Nesta terça-feira (24), os radares móveis estarão nos seguintes locais: 

RADAR 1 – Av. Getúlio Vargas (Centro/Rodovia) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 2 – Av. Getúlio Vargas (Rodovia/Centro) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 3 – Av. Comendador Alfredo Maffei (região da chaminé) velocidade máxima permitida de 60 km/h.

 

Sempre dissemos nesse espaço. A Câmara é o termômetro político de São Carlos e a queda de Júlio Soldado deixou a cidade em estado febril. Uma frase dita por Marquinho e pouco explorada pela imprensa chama a atenção. Se o prefeito trata assim um companheiro fiel, de 20 anos, como tratará a Câmara e a população? Certamente, essa resposta é impossível de dar nesse momento.

Interessante

Também chama a atenção a veemência com que os vereadores da situação defenderam Soldado. Que fique claro. Não temos nada contra o ex-secretário de Governo, até acreditamos que ele é um dos poucos que têm um trabalho bem prestado nessa administração.

Apesar...

Apesar de acharmos que em alguns momentos ele pensa que manda nos poderes.

Cuidado

Para os vereadores que saíram em defesa de Soldado, cuidado. Não se sabe até o momento qual foi o motivo da demissão do ex-secretário de Governo (ou será que sabem?) os comentários que existem pela cidade dão conta que dois políticos armaram uma cama de gato para Soldado.

O que tem na cama?

Na reunião que ocorreu em um sindicato rural da cidade, os dois teriam fritado Soldado a óleo quente, com entrega de documentos e muito mais. Será?

Tocado

Acenir Magalhães, o braço direito de Sérgio Pepino, levou uma ensaboada do presidente da Câmara, Marquinho Amaral, durante a sessão de ontem. É que ele teria questionado os argumentos de Roselei Françoso sobre o erro em três projetos do Saae, que somam R$ 4,5 milhões.

Tocado II

Segundo Roselei, os projetos não poderiam ser votados, pois ferem a Lei de Responsabilidade Fiscal e poderiam trazer problemas (mais?) para Paulo Altomani.

Depois

Logo após a enquadrada injusta, Roselei foi cobrar uma postura do presidente Marquinho, que deixou seu gabinete, deu um murro na mesa e disse para Acenir: aqui quem manda são os vereadores e a Câmara. Depois completou: em vez de questionar a postura do vereador, por que não ficou debruçado no projeto para não conter erros?

Boca pequena

Dizem que se a situação de Soldado não for resolvida, Claudio Di Salvo pode assumir a secretaria de Governo. Ou seja, ele acumularia a vice-prefeitura, Agricultura e a secretaria de Soldado.

Lambança

Veja que lambança a Prefeitura fez nos últimos dias. E todas as cacas envolvem dois cargos: a chefia de divisão das Administrações Regionais de Saúde da Vila Isabel e do Aracy.

Dia 20 de novembro

Nessa data, exoneraram as servidoras Cris e Nilda e nomearam Carla e Fátima.

No dia seguinte...

Voltaram atrás da nomeação da Fátima e das exonerações da Cris e da Nilda. Exoneraram uma servidora chamada Milena e nomearam a Carla.

Dia 26

Exoneraram novamente a Cris e a Nilda, cancelaram a exoneração da Milena e nomearam novamente a Carla, no Aracy, para o lugar da Cris.

E dia 1º de dezembro...

Cancelaram a exoneração da Cris e da Nilda, exoneraram a Milena e renomearam a Carla para o lugar dela. Agora é nóis!

Gafe, asneira ou o que?

Na presença de Preta Rara, uma ativista do Movimento de Consciência Negra, o prefeito Paulo Altomani apresentou a primeira-dama Alice e disse: sabe por que minha esposa tem o cabelo assim? Porque recebeu um litro de sangue de negro! A mulher, que é de Santos, saiu descendo o pau na brincadeira sem graça do prefeito. Cala-te boca

Olha a Cultura de novo

Na coluna da sexta-feira passada, foram feitas algumas críticas ao coordenador de Artes e Cultura, Robertinho Mori. Porém nesta semana, algumas pessoas que trabalham no setor, rebateram alguns tópicos e como aqui é um espaço democrático, vamos publicar alguns desses questionamentos.

Olha a Cultura de novo II

Sobre a falta de comunicação dele com servidores, nos foi passado que o coordenador é uma pessoa centralizadora e que talvez isso o atrapalhe na maneira de se comunicar com os demais e acaba causando alguns transtornos. Tem caso onde é pedido algo a determinado funcionário por mais de três vezes, quase que implorando até que o pedido seja aceito.

Olha a Cultura de novo III

"Aí o Coordenador não consegue mais chegar nos caras e pedir por favor e com tom de voz ameno, o problema é que quando ele explode ele transparece isso de uma forma que chama muito a  atenção mesmo, ao menos vejo o lado bom que ele não fala nada pelas costas de ninguém, por outro lado tem coisas que poderiam ser resolvidas na sala dele de uma forma mais calma e tranquila", admite a pessoa que nos passou as informações.

Olha a Cultura de novo IV

Foi informado ainda que existe um funcionário na repartição que tem problema pessoal com Mori. Outra coisa que foi passada é que o coordenador é sim um cara exigente e centralizador, mais não é o Diabo que algumas pessoas estão tentando pintar.

Olha a Cultura de novo V

Por fim percebemos nessa história toda que a Coordenadoria de Artes e Cultura é uma repartição que está rachada, entre tantas outras nessa Administração. Uma pena. Esperamos que possa haver um acordo entre o lado A e B para que os trabalhos sejam realizados com pleno sucesso. Quem perde com essa briga? Nós, contribuintes dessa cidade.

Até sexta-feira

Grandes verdades provêm de grandes mentiras. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo