Nesta terça-feira (24), os radares móveis estarão nos seguintes locais: 

RADAR 1 – Av. Getúlio Vargas (Centro/Rodovia) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 2 – Av. Getúlio Vargas (Rodovia/Centro) velocidade máxima permitida de 60 km/h; 

RADAR 3 – Av. Comendador Alfredo Maffei (região da chaminé) velocidade máxima permitida de 60 km/h.

A Câmara de São Carlos aprovou a lei que provoca alterações na cobrança do ITBI, um imposto cobrado sobre o imóvel. Na teoria, a Prefeitura quer fazer, segundo ela, uma justiça fiscal e cobrar de quem, de fato, tem condição. Mas alguns fatos durante a votação chamaram a atenção do colunista e até um político nos procurou para um desabafo sincero.

Ausência

Todo imposto soa mal para uma administração pública, não resta dúvida. Um vereador da situação nos procurou para reclamar da ausência do vereador Ditinho Matheus durante a votação

O que ele falou

"Pô, o Ditinho é fogo (claro que ele falou outra palavra com a letra F no início). Na hora de uma votação tensa, o cara vaza e a gente tem que segurar o rojão. Depois, na hora de cobrar os interesses no governo, é o primeiro a bater na porta". Feito o registro.

Bastidores

De fato a ausência do Ditinho na votação pegou mal no quartel general do quarto andar. Até o Cotrim levou "pito" nessa história. Será que aconteceu algum imprevisto com o Ditinho do qual desconhecemos?

Cuidado

Vereador Rodson, nosso amigo, tome cuidado com as brincadeiras. Pelo seu bem político. Durante a votação do ITBI, o senhor e o seu assessor ficaram brincando de tirar foto de um assessor parlamentar que dormia no plenário. Uma situação mais que chata, concorda?

Outra ausência

Dé Alvim também não estava na hora da votação. Será que como primeiro ato do vereador no Solidariedade foi a fuga de uma votação chata e tensa?

Como assim?

No programa Carlinhos Lima dessa semana, Dé disse que vai apoiar as coisas boas de Altomani e criticar as ruins. O duro é que esse discurso é difícil de acreditar.

Solidários

Marquinho Amaral ainda é assediado para ingressar no Solidariedade. O presidente da Câmara conversa com Lobbe e com Massafera sobre o assunto, mas no caso da filiação de Marquinho o buraco é mais embaixo. Pode pintar até uma intervenção do Paulinho da Força na filiação.

Saudades

E no painel eletrônico do plenário da Câmara Municipal na última terça-feira o nome do vereador Dé Alvim já aparecia com o seu novo partido Solidariedade. O que ficou estranho foi a abreviação do nome do partido, SDD. Na linguagem da internet, SDD significa saudades.

Polêmico

A Prefeitura pretende passar pela Câmara um projeto de contratação de consultoria para a Saúde de R$ 1 milhão aproximadamente. A consultoria é para dois meses. Vixe!

Fechou

Edson Fermiano sentou o pau no PT na última terça-feira e na quinta foi visto saindo da Prefeitura. Isso é sinal que Edson Ferraz deve voltar para o esporte mesmo.

Chabu

A informação que recebemos dá conta que uma Cooperativa de Vans não recebeu até hoje pelo transporte de atletas dos Jogos Regionais. Também temos a informação que em uma loja de colchões a dívida é de R$ 15 mil dos colchões usados para abrigar atletas. Pra variar, tudo feito sem licitação.

Você conhece?

Você conhece José Francisco da Silva, chefe de Divisão de Tecnologia Aplicada ao Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Carlos? Não? Ele é o popular Batatinha do Gonzaga, conhece agora?

Você conhece?II

Essa pessoa de bom caráter e comprometida com o trabalho, nessa semana, bateu de loja em loja no Calçadão dizendo para os lojistas ficarem tranquilos que o Paulo Altomani mandou consertar o Calçadão. Parabéns, Batatinha!

Enquanto isso...

O vereador Eduardo, que é do comércio, pensa apenas nas luzinhas de um milhão e seiscentos mil reais do Natal. Lastimável!

Parabéns

O vereador Roselei Françoso é o melhor vereador dessa legislatura. Não que outros não sejam bons, mas Roselei estuda os projetos e faz oposição construtiva, aponta erros e mostra o caminho para soluções. Roselei aprendeu o que é ser vereador. Parabéns!

Reza a lenda...

(Este conteúdo foi removido pelo editor do SCDN por ter causado mal entendido a uma pessoa de São Carlos, não era essa a intenção do tópico.)

Sem noção

Dias atrás o conselho de escola e a Associação de pais e mestres da escola municipal Antônio Stella Moruzzi, protocolou na Prefeitura Municipal e na Secretaria de Educação um ofício pedindo informações sobre a falta da merenda escolar, material escolar, uniformes etc...

Sem noção II

Eles responderam, mas a forma que responderam foi algo assim tipo hilário. A Divisão de Alimentação Escolar respondeu como se estivesse falando com o pessoal de algum Ministério do Governo Federal, resoluções, siglas, blá, blá, blá. Resumindo, só encheram lingüiça em duas páginas de ofício.

Sem noção III

Já o Gabinete do Prefeito foi curto e grosso na resposta e a exemplo da educação, escreveram, escreveram e não responderam de forma convincente. Até gente do alto escalão do Governo que teve acesso aos dois ofícios, ficaram sem entender nada.

Sem noção IV

Gente pelo amor de Deus, não é desse jeito que se fala com o povo. Não somos obrigados a entender de portarias, resoluções internas etc...Esse tipo de linguagem é utilizado quando a gente não tem o que responder. Seria difícil falar de forma mais clara e com a língua do povo? Depois reclamam que o povão bota a boca no trombone.

Bom final de semana

Evite acidentes. Faça de propósito. Fale com a gente: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo