Av. Bruno Ruggiero Filho
(sentido Bairro/Shopping)
60 km/h
Av. Henrique Gregori
(sentido Bairro/Shopping)
60 km/h
Av. Henrique Gregori
(sentido Shopping/Bairro)
60 km/h

O prefeito Paulo Altomani foi categórico na última semana à imprensa: "os servidores só pensam em direitos, mas têm seus deveres". A fala, claro, pegou mal entre os funcionários públicos municipais, que deram a sua resposta. Rejeitaram a proposta do banco de horas. A derrota tem uma única leitura: o prefeito não tem o servidor como parceiro porque o próprio chefe do Poder Executivo quebrou esse elo. Ele age como patrão.

Fato

De fato, o servidor tem os seus deveres. Mas os direitos deles não são respeitados, vide os inúmeros casos de assédio moral registrados na atual administração. A coluna tem informações que alguns servidores do SAMU já estão ganhando ações por assédio moral. As indenizações estão na casa dos R$ 10 mil. Um cofre que, dizem, está sangrando por falta de recursos, continuará dessa maneira, pelo jeito intransigente de governar uma cidade. Isto também é fato.

De primeira

Informação publicada em primeira mão pela coluna está prestes a se materializar. A Câmara de São Carlos vai implementar o relógio de ponto para os assessores parlamentares. Houve uma reunião na manhã de ontem.

Decisão

A decisão faz parte de um Termo de Ajuste de Conduta assinado pelo Ministério Público. É que o assessor de um ex-vereador falou para o promotor que não costumava cumprir horário de trabalho no Legislativo. O promotor Denílson de Souza Freitas o que fez? Um acordo com o presidente Lucão Fernandes para implantar um controle digital do trabalho dos assessores.

Aplauso

O presidente Lucão Fernandes está de acordo em agir em conformidade com a lei. Porém, ficamos sabendo que alguns assessores parlamentares estão pouco se lixando com a preocupação do líder máximo do Poder Legislativo. Tanto é que alguns assessores faltaram a uma reunião que aconteceu ontem.

Ditadura da opinião

Aqui em São Carlos foi instalada a ditadura da opinião. Quem for contrário à privatização do SAAE, leva chumbo.

Ditadura da opinião II

Existe uma nova forma de ser manchete de jornal aqui em São Carlos. É só você declarar que é contra a privatização ou concessão do SAAE. É batata...Ou Pepino????

Chumbo?

O prefeito Paulo Altomani vai inaugurar no sábado, às 15h, um reservatório de 2,5 milhões de litros. Segundo a Prefeitura, não vai faltar água no bairro. O problema é que o bairro, na semana da inauguração, registrou a falta de água em várias ruas. Dizem que os moradores prometem um desabafo durante a cerimônia.

Recuperação

O vice-prefeito Cláudio Di Salvo passou por intervenção cirúrgica e está se recuperando. Boa recuperação.

Polêmica

A polêmica do dinheiro em caixa deixado pelo PT continua, depois de dois anos e meio de ter deixado a administração. O PT diz que deixou R$ 59 milhões em caixa. O PSDB afirmou que a legenda não explicou que deste recurso, R$ 42 milhões eram carimbados pelo governo federal. Ou seja. Deveriam ser usados para determinados fim.

Polêmica II

A Prefeitura diz ainda que o PT deixou R$ 14,3 milhões de recursos da fonte 1 e R$ 15,1 milhões de restos a pagar. Ou seja: um déficit de R$ 1,5 milhão. Fonte 1, em miúdos, são recursos da Prefeitura, que podem ser usados para o custeio da máquina.

Dúvida

Recentemente foi divulgado pela imprensa local que 80% das obras de adequação dos prédios do AME São Carlos, estavam concluídas. E que a unidade estava orçada em R$ 791.499,33 com recursos do Estado e que tudo estava garantido.

Dúvida II

Nesta quinta-feira a assessoria do deputado Lobbe Neto, divulgou que ele solicitou recursos de R$ 600 mil para a conclusão do AME. Uai, mas se 80% das obras estão prontas, mais dinheiro pra que ???

Tudo azul

E não é que a Prefeitura Municipal está pintando de azul até os bancos do velório municipal. Ainda bem que o céu já é azul e não vermelho, se não haja dinheiro para pintá-lo...

Falando em SAAE

Você sabia que o SAAE fornece água gratuitamente a todos os prédios públicos (próprios e locados) da Prefeitura Municipal de São Carlos, incluindo, escolas municipais e postos de saúde. Esse fornecimento se fosse cobrado, custaria cerca de R$ 6 milhões anuais aos cofres da Prefeitura.

Falando em SAAE II

Que o  SAAE concede descontos aos beneficiários da lei de tarifa social, Santa Casa e entidades assistenciais do munícipios, o que acaba gerando para essas entidades e beneficiários, uma economia de cerca de R$ 1 milhão por ano.

Falando em SAAE III

Que hoje em São Carlos das 100 mil ligações do sistema de água existentes, metade consomem no máximo 10 metros cúbicos e com isso tem direito a desconto no valor da água, pois quem consome até 10 metros cúbicos paga por somente 3 metros no valor da tarifa de água

Falando em SAAE IV

Pois é né, isso ninguém divulga...

Até mais

As pessoas são hipócritas dizem que querem a verdade, mas vivem constantemente na mentira por terem medo de mostrar as suas reais vontades. (House M.D.). Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo