Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Joaquim Rodrigues Bravo
(Centro/Bairro)
50 km/h

Vocês se lembram que no dia 1º de setembro publicamos uma notícia sobre prática de nepostismo na administração pública? Se não lembra, dê uma clicada aqui. É um assunto que pegou o governo petista de calças curtas depois de uma humilhante derrota, mas que vai atingir a tucanada em cheio, além disso pode causar mais uma intensa crise no governo "marolinha" do prefeito Altomani.

Resumo

Ação condenou em segunda instância a prática de nepotismo em cargos do primeiro escalão da administração petista. Dentre os casos citados estão as famílias Martucci, Pedrazzani, Severo, entre outras.

A ação

A Justiça pedia que os cargos fossem mandados embora, além disso pedia o ressarcimento dos cofres públicos, mas a ação perdeu efeito, em partes, porque o PT foi derrotado em São Carlos nas últimas eleições.

Culatra

O que ninguém esperava é que os desembargadores Danilo Panizza e Aliende Ribeiro e o relator Castilho Barbosa botassem uma pimenta no caldo estendendo a decisão às instituições.

Portanto

A Prefeitura, as fundações e as autarquias não poderão nomear mais parentes após o trânsito em julgado. A decisão foi ampliada para parentes de vereadores que devem ser demitidos. Essa decisão transita em julgado no prazo de 10 ou 15 dias.

Feitiço contra o feiticeiro

Agora, Paulo Altomani terá que cumprir a decisão e vereadores terão os parentes demitidos da administração pública. Que bom, porque agora Altomani poderá cumprir uma promessa de campanha: acabar com o nepotismo na administração pública!

Tensão

Na segunda-feira, ficamos sabendo de uma reunião envolvendo alguns vereadores que estão furiosos com a decisão e ameaçam romper caso o governo tucano não dê um jeito. Dizem que até um político "manjado" que sempre está embarcado no "bote do poder" foi chamado para conter as chamas - ou colocar mais gasolina no incêndio.

Não é brinquedo

A gente jura de pés juntos. Não é perseguição, mas o vereador Eduardo Brinquedos continua insistindo nessa história de Natal Luz, um projeto que custa um milhão e seiscentos mil reais aos cofres públicos.

Enquanto isso...

Enquanto o vereador pensa nas luzinhas do Natal, ele não encontra a luz no fim do túnel para resolver a situação caótica do Calçadão da General. As pedras estão soltas e os idosos consumidores tropeçam e muitos deles caem.

Reclamação

Os comerciários e os comerciantes, classe ao qual o vereador Eduardo Brinquedos representa, estão revoltados com o descaso. Mas, o parlamentar insiste nas luzinhas de um milhão e seiscentos mil reais. Deprimente termos um vereador desse naipe na Câmara.

Desabafo

Dé Alvim deixou o discurso político de lado e falou o que pensa sobre o PT. Sem dizer nomes (mas prometemos que vamos descobri-los), Dé Alvim disse que tinha gente no partido que queria mandar no mandato dele.

E mais

O parlamentar pediu respeito como político e como cidadão, mesmo não sendo um reitor de universidade. Parece que o alvo da cutucada foi o deputado Newton Lima. Ainda bem que Dé saiu sem "mágoas" do PT, imagine se tivesse ocorrido o contrário...

Por falar em deputado

Na segunda-feira, o PT fez uma reunião no diretório e a carta de desfiliação de Dé foi lida pelo presidente do partido Newton Lima. Segundo alguns militantes que procuraram o colunista, em alguns trechos da leitura, Newton deu umas risadas sarcásticas e o fato foi parar nos ouvidos de Dé Alvim, que ficou puto da vida.

Vai bem

E o vereador Edson Fermiano (PR), ontem de forma delicada, literalmente cutucou diversos vereadores durante o tempo que usou a tribuna da Câmara. Citou o Ortega, Roselei, Cidinha e até o Freire que é vizinho de gabinete. Falem o que quiser mas o homem sabe bater sem que o ofendido sinta dor.

Coração

Um colaborador da coluna disse que a Rádio São Carlos foi negociada com Airton Garcia. A transação foi confirmada por uma das herdeiras do patrimônio.

Jornal

Outro colaborador disse que Airton vai ressuscitar um jornal da cidade, que era comandado pelo canalista (mistura de canalha e jornalista).

Recado

Ser chamado de analfabeto pelo vereador Freire é um elogio.

Sexta tem mais

Na minha lápide podem escrever o seguinte: A partir de agora, não contem mais comigo. Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo