Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h
Av. Trabalhador São-Carlense
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Av. São Carlos
(sentido Centro/Bairro)
60 km/h

Dr. Edson Fermiano levantou a lebre na sessão da Câmara de terça-feira. Um projeto de lei que destinaria verba à Associação Regional de Futebol foi retirado da pauta por duas semanas. O motivo: erro, ou má fé, na verdade um caso esdrúxulo. Veja só: no projeto constavam R$ 42 mil para a execução do projeto, mas a subvenção era de R$ 90 mil. O que o vereador do PR questionou é: onde parariam os R$ 48 mil restantes?

Explicações

O vereador Ditinho Matheus (PMDB), que é o autor da emenda parlamentar, ficou eufórico, indignado, exigiu explicações, mas... por que depois de alguns minutos ele expressou uma frase mais ou menos assim: precisamos questionar todas as emendas, principalmente as do esporte do passado. O que o vereador quis dizer com isso? Que existem irregularidades na destinação de emendas? O que isso quer dizer? Quando as coisas são mal explicadas, as interpretações são as mais variadas possíveis.

Funcionário

O mais grave dessa emenda parlamentar é que a Associação, segundo Edson Fermiano, tem o envolvimento de um funcionário público concursado, ou seja, não poderia receber dinheiro público. Alguém pode explicar o que quer dizer essa p...franciscana? Será que o vereador Ditinho Matheus foi ludibriado? E os R$ 48 mil restantes do projeto?

Pó-pa-ra

Certo está o vereador Dé Alvim, aquele que não tira o chapéu para o Júlio César e muitos não tiram o chapéu para o petista. Precisa disciplina nessa questão de destinar emendas parlamentares.

Só pra lembrar

Um vereador tem R$ 150 mil em emendas parlamentares. Se destina R$ 90 mil para uma única associação, faltam R$ 60 mil para as demais. Gostaríamos de saber quanto desse dinheiro, Ditinho vai mandar para a sua querida Zona Leste. O Fagá, bairro em que mora há 30 anos, está um verdadeiro abandono.

Zebra

Os frequentadores de botequim, da esquina e do meio do quarteirão, apostavam na queda de Edilson Abrantes (Saúde), mas foram pegos por uma azarão. Caio Braga (Habitação) saiu antes.

Tampão

Há um comentário que Mauro de Marzo, chefe de gabinete da Habitação, pode assumir a vaga interinamente e pode ficar por um bom tempo no cargo.

Sobre o Edílson...

Edílson Abrantes pediu para sair sim. A Prefeitura tem consultado alguns nomes para assumir o posto. Um deles é o do médico Daniel Luporini. Mas, olha, sei não, hein...O comentário é que quase ninguém quer assumir essa bomba.

Mudança

Quem pode mudar para o Rede Sustentabilidade, o partido da Marina Silva, é o vereador Bragatto. E há articulação nesse sentido. Bragatto seria, inclusive, presidente da legenda em São Carlos.

Futeboys

Estivemos no último domingo participando da abertura do Futeboys, torneio de Futsal com a participação de crianças e adolescentes da cidade. Olha tudo bem que a Secretaria de Esportes parece até um guarda roupas de gente do PMDB, mas temos de reconhecer o trabalho do Zezão Favoretto.

Futeboys II

Zezão vibra com essas atividades, apesar daquela cara carrancuda dele, deu para ver a alegria estampada em seu rosto na realização daquela abertura. O homem vibrou com a criançada, com as equipes e empolgou os pais que lá estavam acompanhando seus filhos. Zezão não é puxação de saco não, mas você foi 10. Continue compadre. E que a sua turma (cargos de confiança do PMDB), possam se espelhar em você.

Hospital Escola

Um amigo de um dos colunistas da Ácidas, esteve na segunda-feira no Hospital Escola para ser examinado. Ele está com algumas feridas pelo corpo e se preocupou. Para sua surpresa quando ele chegou no Hospital Escola, o MÉDICO que o atendeu disse assim: "Eu não posso fazer nada, você deve procurar um Posto de Saúde" e dispensou o rapaz. Pra que ele está lá então? Uma vergonha isso.

Trânsito

Denominação de Trânsito: "Trânsito é a utilização das vias por veículos motorizados, veículos não motorizados, pedestres e animais, para fins de circulação, parada ou estacionamento ou parada passageira."

Trânsito II

Celso Higashi vem sendo ousado e está realizando algumas mudanças em pontos críticos da cidade. Já mudou na Alfredo Maffei perto da creche Anita Costa, essa semana mexeu lá na Vila Nery. As mudanças foram ótimas Higashi para quase todos "os envolvidos no TRÂNSITO".

Trânsito III

Só achamos que o senhor está esquecendo dos pedestres, nas duas grandes mudanças já realizadas, o pedestre, o mais frágil nessa história toda está a mercê de toda a sorte ao se atrever atravessar algumas das ruas atingidas pela mudança. O que fizeram com os idosos lá do Jardim São Carlos, tirando o ônibus Circular da rua Conde do Pinhal e colocando na Alfredo Maffei é um crime contra essas pessoas de idade.

A verdadeira história

Vamos nos próximos tópicos expor os reais motivos (que apuramos com alguns personagens envolvidos) que levaram Caio Braga pedir demissão. O prefeito Altomani vinha sendo cobrado arduamente pelos cargos nomeados por Braga. Ele simplesmente manteve nos cargos os funcionários do antigo governo. No começo até que foi aceito, mas depois que os cargos começaram a boicotar e jogar contra o governo, a coisa piorou e a situação ficou insustentável.

Fiscalização

Os dois maiores nomes do Governo Julio's-  Cesar e Soldado- já haviam pedido a cabeça do chefe da fiscalização,devido as perseguições alegadas pelos fiscais do antigo governo.O pessoal da fiscalização que trabalhou na campanha de Altomani não aceitou a nomeação e cobrava diariamente pelas mudanças prometidas.

Fiscalização II

Além disso, o atual chefe não estava atendendo as expectativas do governo e começou a receber criticas na Ouvidoria e Gabinete por não atender as demandas principalmente da Policia Militar no período noturno e fins de semana. Outro assunto que pesou foi o suposto favorecimento na distribuição de horas extras para apenas alguns fiscais.

O estopim

Um fiscal foi vistoriar uma obra e foi solicitado que o proprietário apresentasse a documentação em um prazo de dois dias. Na data citada ele foi até a Secretaria de Habitação e teve a sua obra embargada por ordem do chefe da fiscalização e pelo chefe de obras. O contribuinte, inconformado com a situação, ligou diretamente para o prefeito e expôs o acontecido.

O estopim II

O prefeito democraticamente chamou o fiscal na segunda-feira e após saber a verdadeira história deu um cheque mate e determinou as exonerações dos dois cargos. O secretário Caio Braga não aceitou e pediu a conta.

A infame

O que o galo foi fazer na delegacia? - Soltar a franga. fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo