Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Joaquim Rodrigues Bravo
(Centro/Bairro)
50 km/h

O medalhista olímpico de salto triplo Nelson Prudêncio, que morreu no dia 23 de novembro de 2012 aos 68 anos, emprestaria seu nome ao centro olímpico que deve ser inaugurado em breve, às margens da SP-318, em Água Vermelha. Mas por que estamos dizendo emprestaria? Simples, os tucanos da Prefeitura entendem que Prudêncio, por ser professor de Educação Física da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) era simpático à "turma do PT". Parece incrível, mas esse assunto é discutido nos corredores da Prefeitura.

O que querem fazer?

A intenção da Prefeitura é homenagear um outro professor de Educação Física, o professor José da Silva, também conhecido como Zé Índio, que deu aulas na antiga Escola de Educação Física de São Carlos, que funcionava no Campo do Rui Barbosa, hoje Fesc.

Desmerecendo?

Não desmerecendo o professor Zé Índio, que merece sim uma homenagem à altura, quem sabe o nome de uma escola, mas Nelson Prudêncio e centro olímpico têm tudo a ver, concordam?

Currículo

Talvez os iluminados do Paço desconhecem quem foi Nelson Prudêncio.O ex-atleta era vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo e, desde 1974, professor do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Mais

Ele ganhou medalha de prata nas Olimpíadas do México, em 1968, e de bronze nos Jogos de Munique, na Alemanha, em 1972. Ao lado de João do Pulo e de Adhemar Ferreira da Silva, é considerado um dos grandes nomes da modalidade no mundo.

Complemento

Mestre em educação física pela Universidade de São Paulo (1983) e doutor pela Universidade Estadual de Campinas (2006), Nelson Prudêncio dedicou-se, ao longo de sua trajetória, não apenas ao esporte de alto rendimento, mas esteve sempre envolvido também no incentivo à atividade física como meio de promoção da saúde e da cidadania.

É, sim!

A  coluna que tratou das trairagens da política bateu recordes de repercussão. Passou os 100 mil acessos. E a coluna sustenta as informações, confirmadas inclusive por alguns dos nossos comentaristas das páginas azuis.

Fita

Os gastos do Carnaval de São Carlos estão dando pano pra manga. Depois da divulgação da coluna Ácidas, de outros sites e de um impresso da cidade, a nossa fonte da cultura disse que Robertinho Mori anda cabisbaixo. Robertinho, esquenta não! Quem não deve, não teme!

Fita II

O programa do Juquita, da Intersom FM, divulgou na segunda-feira que o procurador do município, Waldomiro Bueno, disse que os custos ficaram elevados porque os gastos com a estrutura do evento foram embutidos nos cachês. Marcelinho Santa Cruz pediu a fita do programa para anexar ao processo. Segundo o advogado Luppi, a Prefeitura deveria ter feito licitação para contratar a estrutura. Vai dar o que falar essa história.

Cofre vazio

Os cofres municipais sofreram outro bloqueio na última terça-feira. Desta vez, foram R$ 2,5 milhões. São quase R$ 12 milhões bloqueados.

Espaço

O vereador Lucão Fernandes cobrou atuação dos secretários municipais. Segundo ele, faz quase um ano que moradores da rua Conde do Pinhal, perto da rua Riachuelo, cobram obras de contenção de enchentes e nada.

Espaço II

Sem perder tempo, Lucão disse que o PMDB pode colaborar e tem quadros dentro do partido para isso. No SAAE, dizem que Cotrim está louquinho para voltar, mas o próprio Cotrim desmente os boatos.

Merda cara

Por falar em SAAE, a autarquia da Prefeitura continua com as suas trapalhadas. Mandam um projeto de cobrança de limpeza de fossas sépticas sem explicar como será essa cobrança.

Merda cara II

Dizem que o SAAE queria cobrar R$ 120 a viagem (desculpem o modo de tratar esse assunto) de um caminhão cheio de merda. Quem mora em chácara diz que um caminhão não é suficiente pra isso.

Proposta

Os vereadores querem a cobrança por metro cúbico. No projeto, o SAAE também não especificou quanto será cobrado para a construção de uma fossa. Resultado:  o projeto vai ficar duas semanas na gaveta do Marquinho Amaral.

Chatice

A sessão da Câmara de ontem não tratou do projeto da merda, mesmo assim não deixou de ser uma merda. Muito blá,blá, blá e nenhum assunto interessante.

Doce

Marquinho Amaral experimentou sopa de maracujá. Sinceramente, nunca ouvi falar de sopa doce – ou azeda.

Furdunço

A campanha eleitoral continua pegando fogo, literalmente. É que até colocar fogo em placas os adversários políticos estão fazendo. Acredite. O estilete também rola solto. Já é possível ver algumas placas cortadas por aí.

Desabafou

Segunda-feira (25), mais ou menos 23hs, UPA lotada (pra variar) e apenas dois médicos atendendo aquele mundo de gente. Ah não deu outra. Um dos profissionais de plantão, foi até o saguão da unidade onde o povão fica esperando e pediu um minuto de atenção.

Desabafou II

Este médico teria explicado a situação que ele e o outro companheiro se encontravam, que estavam se esforçando para atender a todos. Depois desceu o guasca na Administração. Vai bem tudo isso não?

Falsificação

E vai dar pano pra manga, mais uma ação duvidosa dentro da Administração. Ficamos sabendo que um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil, para apurar supostas falsificações de documentos públicos. Trata-se de recibos de doações de cestas básicas.

Falsificação II

Pessoas estariam retirando cestas básicas com esses recibos. Até aqui tudo bem. O problema é que o impresso é verdadeiro, mas o preenchimento e assinatura da pessoa responsável não. A suspeita é que os impressos foram desviados e "alguém" estaria preenchendo esses recibos e assinando sem ser a pessoa que consta na assinatura. Xiiiii !!!!

Mudança de rumo

E a brilhante Secretaria de Comunicação a qual engloba o departamento de marketing da Prefeitura, achou a solução para tentar tirar o Governo Altomani desse mar de lama que se encontra. Usando de uma estratégia brilhante, eles decidiram retirar dos carros oficiais o slogan "Um novo Tempo". A ordem já começou a ser cumprida.

Mudança de rumo II

É, a medida sem dúvida surtirá um grandeee efeito. De "novo" a única coisa que essa Administração vem fazendo só são lambanças, lambanças e pouco serviço em prol da cidade. Já o "tempo", acho bom eles abrirem os olhos logo, pois o que eles menos tem é tempo até o fim deste governo.

Valeu

Os ursos polares adoram o frio. Os bipolares às vezes adoram, às vezes não...Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo