Av. Morumbi
(sentido Centro/Bairro)
50 km/h
Av. Morumbi
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h
Rua Cel. José Augusto de Oliveira Salles
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h

Este carro que você vê na foto é do gabinete da Prefeitura de São Carlos. Ele conduziu o secretário de Governo, Julio Soldado, à Câmara de São Carlos na terça-feira retrasada. Está na calçada da travessa Walter Blanco, que passa ao lado do colégio Paulino Carlos. Quando candidato, Paulo Altomani condenava as desenfreadas canetadas aplicadas pelos hoje seus subordinados, os amarelinhos.

Serás

Os funcionários da administração petista cometiam abusos diários com veículos oficiais, isso é fato. Mas será que as regras de trânsito mudaram na administração tucana? Hoje a política do tudo pode foi efetivamente concretizada? Por isso que a gente continua insistindo na tese que se encaixa perfeitamente na política: faça o que eu digo, não faça o que eu faço!

Educação

Durante a campanha, Paulo Altomani disse que os amarelinhos seriam agentes educadores no trânsito. O que se percebe é que a lição precisa começar em casa. Lamentável!

Álibi

Um homem que é investigado no caso Maiara, de Santa Eudóxia, que foi encontrada morta em Leme, disse estava com um secretário municipal no dia do crime. Que fique bem claro, o secretário não tem nada a ver com a história. Talvez nem saiba desse artifício utilizado pelo suspeito.

Cobrança

A população precisa ficar bem atenta com o comportamento de alguns vereadores a partir da votação do projeto dos cargos de confiança. Quem aparecer mansinho, mansinho nas próximas sessões, pode ter certeza, é que foi contemplado com cargos para os aspones.

Boca de sovaco

Quem foi à casa do vereador Edson Fermiano, no Eldorado, garante: a casa tem um banheiro para cada dia da semana. O homem pode ser bagre ensaboado, mas bobo, com certeza, ele não é. Apenas São Francisco de Assis fez voto de pobreza nessa vida, o resto, bem o resto é resto.

Surpresa

Por que a atual administração não abre a caixa preta da secretaria de Esportes? Tem medo do que?

Trapalhadas

As secretarias de Administração e Planejamento da Prefeitura de São Carlos não se entendem. Alguns problemas nas nomeações, segundo apurou a coluna, estão dificultando o pagamento de muitos nomeados. As secretarias prometem resolver esse problema até o dia 15.

Cobrança

O Sindspam, sindicato dos servidores públicos, precisa ser vigilante após a aprovação do projeto que cria 119 cargos de confiança. Vejamos os motivos: um auxiliar administrativo tem o salário-base em R$ 1.100 enquanto um futuro técnico de departamento entra com um salário de R$ 2.700. O Adail precisa ficar em cima com essa história de plano de carreira.

Homeopatia

Quem pensa que a Prefeitura vai parar na criação de 119 cargos de confiança, tire o cavalo da chuva. Em breve, teremos o projeto de lei de reestruturação funcional do SAAE, com mais cargos, além da Prohab, Fesc e Pró-Memória.

Que estranho...

O superintendente Felipe, da Secretaria de Serviços Públicos, foi exonerado. Essa saída ninguém entendeu...pois todos esperavam a saída do secretário Sérgio Angelino, que apenas é um papel decorativo no governo. Boa sorte para o novo superintendente...

Mais do mesmo

Depois de dois meses, nada mudou na Defesa Civil, que hoje conta apenas com o chefe,um engenheiro,um arquiteto e uma auxiliar administrativo. O chefão Caballero fala muito, aliás bem enrolado, mas os serviços e o plano de contigência não estão funcionando.

Não cola

Essa desculpa de dar tempo para o governo Altomani não cola pra quem prometeu um choque de gestão nos primeiros dias de governo. Se isso acontecer e as cobranças ficarem de lado corre-se o risco de cairmos no ditado proferido por nossos avós: "a desculpa do peido é a tosse".

Cultura, deixa pra lá

Parece que o governo Paulo Altomani, não está nesse começo de mandato, dando muita bola para assuntos relacionados com a cultura de São Carlos. Primeiro foi o carnaval onde nada foi feito na cidade. Depois foi o cancelamento do grito rock na praça Coronel Salles. Agora recebemos a informação que um convênio firmado com oito entidades culturais da cidade não vem sendo cumprido.

Cultura, deixa pra lá II

Recebemos a informação que esse grupo criou a Rede de Pontos de Cultura que faz parte do Cultura Viva do governo federal e busca criar  uma rede horizontal de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais. Estas oito entidades foram selecionadas através de edital e cada uma delas tem direito a receber R$ 60 mil por ano, durante um período de três anos. Metade destes recursos vem do governo federal e metade do município.

Cultura, deixa pra lá III

O grupo recebeu no ano passado a primeira parcela do convênio e de acordo com o contrato formado, a segunda parcela deveria ser paga no mês passado o que acabou não ocorrendo.

Cultura, deixa pra lá IV

Representantes culturais dessas entidades foram falar com o coordenador de cultura Ney Vilella que para variar disse que não sabia o que era ponto de cultura e que não mandava nada. Ney orientou o grupo a falar com o todo poderoso Júlio Soldado. O pessoal bem que tentou mas não teve sucesso. Bom eles foram na última terça-feira até o gabinete do prefeito entregar um ofício da rede solicitando uma reunião.

Cultura, deixa pra lá V

Os representantes culturais foram orientados pelo ouvidor do município a comparecer na quarta às 8hs em ponto que o prefeito os receberia antes de iniciar o atendimento a população. O grupo voltou na quarta às 8 em ponto, aguardou até às 10h45 quando foram informados que o prefeito não receberia pois o assunto não era para ser tratado com ele e sim com o coordenador de cultura, sim o Ney que nada sabia da Rede de Pontos de Cultura.

Cultura, deixa pra lá VI

O grupo voltou a se encontrar com o Ney e ele adivinha o que fez ? Mandou o grupo falar com o outro Júlio, o César que por sua vez disse que esse assunto era para ser tratado com NEY.

Cultura, deixa pra lá VII

Bom resultado dessa novela, o grupo não obteve nenhuma resposta da Administração e agora está sem rumo, sem saber nada sobre o andamento do convênio e sendo empurrados de um para o outro sem ao menos conversar. É prefeito eu acho que o senhor deveria mudar o slogan da campanha de "Agora é nóis" para "Agora sou eu" que mando, desmando, faço e desfaço. Lamentável.

Praça Itália

Bom a novela sobre o cancelamento (já duvido que irá ocorrer e espero que não ocorra mesmo) está longe de terminar. Essa semana a coluna recebeu cópia dos convênios e requerimentos que provam que a ALL sempre soube da história da duplicação e das necessidades das obras no local.

Praça Itália II

Outra coisa, soubemos alguns detalhes das audiências que ocorreram na Justiça Federal sobre o problema da rede Savegnago, nessas audiências sempre estiveram presentes representantes da Prefeitura Municipal, ALL, Savegnago e outros (Promotor Federal, Procurador Federal, etc). Uma delas é o acordo judicial firmado entre as partes. Por isso que digo que essa história vai longe.

Praça Itália III

Para encerrar esse assunto uma fonte nos enviou a seguinte opinião: "Todos os problemas alegados são mera falácia. Estão colocando que seria impossível executar esta obra - absurdo. Então para que serve a engenharia. Todos os "problemas" são solucionáveis".

Pra terminar, uma charadinha

Qual a diferença entre um estudante português burro e um estudante português inteligente ? – a resposta é: o português burro copia tudo o que a professora escreve no quadro, e quando ela apaga o quadro, ele apaga tudo no caderno. Já o português inteligente não copia nada porque ele sabe que a professora vai apagar mesmo.

Fim

Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo