Av. Morumbi
(sentido Centro/Bairro)
50 km/h
Av. Morumbi
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h
Rua Cel. José Augusto de Oliveira Salles
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h

Uma figura teve um destaque sem igual na audiência que discutiu o atraso na aprovação de obras da Habitação em São Carlos: o funcionário de carreira Caio César Sacchi. Caio botou o dedo na ferida ao citar o caso de quatro cargos políticos exonerados e que no dia seguinte voltaram ao cargo, é claro desmoralizados perante os colegas.

Caio está de parabéns pela coragem - e esta coluna espera que o rapaz não sofra represálias futuras. Com uma porção de cargos políticos, muitos deles desqualificados para comandar uma equipe de aprovação de obras, o serviço trava, o funcionário de carreira sente-se desprestigiado e a máquina empaca.

Lamentável

O interessante - e triste - é que os cargos políticos foram colocados em uma posição estratégica para o desenvolvimento da cidade. Mais triste foi a atitude de um político, o qual não vamos citar o nome, pois a imprensa tem um pacto para boicotar o sujeito, e que fez duras críticas à secretária Lauanna Campagnoli.

Fala

Esse moço quis associar a secretária de Habitação a um empresário do setor imobiliário da cidade, além disso mencionou que a secretária faz um Plano Diretor para interesses privados e não públicos. Esse moço tem que responder a essas acusações nas barras dos tribunais. Aliás, deveria ser banido da política local.

Ação e reação

O vereador reagiu ferozmente porque um dos seus cargos de confiança estava no bolo das demissões por excesso de falta de competência.

Clima

O pós exonerações na Secretaria de Habitação teve um clima fúnebre. Os algozes das demissões tiveram que encarar os cargos políticos. Segundo um dos cargos, Caio Sacchi teria dito que a volta dos cargos seria temporária. Sinceramente, essa coluna espera que se de fato os cargos forem incompetentes, que caiam fora rapidinho mesmo.

Brocha

O parente de um velho político da Câmara ri a toa. E não é por menos. O rapaz está com três serviços para fazer pela Prefeitura. Um deles foi a pintura porca do viaduto da Praça Itália. Desperdiçaram tanta tinta na pintura que até a calçada está pintada de azul.

R$ 60 mil

Esse mesmo parente, quem diria, levou, no final do ano passado, R$ 60 mil da iluminação de Natal pelos "relevantes serviços prestados à comunidade". Como diz o ditado: quem tem padrinho (ou irmão político) não morre pagão.

Novidades

O vereador Antônio Carlos Catharino não tem saído da Prefeitura nas últimas semanas. Dizem que o experiente político trabalha para viabilizar a candidatura à presidência da Câmara. E aí, Dr. Edson? O que o senhor está achando? Vai bem essa candidatura?

Conflitos

Depois da representação ao Ministério Público contra o próprio filho, a família Paraná tenta acertar os ponteiros. Se o governo Altomani quis desmoralizar a família não conseguiu, mas alguns conflitos internos e arestas precisam ser aparadas. A gente torce para que isso aconteça, afinal briga de pai e filho nunca é salutar.

Terminou

O prazo que a Câmara deu para o governo Altomani promover algumas alterações em seu governo termina hoje. O Diário Oficial trouxe várias exonerações, porém nenhum nome tão conhecido.

Terminou II

Essas exonerações, reza a lenda, seriam para contemplar alguns cargos de vereadores, que precisam beneficiar seus cabos eleitorais. Vamos aguardar para ver se isso se comprova.

Transporte

Na DBC, o prefeito Altomani disse que pretende abrir a licitação do transporte público, contrariando uma decisão judicial que indica a renovação do contrato com a Athenas Paulista. Se a renovação não acontecer, a Prefeitura terá de pagar R$ 100 mil- dia de multa. Será que os cofres municipais estão bufando de dinheiro?

Novidade

Alfredo Colenci deve ser o novo secretário de Planejamento e Gestão. Na segunda-feira, Júlio César desliga-se da função e volta à Câmara. Ele quer ser deputado estadual.

Reviravolta

O PT pode lançar candidato a deputado estadual em São Carlos, mesmo contrariando o desejo de Newton Lima, que deseja o apoio de todos. O candidato sairia em dobrada como Luiz Claudio Marcolino, que deve ser candidato a deputado federal.

Lição

Ao deputado Newton Lima, fica a lição. Abandonou um excelente político que foi enxergado por petistas da Capital.

Vai dar rolo

Na última quarta-feira o prefeito Paulo Altomani deu uma entrevista no programa Carlinhos Lima da Rádio Clube AM. Ele falou, falou, falou e não trouxe nenhuma novidade. Mas o que marcou foi o momento que disse que atualmente na prefeitura existem em média 300 faltas por dia de servidores municipais com atestado médico. "É dos nas costas, é dor no tornozelo, é dor no calcanhar é dor de cabeça e é funcionário concursado".

Vai dar rolo II

Altomani disse ainda que é mais fácil cobrar eficiência do funcionário do setor privado do que do setor público. Essa declaração não é boa, ainda mais nessa época de campanha salarial. O Sindspam não gostou nada, nada dessa fala do prefeito. Vamos aguardar.

Falando nisso

Falando em negociação salarial dos servidores, pelo visto este ano a briga parece que vai ser boa. No ano passado o prefeito prometeu mundos e fundos aos servidores e para variar não cumpriu. Já existem grupos entre os servidores apoiando uma paralisação. Será que a greve sai?

Calote

Na última quarta-feira recebemos um email informando que desde a tarde do dia 25 os órgãos municipais que funcionam na Estação Cultura ficaram sem internet por falta de pagamento de conta. Nessas repartições são desenvolvidas muitas atividades do funcionalismo público que dependem da internet, como o GIAP, sistema de tramitação de processos entre outros.

Calote II

Ao longo desta semana, vários internautas enviaram comentários ao site, informando que em alguns setores da Prefeitura os telefones também estariam só recebendo chamadas e não fazendo, também por falta de pagamento. Com a palavra a Prefeitura.

Cultura

Fomos informados que na última eleição do Conselho Municipal de Cultura, Robertinho Mori tentou se eleger presidente do Conselho sem o quorum nobre (como prevê no estatuto), está eleição só não rolou, pois um membro do Conselho sacou o estatuto e impediu. Outra coisa importante é que as reuniões não têm dado quorum, pois ou não se avisa os membros da sociedade civil ou se avisa de última hora.

Cultura II

Nesta mesma reunião consta que Mori tentou passar o convênio da Parada das Flores com um valor ainda maior do que o ano passado (como já informado pela coluna), mas a coisa fica pior quando ele diz que só será celebrado com a Associação de Artes de São Carlos - AASC, pois, assim como no ano passado não há outra entidade com condições de executar com a mesma excelência a Parada.

Cultura III

O email enviado para a redação traz ainda outros assuntos relacionados a Cultura que julgamos não serem necessários publicar aqui "neste momento".

Até quarta

Diga-me com quem tu andas que eu te direi quem és. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo