?

Tchau

"Ser humilde com os superiores é obrigação, com os colegas é cortesia, com os inferiores é nobreza." Benjamin Franklin. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo