Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Joaquim Rodrigues Bravo
(Centro/Bairro)
50 km/h

Se você defende a privatização do SAAE, prepare o seu bolso e o seu lombo. O prefeito Paulo Altomani adora usar como exemplo a privatização do serviço de água de Piracicaba, mas não conta o que acontece na terra da pamonha e que vai afetar sensivelmente as finanças do cidadão são-carlense.

Veja só

A Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Ares-PCJ) informou que a tarifa de água em Piracicaba terá o TERCEIRO REAJUSTE EM UM ANO. De acordo com o órgão, que autorizou o aumento de 13,44%, a alteração entra em vigor a partir de março e será cobrado na conta dos consumidores a partir de abril.

Outros reajustes

Em 2015, a tarifa de água em Piracicaba teve dois aumentos. O primeiro, de 9,12%, aconteceu em março e também entrou nas contas em abril. Já o segundo, de 15%, começaria a valer em agosto, mas foi alvo de uma ação do Ministério Público que julgou o valor abusivo e chegou a ser suspenso. No entanto, em outubro, o Tribunal de Justiça (TJ-SP) aceitou o recurso da Prefeitura e autorizou  o reajuste.

Valores

O valor mínimo da tarifa era de R$ 27 e, após o terceiro reajuste, passa a ser de R$ 31. De acordo com o Serviço de Água e Esgoto daquela cidade, os três aumentos em um ano têm o intuito de equilibrar o regime tarifário da autarquia. O desequilíbrio é causado pelos aumentos nos custos com a energia elétrica, que antes era de 11%, e atualmente é de 26,49%, assim como o impacto dos produtos químicos, que antes era de 8% e saltou para 12%.

Cálculos

O cálculo inicial do reajuste para 2016 era de 16,4% e ainda seria aplicado um acréscimo de 2,5% previsto na Lei Complementar nº 272/2011, que completariam um aumento de 19,31%. Segundo a Ares-PCJ, a agência levou em consideração a solicitação das associações de Piracicaba e também o reajuste extraordinário de 2015, para “reduzir o índice para 13,44%, que representa a inflação dos últimos 12 meses”.

É isso que o cidadão quer?

Cabe aqui uma reflexão: num momento de crise financeira grave, estamos preparados para uma privatização que vai esfolar o bolso do cidadão?

Polêmico

O vereador Marquinho Amaral fez um discurso contundente na Câmara de São Carlos, inclusive envolvendo uma suposta propina oferecida pelo prefeito Paulo Altomani. Leia o que Marquinho disse.

Polêmico II

“Não podemos ver um prefeito se preocupando em ir ao Tribunal de Justiça (TJ-SP) solicitando uma Adin contra o artigo 128, que protege dos maus gestores e dos maus empresários da vida. Ele, o prefeito Paulo Altomani, quer vender o SAAE, mas não vai vender, enquanto nós tivermos mulheres e homens honrados nesta Casa porque preço de vereador, aqui não existe. Eu coloco a minha mão no fogo pelos meus companheiros vereadores e se algum me decepcionar, eu virei a esta tribuna e darei o nome do cidadão”

Continua

Marquinho também diz: “Para mim foram oferecidos R$ 2 milhões. É a minha palavra contra a palavra do senhor prefeito municipal”. Em outro trecho, o polêmico vereador continua. O prefeito teria dito: “Nós temos um compromisso, Marquinho Amaral, de vender o SAAE. Eu falei: prefeito, o senhor está enganado. Se alguém tem esse compromisso é o senhor porque eu nunca vendi a minha consciência e meu voto. Eu posso ter todos os defeitos do mundo, poderia estar rico se estivesse aceito não só essa proposta indecente, mas outras no passado”

Mais Altomani

Marquinho prossegue o discurso, conforme o prefeito teria dito a ele: “nós precisamos votar, é um compromisso de campanha. Eles estão dispostos a dar R$ 2 milhões para o presidente da Câmara’. Eu levantei e saí do gabinete do prefeito municipal”.

Sepultado

A verdade é que Marquinho sepultou a história de privatização do SAAE, pelo menos por enquanto: dezessete vereadores assinaram um documento contra. Só não assinaram: Paraná, que está doente, mas disse que é contra a privatização; Freire, que faltou ao encontro; Fermiano, que disse que deu a palavra ao presidente do Sindspam que é contra a privatização e Eduardo Brinquedos.

Pérola

O advogado Luis Luppi ao comentar uma publicação do vereador Marquinho Amaral, soltou a seguinte: “Vamos privatizar o Paulo Altomani, tirando-o da Prefeitura e devolvendo-o a iniciativa privada o quanto antes”. 

Escapada de marcha

Eduardo Brinquedos, como sempre, escapou a marcha, de novo!. Ele disse que precisa ouvir a população, para saber se é a favor; a Prefeitura para saber se eles querem privatizar mesmo e o comprado, para verificar se o negócio, financeiramente, é bom. Os funcionários do SAAE vaiaram muito o parlamentar, é evidente! 

Ridículo

O prefeito Paulo Altomani, dias atrás postou um vídeo, falando das condições do asfalto da estrada vicinal Guilherme Scatena. Ele pra variar, criticou a espessura do asfalto, que aquilo não aguentava o tráfego pesado, blá, blá, blá.

Ridículo

Ele já viu a qualidade do asfalto que ele vem usando nas ruas da cidade? Dá uma passadinha aí pertinho do Paço lá na Dona Alexandrina e dá uma olhadinha. Foi seu governo que fez prefeito...

Indenização

Uma munícipe entrou com uma ação indenizatória contra a Prefeitura Municipal de São Carlos, após os prejuízos que teve com o seu carro em decorrência de uma enchente que atingiu a cidade em Fevereiro de 2013.

Indenização II

Em primeira instância ela conseguiu obter sucesso na ação. A juíza Gabriela Müller Carioba Attanasio, julgou procedente a ação indenizatória e condenou a Prefeitura Municipal a pagar à autora R$ 7.806,00.

Indenização III

Porém a Administração apelou pretendendo a reforma do julgado, sustentando a improcedência da ação. No final do mês passado o Tribunal de Justiça julgou o recurso, o relator Carlos Violante, manteve a sentença da juíza de São Carlos.

Indenização IV

Se todos agissem assim, cada vez que tivesse um dano ao seu patrimônio, provocado pelo descaso de uma Administração, com certeza os políticos cuidariam melhor das suas cidades. Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Até sexta

Lido com gente "interesseira", amigos de "momento", somente "profissionais", amigos só de "cerveja", mas reconheço esse interesse de cada um, mesmo assim continuo na onda deles. O mau do experto é achar que todo mundo é besta! Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo