Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Joaquim Rodrigues Bravo
(Centro/Bairro)
50 km/h

Existia um boato forte nos corredores do Legislativo que o prefeito Paulo Altomani poderia fazer uma entrega simbólica das chaves da Prefeitura ao governo federal, para potencializar ainda mais a suposta crise provocada pelos bloqueios do governo federal das receitas municipais, que beiram os R$ 20 milhões. E por que poderia? Porque os ventos das finanças estão conspirando contra o próprio governo tucano.

Cheio

Os cofres municipais receberam mais de R$ 20 milhões do Refis 2014. Só de grana à vista foram quase R$ 14 milhões. Mais uns R$ 6,8 milhões foram parcelados.

Então...

Dessa forma, dos R$ 30 milhões que devem ser bloqueados neste exercício de 2014, a receita-extra ameniza o caixa da prefeitura.

Outro detalhe

Como a receita de 2014 aumentou até agosto em 11% em relação a 2013, o município terá apenas R$ 10 milhões de bloqueio numa conta simplória que fizemos, o que significa num orçamento de R$ 561 milhões, 2% do orçamento.

Grifando

O vereador Bragatto também mostrou um outro lado da moeda, que muitos preferem varrer para debaixo do tapete.

Gato comeu?

Segundo o vereador "verde", o secretário de Fazenda José Roberto Poianas, em audiência pública no mês de fevereiro, disse que a prefeitura tinha R$ 50 milhões de superávit. Com os R$ 17 milhões do bloqueio, teoricamente deveria ter R$ 33 milhões no caixa.

Sem perdão

Bragatto disse que o governo quer vitimar seus próprios erros culpando o bloqueio de repasses de ICMS e FPM. Informou que existem muitos indícios de superfaturamento em compras e serviços, com vários inquéritos civis na Promotoria Pública e que pode demorar, mas em algum momento o povo vai saber onde foi parar o dinheiro da população.

Levante

Também cobrou um levante dos 21 vereadores, que segundo ele, assistem a tudo de forma pacífica. E pediu até uma comissão processante para cassar o prefeito. É pesado!

Retrucando

A Prefeitura mexeu o corpinho e respondeu ao vereador. Disse que no Balanço Patrimonial do exercício de 2013 é possível apurar um superávit financeiro de R$ 34.134.250,01 (trinta e quatro milhões cento e trinta e quatro mil duzentos e cinquenta e um reais e um centavo).

Retrucando II

O superávit financeiro é obtido da subtração montante de despesas a pagar (empenhos inscritos em restos a pagar + despesas extra-orçamentárias) do saldo total dos recursos que ficaram em conta bancária no final do exercício.

Caixa

Este valor, segundo a prefeitura, fica depositado nas contas bancárias da municipalidade e é utilizado para pagamento das despesas que ocorrem durante o exercício financeiro. E que desembolsa R$ 41 milhões com gastos fixos.

Quiproquó

Chefia de vários setores da Prefeitura estão em pé de guerra com os servidores. Os secretários precisam intervir, senão vai dar BO.

É tudo verdade

Na quarta-feira, recebemos a simpática ligação do Carlão da APAE. Ele fez questão de dizer que não falta nada para a instituição (que bom!) e que a Prefeitura dá total assistência através do banco de alimentos. E que a APAE está muito contente com a Prefeitura

É tudo verdade II

Sobre o pedido do SAAE para cortar a água dispensada à manutenção da horta, ele nos confirmou que faz três meses que isso ocorreu para "economizar água em função da seca a pedido do SAAE". Foi um acordo de cavalheiros. Ou seja, essa coluna, mais uma vez, estava certa!

Nossa opinião

Respeitamos o Carlão, os elogios dele à Prefeitura e, principalmente, à APAE. Mas a Autarquia deveria cuidar de reduzir a perda de água potável, que bate os 50%, em vez de implicar com instituições filantrópicas. A diretoria do SAAE é sim, responsável por interromper um serviço de interação de jovens deficientes por meio da horta da APAE. Reveja seus conceitos, senhor Pepino.

Por que?

Por que Lobbe Neto, Júlio César e Massafera insistem esconder Altomani do apoio às candidaturas?

Dá o tapa...

Que papelão, hein dona Volkswagen. A direção da multinacional deu uma de Altomani na reunião com Altomani. Falou demais e depois correu desmentir. Disse à imprensa nacional que a empresa não ia investir os R$ 200 milhões.

... e esconde a mão!

Quem MENTIU não foi o prefeito Altomani. A Volkswagen tentou driblar a concorrência, omitindo valores, mas tudo estava gravado. Ou seja: perdeu, Playboy! Esta coluna teve acesso à gravação em que os diretores dizem valores de investimentos e o prefeito ainda avisa: "amanhã isso está na imprensa". E esteve mesmo.

Barbeiragens

Da série barbeiragens do governo, mais um está em curso. Na audiência da saúde de quinta-feira, o diretor do Hospital Escola, Sérgio Brasileiro, disse que a Prefeitura tem que segurar a barra por mais uns seis meses para que as contas fechem e o hospital passe para o governo federal.

E se...

Se a Prefeitura cortar os R$ 320 mil por mês que repassa ao Hospital-Escola, a unidade pode deixar de atender parte do público e o governo federal abandona o projeto.

Sugestão

A nossa estimada Prefeitura, que arrecadou R$ 20 milhões de Refis, vai repassar apenas R$ 1,920 milhão para o HE nesse período de seis meses. Acho que não pesa pra ninguém, não é?

E mais

Em vez de demitir 50 cargos de confiança, que se demita 100. Assim, sobra mais dinheiro em caixa. E não precisam cortar verba da saúde. #ficaadica

Tchau!

O final de semana deveria levar uma multa por excesso de velocidade. Fale conosco:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo