Nesta terça-feira (24), os radares móveis estarão nos seguintes locais: 

RADAR 1 – Av. Getúlio Vargas (Centro/Rodovia) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 2 – Av. Getúlio Vargas (Rodovia/Centro) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 3 – Av. Comendador Alfredo Maffei (região da chaminé) velocidade máxima permitida de 60 km/h.

Depois da divulgação do pedido de agravo de instrumento do promotor Luiz Carlos Santos Oliveira, insistindo na indisponibilidade de bens do prefeito Paulo Altomani,  a coluna Ácidas investigou algumas questões relacionadas ao pedido de exoneração de 82 cargos de confiança. E os depoimentos de alguns servidores, relatados pelo promotor no pedido, chamam bastante a atenção da coluna e com certeza de quem a lê.

Detalhes

Um dos cargos de confiança disse em depoimento que tinha como atribuições percorrer ruas para verificar buracos e vazamentos de água. Segundo o promotor, essa atribuição deveria ser exercida por funcionários concursados.

Telefonista

Um outro cargo, que foi candidata a vereadora pelo Democratas, disse que era incumbida de atender às pessoas que comparecem para consultas médicas, para indicar os locais e também informar ao Secretário as reclamações recebidas.

Office-boy

Mais um cidadão, ligado ao Democratas, disse em depoimento que faz relatórios de reuniões e insere no sistema informatizado a entrada e saída de processos, algo que um funcionário de carreira poderia fazer, certo?

Babá

Mais um cargo de confiança contou ao promotor que a sua missão era apenas fiscalizar crianças que frequentam determinado local que ele não soube identificar (como assim?) e também atende telefones.

Aberração

Um outro sujeito revelou que comparece apenas 3 dias da semana na Secretaria para pegar correspondência para entregar em algum local (???), sendo que nos outros dias disse que procura verificar se há buracos em ruas, encanamentos quebrados ou terrenos que precisam de limpeza.

Aberração da aberração da aberração...

E um chefe de divisão! Sabe o que ele declarou: que cuidava para as crianças não brigarem e que dirigia um veículo para pegar frutas e abastecer o local em que trabalha, que pessoalmente serve frutas para as crianças que frequentam o Centro da Juventude. Meu Deus!

Politicagem

O promotor escreveu, em processo, que indagou alguns servidores sobre as ligações políticas com o prefeito. Lembram-se do rapaz que cobrou um cargo de um secretário pelo Face? Ao promotor, ele admitiu que trabalha na campanha eleitoral do atual prefeito Paulo Altomani há 12 anos.

Politicagem II

Outro depoente diz que trabalha na campanha do atual prefeito e depois pediu um cargo ao eleito.

Gratidão

Um candidato a vereador derrotado disse ao promotor que foi candidato a vereador e apoiou a candidatura do atual prefeito, sendo que este telefonou para ele e ofereceu-lhe o cargo.

Mais sincero ainda

Outro nomeado disse que trabalhou na campanha do Zé do Mato, por isso ganhou o emprego. Até quem distribuiu lanches e panfletos ganhou cargo, segundo depoimento.

Insistência

O promotor destaca que os Administradores de São Carlos (executivo) não só reiteram as nomeações irregulares, como também se apressam na produção de outras leis, em substituição àquelas anteriores declaradas inconstitucionais por decisão em ação direta de inconstitucionalidade.

Troca-troca

Trocam apenas os nomes dos cargos comissionados, mas, continuam os vícios que são revelados quando os ocupantes dos cargos são chamados a dizer sobre as suas atribuições. E cita como exemplo a exoneração de 27 servidores e a nomeação de 20.

Cadê a instrução?

Vale destacar duas questões nesses depoimentos: a sinceridade dos servidores (por isso não divulgamos o nome deles para evitar constrangimentos desnecessários, afinal os maiores culpados foram aqueles que os nomearam) e a omissão da Procuradoria Jurídica da Prefeitura, que sequer orientou os depoimentos dessas pessoas.

Na rua

A campanha de Lobbe Neto está na rua. Dizem que a animação está embasada em números. No entanto, o PT de Newton Lima também tem números e segundo eles bem animadores.

Finalmente

A Justiça Eleitoral acordou para o descalabro que estava acontecendo nos canteiros e rotatórias de São Carlos e proibiu a colocação dos fétidos cavaletes de propagandas eleitorais.

Notícia ruim

O fato ruim é que os malditos cavaletes podem ser colocados nas calçadas, desde que não atrapalhem o trânsito de pedestres.

Inteligente

Bem inteligente a campanha de Airton Garcia, que botou bonecos nas ruas de São Carlos. Por sinal, os bonecos são mais bonitos que o candidato.

Socada

Aloysio Nunes socou o pau na Marina Silva, em visita a São Carlos. Disse que a candidata à presidência foi omissa quando explodiu o escândalo do mensalão.

Erramos

Quando falamos que o Savegnago instalaria no shopping do Damha, no centro, erramos. O supermercado se instalará no Passeio São Carlos, outro shopping que será inaugurado na curva do Joinha.

Por falar em shopping...

O secretário Márcio Marino justificou as multas aplicadas aos motoristas que pararam no canteiro do Iguatemi. Disse que o estacionamento atrapalhava o trânsito de veículos e ônibus.

Coincidência

Que comparação essa não? Lá na avenida José Pereira Lopes em frente ao Diocesano, desde que me conheço por gente, os carros estacionados no canteiro central atrapalham o trânsito de ônibus e nunca ninguém tomou essa medida como a adotada em frente ao Shopping.

Coincidência II

É muita coincidência a ação dos amarelinhos, uma vez que nunca tinha ocorrido antes e casou com o fato da cobrança de estacionamento no centro de compras. Com dois shoppings a serem inaugurados em breve, o Iguatemi dá um tiro de canhão nos pés.

Cultos

Hoje fechamos a coluna com a charada de um filósofo contemporâneo. "Sabe qual o animal que come com o rabo?" "Todos, porque eles não podem tirar o rabo para comer"  (Chaves). Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo